Waters of Life

Biblical Studies in Multiple Languages

Search in "Portuguese":
Home -- Portuguese -- John - 055 (Jesus the light of the world)
This page in: -- Arabic -- Armenian -- Bengali -- Burmese -- Cebuano -- Chinese -- English -- Farsi? -- French -- Georgian -- Hausa -- Hindi -- Igbo -- Indonesian -- Javanese -- Kiswahili -- Kyrgyz -- Malayalam -- Peul -- PORTUGUESE -- Russian -- Serbian -- Somali -- Spanish? -- Tamil -- Telugu -- Thai -- Turkish -- Urdu -- Uyghur? -- Uzbek -- Vietnamese -- Yiddish -- Yoruba

Previous Lesson -- Next Lesson

JOÃO – A Luz Resplandece nas Trevas
Um Curso de Estudos Bíblicos no Evangelho de Cristo segundo João

PARTE 2 – A Luz Resplandece nas Trevas (João 5:1 – 11:54)
C – A última viagem de Jesus a Jerusalém (João 7:1 – 11:54) A separação entre as Trevas e a Luz.
1. As palavras de Jesus na festa dos tabernáculos (João 7:1 – 8:59)

d) Jesus é a Luz do mundo (João 8:12-29)


JOÃO 8:12
12 Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida.

Jesus é a luz divina. Quem se aproxima dele é exposto, julgado, iluminado e curado, de modo a tornar-se uma luz em Cristo. Nenhuma outra luz pode iluminar-nos e curar o mal de nossos corações, senão Jesus. Todas as filosofias e religiões, se medidas forem, vão parecer fracas, porque elas prometem a redenção imaginária e paraísos. Realmente elas levam as pessoas cegas a um poço ainda mais fundo e as prende lá. Sua luz é um sol radiante e refrigera a alma. Esta cura da alma tem uma condição, que é chegar a Jesus pela fé e segui-lo pela abnegação. E pelo constante caminhar com Jesus, somos alterados da escuridão para a luz. Nós encontramos o caminho com a sua luz para chegar ao destino, que é a glória do Pai e do Filho no brilho da vida.

JOÃO 8:13-16
13 Disseram-lhe, pois, os fariseus: Tu testificas de ti mesmo; o teu testemunho não é verdadeiro. 14 Respondeu Jesus, e disse-lhes: Ainda que eu testifico de mim mesmo, o meu testemunho é verdadeiro, porque sei de onde vim, e para onde vou; mas vós não sabeis de onde venho, nem para onde vou. 15 Vós julgais segundo a carne; eu a ninguém julgo. 16 E, se na verdade julgo, o meu juízo é verdadeiro, porque não sou eu só, mas eu e o Pai que me enviou.

Os Judeus estavam escandalizados com as palavras de Jesus: "Eu sou", eles pensaram que ele era arrogante e orgulhoso, fazendo-se ser a luz do mundo. Eles descreveram o seu testemunho como errante e mentiroso, exagerando e enganando as almas.

Jesus respondeu: "Meu testemunho de mim mesmo é verdade, pois eu não meço-me por mim mesmo, mas pela verdade de Deus com quem eu estou unido sempre. Vocês não percebem que eu vim do Pai e para ele voltarei. Eu não falo de mim mesmo, mas as minhas palavras estão de acordo com a verdade de Deus. Minhas palavras são verdadeiras, cheias de poder e de bênção".

"Suas próprias palavras são superficiais, pois o homem vê apenas as cascas. Vocês respeitam a si mesmos como juízes e acreditam em suas capacidades de julgar corretamente. Mas vocês estão enganados, vocês não sabem a origem das coisas, nem os seus impulsos ou resultados. A prova disso é que vocês não me conhecem. Vocês me julgam apenas pela minha humanidade, mas eu permaneço em Deus em todos os momentos. Se vocês percebessem isso, vocês conheceriam a verdadeira essência do mundo". Cristo é o juiz do mundo e a verdade encarnada ao mesmo tempo. Ele não veio para condenar ou nos destruir, mas para nos salvar. Ele não rejeitará qualquer desgraçado, criminoso ou excluído, mas quer salvar a todos e trazê-los para o seu amor. Não despreze ninguém, mas discirna em si a imagem que Jesus deseja renovar ou criar.

JOÃO 8:17-18
17 E na vossa lei está também escrito que o testemunho de dois homens é verdadeiro. 18 Eu sou o que testifico de mim mesmo, e de mim testifica também o Pai que me enviou.

Por conta de nossa fraqueza, Jesus desceu ao nível da lei. Em consonância com esta lei a pessoa que pretendia confirmar a verdade tinha que produzir duas testemunhas para comprovar as suas alegações com todos os detalhes. E o juízo seria aprovado por esse motivo (Deuteronômio 17:06; 19:15). Jesus não protestou contra essa exigência. Ele tratou a sua confissão como a primeira testemunha, e seu pai é a testemunha confirmadora que fundamenta a perfeita harmonia entre eles. Sem a harmonia, o Filho nada pode fazer. Este é o mistério da Santíssima Trindade. Deus dá testemunho de Jesus, como Jesus testifica a Deus.

JOÃO 8:19-20
19 Disseram-lhe, pois: Onde está teu Pai? Jesus respondeu: Não me conheceis a mim, nem a meu Pai; se vós me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai. 20 Estas palavras disse Jesus no lugar do tesouro, ensinando no templo, e ninguém o prendeu, porque ainda não era chegada a sua hora.

Os Judeus incompreenderam Jesus, e não tinham vontade de entender, mas eles queriam flagrá-lo em uma evidente blasfêmia, então eles perguntaram: "A quem você chama de pai?" José estava morta há muito tempo, e eles sabiam o que Jesus tinha em mente ao dizer "meu Pai". Mas eles esperavam para uma afirmação direta de que Deus era seu pai.

Jesus não respondeu diretamente, porque o conhecimento de Deus não está distante do conhecimento de Jesus. O Filho está no Pai e o Pai está nele. Se alguém rejeita o Filho, como pode essa pessoa realmente conhecer a Deus? Mas a quem crê no Filho e o ama, Deus revela a Si mesmo a ele, pois quem vê o Filho vê o Pai.

Estas palavras foram ditas em um canto do templo, onde as contribuições foram recolhidas. Sem dúvida, havia guardas por todo o templo. Apesar destes soldados, ninguém ousou prender Jesus. O braço de Deus era a sua proteção. A hora da traição, ordenada por Deus, ainda não havia chegado. Só o vosso Pai celeste pode decidir seu destino.

ORAÇÃO: Ó Cristo, te exaltamos e te amamos. Você não nos julga como merecemos, mas nos salva. Você é a luz do mundo, iluminando aqueles que vêm para você. Transforma-nos pelos raios do seu amor e suavize a nossa dureza para que possamos conhecê-lo.

PERGUNTA:

  1. Como o testemunho de Jesus sobre si mesmo como sendo a luz do mundo se relaciona com o conhecimento do Pai celestial?

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on April 10, 2012, at 10:59 AM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)