Waters of Life

Biblical Studies in Multiple Languages

Search in "Portuguese":
Home -- Portuguese -- John - 054 (Legalists bring an adulteress to Jesus for trial)
This page in: -- Arabic -- Armenian -- Bengali -- Burmese -- Cebuano -- Chinese -- English -- Farsi? -- French -- Georgian -- Hausa -- Hindi -- Igbo -- Indonesian -- Javanese -- Kiswahili -- Kyrgyz -- Malayalam -- Peul -- PORTUGUESE -- Russian -- Serbian -- Somali -- Spanish? -- Tamil -- Telugu -- Thai -- Turkish -- Urdu -- Uyghur? -- Uzbek -- Vietnamese -- Yiddish -- Yoruba

Previous Lesson -- Next Lesson

JOÃO – A Luz Resplandece nas Trevas
Um Curso de Estudos Bíblicos no Evangelho de Cristo segundo João

PARTE 2 – A Luz Resplandece nas Trevas (João 5:1 – 11:54)
C – A última viagem de Jesus a Jerusalém (João 7:1 – 11:54) A separação entre as Trevas e a Luz.
1. As palavras de Jesus na festa dos tabernáculos (João 7:1 – 8:59)

c) Os legalistas trazem uma adúltera para que seja julgada por Jesus (João 8:1-11)


JOÃO 8:1-6
1 Jesus, porém, foi para o Monte das Oliveiras. 2 E pela manhã cedo tornou para o templo, e todo o povo vinha ter com ele, e, assentando-se, os ensinava. 3 E os escribas e fariseus trouxeram-lhe uma mulher apanhada em adultério; 4 e, pondo-a no meio, disseram-lhe: Mestre, esta mulher foi apanhada, no próprio ato, adulterando. 5 E na lei nos mandou Moisés que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes? 6 Isto diziam eles, tentando-o, para que tivessem de que o acusar. Mas Jesus, inclinando-se, escrevia com o dedo na terra.

Os membros do Conselho partiram com raiva para suas casas porque Jesus havia escapado de suas mãos. A multidão achou se que seus líderes haviam dado a Jesus a liberdade de falar no templo. Mas esses membros persistiram em espioná-lo para prendê-lo. Jesus saiu dos muros da cidade, à tarde, cruzando o vale do Cedron.

No dia seguinte, Jesus voltou ao centro da cidade para entrar no templo lotado. Ele não fugiu da capital ao final da Festa dos Tabernáculos, mas continuou a circular entre seus inimigos. Os Fariseus agiam como uma polícia da moral, especialmente porque a festa era uma ocasião de alegria e de se beber vinho. Eles pegaram uma mulher em adultério. Veio-lhes a idéia de testar Jesus com este caso. Qualquer clemência de sua parte seria visto por Deus e pelos homens como uma transgressão às tradições da nação. Mas, se insistisse na condenação legal ele perderia sua popularidade. Seu julgamento sobre a mulher seria uma sentença sobre cada homem desonrado pelas mazelas morais. Então, eles aguardavam ansiosamente o seu julgamento.

JOÃO 8:7-9a
7 E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se, e disse-lhes: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela. 8 E, tornando a inclinar-se, escrevia na terra. 9a Quando ouviram isto, redargüidos da consciência, saíram um a um, a começar pelos mais velhos até aos últimos...

Quando os Fariseus acusaram a mulher adúltera diante de Jesus, ele se abaixou e começou a escrever com o dedo no chão. Mas não sabemos o que ele escreveu, talvez um mandamento novo em uma palavra - Amor.

Os mais velhos não conseguiram ver o motivo de sua "hesitação", não percebendo que o juiz do mundo é paciente e que estava atiçando suas consciências. Eles pensaram que haviam finalmente pego. Jesus levantou-se e olhou para eles com tristeza, era um olhar divino, e a sua palavra era a verdade que não pode ser negada. Ele disse que no "julgamento", "aquele que estiver entre eles sem pecado, seja ele o primeiro a atirar pedra contra ela". Jesus não alterou uma única cláusula da lei, mas completou-a. A adúltera merecia a morte, o que Jesus admitiu.

Por sua ação Jesus julgou os "religiosos", bem como a adúltera. Então, ele os desafiou a provar sua inocência, lançando a primeira pedra. Com isso, ele rasgou as máscaras de piedade de seus rostos. Nenhum homem está livre do pecado. Nós todos somos fracos, tentados e falhos. Diante de Deus não há diferença entre um pecador e um hipócrita piedoso. Todos se desviaram e se tornaram corruptos. Quem transgrediu um mandamento só, tem quebrado a lei na íntegra e merece perdição eterna.

Os anciãos e legalistas estavam sacrificando animais no templo para expiar os seus pecados confessando assim que eles eram pecadores. A palavra de Cristo tocou suas consciências. Eles queriam prender o Nazareno, mas era ele quem havia descoberto a sua maldade e os julgou. Ao mesmo tempo, ele manteve a lei. Os acusadores inclinaram suas cabeças, sentindo que eles estavam na presença do Filho de Deus, impressionados pela sua santidade. Os anciãos e os seus simpatizantes saíram, deixando o lugar vazio, ficando ali apenas Jesus.

JOÃO 8:9b-11
9b Ficou só Jesus e a mulher que estava no meio. 10 E, endireitando-se Jesus, e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou? 11 E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais.

Lá estava a mulher tremendo. Jesus olhou para ela com misericórdia e justiça, e perguntou: "Onde estão os teus acusadores? Ninguém está aqui para te julgar e condenar?" Ela sentia que Jesus, o Santo, não a puniria, e ele ainda era a única pessoa com direito a condená-la.

Jesus ama os pecadores, ele veio buscar os errantes. Ele não poderia punir a mulher pecadora, mas ofereceu-lhe a sua graça. Ele levou os nossos pecados, estava pronto para morrer para o mundo. Assim, ele oferece-lhe o perdão total, pois ele morreu por você. Acredite em seu amor para que ele possa livrá-lo do julgamento. Aceite o seu espírito de perdão, também para que você não julgue aos outros. Nunca se esqueça que você também é um pecador, nem é melhor do que outros. Se outro cometeu adultério, por acaso você também não é impuro? Se ele roubou, você é fiel? Não julgueis para que não sejam julgados. Com a medida que você mede, você será medido. Por que você observe o cisco no olho do teu irmão, e ignorar a trave no teu olho?

Jesus pediu a ela para não cair mais no mesmo erro a partir de então. O mandamento de Deus para ser puro é fixo e não deve ser atenuado. Ele levou essa mulher a desejar o amor de Deus e a confessar seus pecados. Ela vai, assim, receber o Espírito Santo a partir do sangue do Cordeiro. Ele exigiu dela algo impossível, mas lhe deu o poder para que os quebrantados do coração possam viver em santidade. Assim, ele ordena que não peques mais, e está pronto para ouvir a confissão do seu coração.

ORAÇÃO: Senhor Jesus, eu me envergonho em sua presença, pois não sou melhor do que a adúltera. Perdoe-me por julgar ou magoar os outros. Purifica-me da iniqüidade. Agradeço-te por me perdoar. Eu te louvo pela sua paciência e misericórdia. Ajuda-me a não pecar partir de agora. Leve-me a uma vida de santidade.

PERGUNTA:

  1. Por que os acusadores da adúltera saíram da presença de Jesus?

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on April 10, 2012, at 10:58 AM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)