Waters of Life

Biblical Studies in Multiple Languages

Search in "Portuguese":
Home -- Portuguese -- John - 056 (Jesus the light of the world)
This page in: -- Arabic -- Armenian -- Bengali -- Burmese -- Cebuano -- Chinese -- English -- Farsi? -- French -- Georgian -- Hausa -- Hindi -- Igbo -- Indonesian -- Javanese -- Kiswahili -- Kyrgyz -- Malayalam -- Peul -- PORTUGUESE -- Russian -- Serbian -- Somali -- Spanish? -- Tamil -- Telugu -- Thai -- Turkish -- Urdu -- Uyghur? -- Uzbek -- Vietnamese -- Yiddish -- Yoruba

Previous Lesson -- Next Lesson

JOÃO – A Luz Resplandece nas Trevas
Um Curso de Estudos Bíblicos no Evangelho de Cristo segundo João

PARTE 2 – A Luz Resplandece nas Trevas (João 5:1 – 11:54)
C – A última viagem de Jesus a Jerusalém (João 7:1 – 11:54) A separação entre as Trevas e a Luz.
1. As palavras de Jesus na festa dos tabernáculos (João 7:1 – 8:59)

d) Jesus é a Luz do mundo (João 8:12-29)


JOÃO 8:21-22
21 Disse-lhes, pois, Jesus outra vez: Eu retiro-me, e buscar-me-eis, e morrereis no vosso pecado. Para onde eu vou, não podeis vós vir. 22 Diziam, pois, os judeus: Porventura quererá matar-se a si mesmo, pois diz: Para onde eu vou não podeis vir?

Jesus sabia que estava cercado por todos os lados pelos servos do templo. Ele apontou, em termos enigmáticos, o significado profundo do futuro, "A hora de minha morte está próxima. Então vou deixar este mundo e vocês não serão capazes de me perseguir. Vocês não são meus assassinos de acordo com seus próprios planos. Eu decido a hora da minha partida".

"Mas eu ressuscitarei de meu túmulo passando por pedras e portas trancadas. Vocês vão me buscar em vão e não me encontrarão. Eu subo para meu Pai e vocês não estão cientes disso. Vocês me rejeitaram, a mim, o Cordeiro de Deus e não confiam em mim, o Redentor da humanidade. Vocês vão morrer na prisão do seu pecado." Jesus não disse: "Vocês vão morrer em seus pecados." Nossos pecados sociais não constituem a nossa culpa original, mas sim nossa atitude para com Deus, e nossa incredulidade que é o nosso pecado.

Os Judeus perceberam que Jesus estava falando de sua partida final, mas não compreenderam o seu testemunho de que ele iria voltar para seu pai. Mas eles assumiram que, em seu conflito com os Fariseus e os Sacerdotes, ele havia chegado ao limite das suas energias. Nada lhe restava, além do suicídio. Será que o inferno ou a perdição o levariam a um suicídio? Os Judeus pensavam ou especulavam que não partilhariam desse destino por conta de sua justiça. Mas quando Roma tomou Jerusalém em 70 d.C., milhares de Judeus se suicidaram de fome e desespero.

JOÃO 8:23-24
23 E dizia-lhes: Vós sois de baixo, eu sou de cima; vós sois deste mundo, eu não sou deste mundo. 24 Por isso vos disse que morrereis em vossos pecados, porque se não crerdes que eu sou, morrereis em vossos pecados.

Jesus proclamou que o domínio de Deus realmente existe acima do nosso mundo mal. Somos todos inferiores ao barro, cheio de pensamentos amargos. A semente do diabo produz frutos podres. O homem natural não pode compreender o reino de Deus, mas pode sentir-se mal por sua existência.

Cristo não é do nosso mundo; sua alma vem do pai. Ele colocou o seu reino do Pai nos céus, mas não num sentido geográfico. Como a gravidade é reduzida quanto mais subimos, assim também o pesadelo do pecado desvanece quando chegamos mais perto de Deus. Nosso mundo é uma prisão da qual não podemos escapar. Nós somos frutos de nosso ambiente e nos recusamos a nos submeter ao amor de Deus. Nossas vidas estão cheias de pecado. Neste ponto, Jesus usou os "pecados", no plural, já que desde a nossa oposição a Deus, muitos pecados e erros surgem. Somos como os leprosos cheios de feridas e cicatrizes. Assim como aquele desgraçado morre lentamente, embora ele ainda está vivo, da mesma forma o pecado destrói o homem. Vamos morrer, porque pecamos. O que é pecado? É a incredulidade, pois aquele que está ligado a Cristo vive para sempre - o sangue do Filho de Deus continua a purificar-nos do pecado. Seu poder de purificar a nossa consciência santifica os nossos pensamentos. Mas quem fica separado de Cristo, escolhe a morte, permanecendo na prisão dos pecados, aguardando julgamento. A fé em Cristo nos liberta da ira de Deus.

Quem é este Jesus, que exige fé em sua pessoa? Novamente ele descreve a si mesmo "Eu sou Ele" (João 6:20 e 8:24). Assim, ele resume todos os grandes testemunhos de si mesmo. Ele se chama o Senhor de verdade, o Deus vivo, o Santo, que se revelou a Moisés na sarça com a mesma frase "Eu Sou" (Êxodo 3:14, Isaías 43:1-12). Em nenhum outro há salvação. Todo Judeu conhecia essas duas frases, mas não se atreviam a pronunciá-los, para evitar usar o nome de Deus em vão. Mas Jesus chamou a si mesmo por eles publicamente. Ele não é só Cristo, o Filho de Deus, mas também o Senhor, Deus de verdade. Ele é o epítome do Evangelho. Cristo é Deus em carne e osso. Quem nele crê vive, mas quem o rejeita e se opõe à sua autoridade priva-se do perdão. Fé ou descrença decide o destino do homem.

PERGUNTA:

  1. O que a fé n'Aquele que se chamou de "Eu sou Ele" significa?

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on April 10, 2012, at 10:59 AM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)