Waters of Life

Biblical Studies in Multiple Languages

Search in "Portuguese":
Home -- Portuguese -- John - 053 (Disparate views on Jesus among the people and the high council)
This page in: -- Arabic -- Armenian -- Bengali -- Burmese -- Cebuano -- Chinese -- English -- Farsi? -- French -- Georgian -- Hausa -- Hindi -- Igbo -- Indonesian -- Javanese -- Kiswahili -- Kyrgyz -- Malayalam -- Peul -- PORTUGUESE -- Russian -- Serbian -- Somali -- Spanish? -- Tamil -- Telugu -- Thai -- Turkish -- Urdu -- Uyghur? -- Uzbek -- Vietnamese -- Yiddish -- Yoruba

Previous Lesson -- Next Lesson

JOÃO – A Luz Resplandece nas Trevas
Um Curso de Estudos Bíblicos no Evangelho de Cristo segundo João

PARTE 2 – A Luz Resplandece nas Trevas (João 5:1 – 11:54)
C – A última viagem de Jesus a Jerusalém (João 7:1 – 11:54) A separação entre as Trevas e a Luz.
1. As palavras de Jesus na festa dos tabernáculos (João 7:1 – 8:59)

b) Visões diferentes sobre Jesus entre o povo e o alto concílio (João 7:14-63)


JOÃO 7:45-49
45 E os servidores foram ter com os principais dos sacerdotes e fariseus; e eles lhes perguntaram: Por que não o trouxestes? 46 Responderam os servidores: Nunca homem algum falou assim como este homem. 47 Responderam-lhes, pois, os fariseus: Também vós fostes enganados? 48 Creu nele porventura algum dos principais ou dos fariseus? 49 Mas esta multidão, que não sabe a lei, é maldita.

Enquanto Jesus estava ensinando o povo no templo, os Fariseus se reuniram esperando os seus servos para prender Jesus e levá-lo a eles. Os sacerdotes são nomeados no plural mesmo que um sumo sacerdote presida ao Conselho durante um tempo de sua vida apenas. Os governantes Romanos julgavam estes homens de vez em quando. Por esse motivo, houve vários sacerdotes na época de Jesus depostos por Roma, todos pertencentes às famílias sacerdotais. Esses homens eram os Saduceus e tendiam à liberdade de pensamento, não simpatizando com o legalismo dos Fariseus.

Os sacerdotes no Conselho se sentavam ao lado dos Fariseus. Como legalistas, rejeitaram o pensamento Grego e fizeram da lei a base para a fé e as obras de seu partido. Eles eram duros de coração, honrando a Deus de modo muito severo.

Ambos os Fariseus e Saduceus ficaram irritados com a dificuldade de prender Jesus. Os discípulos não o defenderam e nem as pessoas de o protegeram, mas suas palavras impressionaram a todos, e assim eles não se atreveram a acorrentá-lo porque sabiam que o poder de Deus fluia através dele. Por isso os Fariseus se exaltaram e clamaram contra os guardas do templo: "Vocês também se juntaram aos seguidores deste enganador? Nenhum dos honoráveis membros do Conselho creu nele. Nenhum crente verdadeiro deve seguir este Galileu".

Muitos realmente amaram Jesus, mas eram pessoas simples, desprezados, maus ou imorais. Ele se sentou à mesa e os honrou com sua presença. Mas os religiosos desprezavam essas pessoas e os reputavam por malditos. Eles os viam com óculos legalistas. Na realidade, foram as pessoas desprezadas que seguiram Jesus. Alguns deles haviam confessado seus pecados diante de João Batista, por isso os governantes odiavam as massas esquecendo que eles falavam a mesma língua e tinham os mesmos costumes. Todas as pessoas formam uma união, independente dos conflitos e divisões existentes entre as classes.

JOÃO 7:50-53
50 Nicodemos, que era um deles (o que de noite fora ter com Jesus), disse-lhes: 51 Porventura condena a nossa lei um homem sem primeiro o ouvir e ter conhecimento do que faz? 42 Responderam eles, e disseram-lhe: És tu também da Galiléia? Examina, e verás que da Galiléia nenhum profeta surgiu. 53 E cada um foi para sua casa.

Um dos presentes ficou incomodado com a hostilidade do Conselho. Este foi Nicodemos, que tinha vindo encontrar Jesus secretamente à noite. Cristo lhe havia mostrado a necessidade de renascimento. Este homem ainda estava sob a influência de Jesus e queria mediar em seu nome sem declarar publicamente que lhe favorecia. Ele usou o estilo da lei nos tribunais, que rejeita qualquer julgamento sem a presença do acusado.

Os juízes, no entanto, riram desse homem de consciência. Os conspiradores consideraram que a prova conclusiva de que Jesus era um falso profeta, era o fato de que ele era um Galileu, uma região desprezada pelos Judeus por serem negligentes no que se refere à lei. Nada nas Escrituras indica que o Messias prometido, ou um profeta nos últimos dias viria de lá. Os Fariseus estavam convencidos de que ele era falso, de modo que eles zombaram de Nicodemos que queria apresentar Jesus a eles a fim de persuadi-los por suas palavras poderosas, tal como havia convencido Nicodemos anteriormente.

PERGUNTA:

  1. Por que os sacerdotes e os Fariseus desprezavam o povo comum?

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on April 10, 2012, at 10:57 AM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)