Waters of Life

Biblical Studies in Multiple Languages

Search in "Portuguese":
Home -- Portuguese -- John - 092 (Our abiding in the Father's fellowship appears in mutual love)
This page in: -- Arabic -- Armenian -- Bengali -- Burmese -- Cebuano -- Chinese -- English -- Farsi? -- French -- Georgian -- Hausa -- Hindi -- Igbo -- Indonesian -- Javanese -- Kiswahili -- Kyrgyz -- Malayalam -- Peul -- PORTUGUESE -- Russian -- Serbian -- Somali -- Spanish? -- Tamil -- Telugu -- Thai -- Turkish -- Urdu -- Uyghur? -- Uzbek -- Vietnamese -- Yiddish -- Yoruba

Previous Lesson -- Next Lesson

JOÃO – A Luz Resplandece nas Trevas
Um Curso de Estudos Bíblicos no Evangelho de Cristo segundo João

PARTE 3 – A luz brilha no Círculo dos Apóstolos (João 11:55 – 17-26)
D – A despedida a caminho do Getsêmani (João 15:1 – 16:33)

2. Nossa permanência em comunhão com o Pai aparece no amor mútuo (João 15:9-17)


JOÃO 15:9
9 Como o Pai me amou, também eu vos amei a vós; permanecei no meu amor.

O Pai ama tanto o Filho que abriu o céu durante seu batismo no Jordão. O Espírito Santo desceu na forma de uma pomba e uma voz foi ouvida, "Este é o meu Filho amado em quem me comprazo". Este anúncio da Santíssima Trindade foi dado quando Jesus foi batizado e foi o ponto de partida para o Cordeiro de Deus em seu caminho para o sacrifício. O Filho realizou a vontade do Pai, esvaziando-se para a nossa redenção. Este amor não se limita ao Pai e do Filho, mas eles estão juntos, unidos em amor por este mundo perverso, preparando-se para a grande redenção.

Jesus ama-nos na medida de seu amor pelo pai. Onde ele foi obediente, nós não somos. Nenhum de nós foi gerado desde a eternidade antes de surgir o tempo. O que aconteceu é que o Filho escolheu-nos e nos purificou. Ele nos deu um segundo nascimento do Espírito e nos santificou. Nós não somos vistos como brinquedos em suas mãos que são jogados fora conforme sua vontade. Ele pensa de nós durante todo o dia, cuida de nós com preocupação divina. Ele intercede por nós e escreve cartas de amor para nós no evangelho. Ele exorta-nos à fé, amor e esperança. Se tivéssemos de reunir todo o amor derramado por pais e mães sobre a terra em todos os momentos que já se passaram e purificássemos esse amor de todas as impurezas e corrupção humana, tudo isso ainda parecerá pequeno quando comparado com o amor de Jesus por nós.

JOÃO 15:10
10 Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; do mesmo modo que eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai, e permaneço no seu amor.

Jesus avisa: "Não se separe de meu amor. Eu te amo e estou ansioso para a prova de seu amor por mim. Onde estão as suas orações, elas são como uma ligação telefônica com o céu? Onde estão as suas contribuições para os necessitados que responderam ao meu chamado de salvação? Estou exortando-vos a fazer o que é bom e agradável, para ser gentil e santo. Permanecei no meu amor. O Espírito Santo que impele você a fazer o bem, assim como Deus faz o bem constantemente".

É pecado não amar como Deus ama. Cristo quer nos levantar para o nível da misericórdia de Deus: "Sede misericordiosos como o Pai e eu somos misericordiosos". Você pode que sentir isso é impossível. Você está certo, se analisarmos humanamente. Mas você não sabe o que Cristo quer, o que ele pode trabalhar em você. Ele derrama o Seu Espírito em você, para que você possa amar como Ele ama. Neste espírito, Paulo diz: "Eu posso fazer todas as coisas naquele que me fortalece".

Jesus deu testemunho da verdade que nunca cruzou os limites do que foi em harmonia com a vontade de seu Pai, e ele estava habitando no amor de Deus sempre. Cristo traz a paz de Deus em nós, a oração no Espírito, e serviço amoroso.

JOÃO 15:11
11 Tenho-vos dito isto, para que o meu gozo permaneça em vós, e o vosso gozo seja completo.

Sede conhece o coração do homem que está em perigo enquanto ele está longe de Deus. Cristo, que habitava no amor de seu pai era cheia de alegria e felicidade. Em seu íntimo havia de cantar e louvar sem cessar. Ele deseja nos dar, juntamente com a sua salvação, um oceano de amor interior. Deus é o Deus da felicidade.

O amor é seguido pela alegria na lista de frutos do Espírito. Onde o pecado é negado, a alegria predomina. Cristo quer reforçar em nós a alegria da salvação de modo que podemos transbordar para os outros. A pessoa alegre não pode manter a alegria para si mesmo, mas gostaria de salvar os outros para a bem-aventurança do perdão e da felicidade da garantia em Deus. Então, nossa alegria será completa quando muitos são salvos. Como o apóstolo disse: "Deus quer que todos sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade". Evangelismo é a fonte da alegria em meio a conflitos e sofrimento.

JOÃO 15:12-13
12 O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei. 13 Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos.

Jesus nos ama, sabe os nossos nomes, personalidade e nosso passado. Sente nossas aflições e problemas. Ele tem um plano e socorro para o nosso futuro. Ele está sempre pronto para conversar conosco em oração, Ele perdoa nossos pecados e nos leva a uma vida santa, em verdade e pureza.

Como Jesus nos ama, Ele deseja que nos amemos uns aos outros. Nós nos tornamos mais conscientes dos nossos parentes e amigos, e sentimos suas condições e suas aflições. Começamos a compreender suas motivações e personalidades. Nós encontramos soluções para seus problemas, e lhes oferecemos assistência palpável, passamos tempo com eles. Se eles erram, nós os perdoamos e, aos encontrá-los, não citamos suas falhas e erros.

Jesus retratou o auge do amor em sua vida. Ele não se limitou a falar e ajudar, mas sacrificou-se pelos pecadores. Ele não apenas vive para nós, mas morreu em nosso lugar. A cruz é a coroa do amor, explicando-nos o amor de Deus. Ele deseja nos passar a mensagem de salvação e de fazer sacrifícios de tempo e dinheiro. Se ele nos convida a compartilhar o Evangelho com os outros e de agir diante deles como o que Jesus fez por nós. Ele ora por aqueles que lhe fazem mal, e os trata como amigos. Ele orou pelos seus inimigos: "Pai, perdoa-lhes porque não sabem o que fazem". Ele não só os chama de irmãos ou filhos de Deus, mas de amados. As pessoas não merecem seu amor, mas ele morreu por essas pessoas indignas.

JOÃO 15:14-15
14 Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando. 15 Já vos não chamarei servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho feito conhecer.

Deus te chama "amado". Ele diz isso pessoalmente a cada um. Você pode estar isolado, sem ninguém a quem recorrer. Olhe para Jesus que morreu por você e que vive por você. Ele é seu melhor amigo, sempre pronto a ajudar. Ele conhece seus pensamentos, e aguarda uma resposta de você. A condição de permanecer em sua amizade é que nos amemos todos como ele os amou. Dois não podem permanecer em contradição uns com os outros enquanto eles se descrevem como amor de Cristo. Sua amizade exige que nós amemos uns aos outros. Ele nos chamou de seus amados. Nós pertencemos a ele porque ele nos criou, e ele tem o direito de nos tratar como escravos. Ele nos libertou do jugo da escravidão e nos levantou. Ele nos informa sobre suas obras divinas. Ele não nos deixa ignorantes, mas ensina-nos o nome do Pai, o poder da cruz e do amor do Espírito Santo. Ao mostrar-nos o mistério da Santíssima Trindade, revelou-nos as verdades ocultas do Eterno. O Pai confiou estas questões em suas mãos para revelar a nós. Sua amizade é grande na medida em que ele nos permite participar de seu trabalho, favor, honra, poder e vida.

JOÃO 15:16-17
16 Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda. 17 Isto vos mando: Que vos ameis uns aos outros.

Seu relacionamento com Jesus não se firma principalmente em sua vontade ou experiência, mas em seu amor, eleição e chamado. Você era um escravo do pecado, das garras de Satanás e do domínio da morte. Você foi incapaz de sair da prisão, mas Jesus o escolheu desde a eternidade e libertou-o por seu precioso sangue. Ele fez-se seu amigo, e te designou herdeiro dos direitos de filiação. Sua eleição é inteiramente pela graça. É seu tanto o escolhê-lo ou rejeitá-lo. Jesus escolheu todos os homens quando ele expiou seus pecados na cruz. Nem todos ouvem o seu chamado, mas preferem permanecer no pântano do pecado. Eles não conhecem a liberdade dos filhos de Deus. Cristo vos chamou à liberdade do pecado e de comunhão divina. Treine-se em amor. Sua liberdade tem um único objetivo, servindo o Senhor e humanidade de forma voluntária. Não há compulsão como com os escravos. Jesus tornou-se um servo voluntário por amor. Ele é o nosso padrão, não cuidar de si, mas sua preocupação era com os seus queridos.

Ele, portanto, deseja ardentemente que você mostrar preocupação com os seus amigos, como um pastor de ovelhas. Uma vez que nossas capacidades são limitadas, o homem não pode libertar outro da escravidão do pecado. Jesus nos encoraja a orar em seu nome. O segredo da oração respondida é o amor. Se você rezar para os seus amigos com este espírito, Jesus irá mostrar-lhe os seus pecados casual, e levá-lo para uma vida sábia e útil e que a verdadeira oração e quebrantamento e humildade. O Senhor vai responder, se você pediu para a salvação e de santidade para alcançar seus amigos. Chamamos-lhe a persistir em oração. Jesus não promete a você resultados desaparecendo, mas fruto que permanecerá. Ele acredita que através de suas orações e testemunho, vai viver para sempre, passando da morte para a vida. Além da fé, oração e testemunho, Jesus ordena que você ame seus amigos, um amor generoso e puro. Urso com eles pacientemente, apesar de seus personagens difíceis. Seja gentil com eles, como Deus é gentil com você. Ilumina com o resplendor do amor de Deus ao mundo que é seduzido e feio. Treine-se em serviço, sacrifício, ouvir e responder. O amor de Cristo resplandecer de você.

ORAÇÃO: Senhor Jesus, te agradecemos porque você nos libertou da escravidão do pecado e nos fez seus entes queridos. Que possamos aprender a amar a todos como você nos amou. Nós te adoramos, e nos colocamos à sua disposição. Ensina-nos a obedecer para que possamos produzir frutos de amor em abundância.

PERGUNTA:

  1. Como Jesus fez com que aqueles que eram escravos do pecado se tornassem seus amados?

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on April 10, 2012, at 11:45 AM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)