Waters of Life

Biblical Studies in Multiple Languages

Search in "Portuguese":
Home -- Portuguese -- John - 093 (The world hates Christ and his disciples)
This page in: -- Arabic -- Armenian -- Bengali -- Burmese -- Cebuano -- Chinese -- English -- Farsi? -- French -- Georgian -- Hausa -- Hindi -- Igbo -- Indonesian -- Javanese -- Kiswahili -- Kyrgyz -- Malayalam -- Peul -- PORTUGUESE -- Russian -- Serbian -- Somali -- Spanish? -- Tamil -- Telugu -- Thai -- Turkish -- Urdu -- Uyghur? -- Uzbek -- Vietnamese -- Yiddish -- Yoruba

Previous Lesson -- Next Lesson

JOÃO – A Luz Resplandece nas Trevas
Um Curso de Estudos Bíblicos no Evangelho de Cristo segundo João

PARTE 3 – A luz brilha no Círculo dos Apóstolos (João 11:55 – 17-26)
D – A despedida a caminho do Getsêmani (João 15:1 – 16:33)

3. O mundo odeia Cristo e seus discípulos (João 15:18 – 16:3)


JOÃO 15:18-20
18 Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós, me odiou a mim. 19 Se vós fósseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia. 20 Lembrai-vos da palavra que vos disse: Não é o servo maior do que o seu senhor. Se a mim me perseguiram, também vos perseguirão a vós; se guardaram a minha palavra, também guardarão a vossa.

Depois de Jesus ter demonstrado sua perfeita união com Deus e profetizado a vinda do Espírito da Consolação, ele preparou-os a suportar o ódio do mundo por deles.

O mundo se opõe à comunhão Cristã. O mundo nos odeia, mas o amor de Deus nos protege. Jesus não leva os seus discípulos de um mundo de percalços para transportá-los para uma ilha feliz. Ele os envia a um ambiente mal, pois o seu amor os faz vencer o ódio feroz. Esta missão não é um piquenique, mas uma luta espiritual. Aqueles que defendem o amor enfrentam rejeição e animosidade, são atacados enquanto servem, não por causa de suas próprias falhas, mas decorrente da oposição incitada por espíritos malignos contra as palavras de Jesus. Seu Senhor, que foi perfeito em amor e sabedoria, enfrentou o ódio até a morte. Apesar desta perseguição severa, ele não fugiu do campo de batalha ou deixou o mundo, mas morreu amando aqueles que o detestavam.

Nenhum de nós é um anjo. De nosso coração procedem os maus pensamentos. Mas pela graça de Cristo, um novo Espírito vem sobre nós. Arrependimento significa mudança de mente. Aquele que é nascido do Espírito não é do mundo, mas do Senhor. Ele nos escolheu a partir deste mundo. A palavra "Igreja" em grego significa o conjunto das pessoas escolhidas e chamadas para fora do mundo. Assim, o mundo olha para a Igreja como uma esquisitice. Essa separação provoca graves divisões e profunda angústia em uma família, como Jesus experimentou (João 7:2-9). Neste estado, quem permanece em Cristo recebe sabedoria e humildade para suportar a zombaria e perseguição. Se você se encontra em tais circunstâncias, não se esqueça que Jesus passou pelo mesmo sem justa causa. Porque ele amava e curava, crucificaram-no como um criminoso.

Jesus tem uma grande promessa para você, que, embora os homens torturem e lutem contra você, alguns deles ouvirão o seu testemunho. Assim como a palavra com o Poder do Espírito causa a fé e o amor nos ouvintes, o seu testemunho também vai criar a vida eterna em alguns daqueles que ouvem. Cada Cristão é um embaixador de Cristo em um mundo de hostilidade. Assim, justifique sua vocação celestial.

JOÃO 15:21-23
21 Mas tudo isto vos farão por causa do meu nome, porque não conhecem aquele que me enviou. 22 Se eu não viera, nem lhes houvera falado, não teriam pecado, mas agora não têm desculpa do seu pecado. 23 Aquele que me odeia, odeia também a meu Pai.

Jesus informou de antemão os seus discípulos que depois de sua ascensão uma dolorosa perseguição cairia sobre eles por amor ao seu nome. Os Judeus não estavam esperando um Messias manso como um cordeiro, mas um herói político para resgatá-los do jugo colonial. Essa ilusão sobre a esperança da salvação política surgiu a partir de sua ignorância da verdadeira majestade de Deus. Eles foram incapazes de distinguir entre a religião e o Estado, pois eles tinham um deus militar. Eles não sabiam que o Pai de nosso Senhor Jesus, que é o Deus de toda consolação e de paz. Sim, Ele permite a agressão das guerras - como uma punição - mas essas guerras e sanções não constroem o Reino. É o seu Espírito que constrói a verdade e pureza.

Cristo veio claramente representando os princípios do Pai, mas os Judeus rejeitaram o Espírito de amor e reconciliação. Preferiram a violência e a guerra. Todas as nações que não aceitam a Cristo, o Pacificador, caem no mesmo pecado que os Judeus. A razão básica para a rejeição dos homens de Jesus, seu Reino e a paz é o agnosticismo do verdadeiro Deus. As pessoas imaginam os seus deuses de acordo com seus caprichos. Mas Jesus revelou um Deus de amor a nós. Aquele que rejeita o amor, persegue o caminho da violência e da corrupção, e quem rejeita Cristo, rejeita o verdadeiro Deus.

JOÃO 15:24-25
24 Se eu entre eles não fizesse tais obras, quais nenhum outro tem feito, não teriam pecado; mas agora, viram-nas e me odiaram a mim e a meu Pai. 25 Mas é para que se cumpra a palavra que está escrita na sua lei: Odiaram-me sem causa.

Jesus afirmou que o anúncio da Paternidade de Deus será um julgamento sobre aqueles que resistem a seu Espírito e a seus inúmeros milagres. Ninguém no mundo pode curar como fez Jesus, expulsar demônios, silenciar a tempestade, alimentar a milhares, bem como levantar os mortos. Deus estava trabalhando nele com sinais e evidências de uma nova criação. Os Judeus viram nada de significativo nesses sinais, pois não houveram ganhos políticos ou benefícios econômicos para a nação. Mas como eles notaram a autoridade do amor de Jesus, essas obras se tornaram uma pedra de tropeço, porque eles não acreditam no Pai. Assim como os Judeus fecharam suas almas contra a atração do Espírito Santo, milhões hoje vivem na prisão do espírito que oprime Deus. Aqueles que não confessam que Cristo é o Filho de Deus odeiam os seus seguidores e não conhecem verdadeiramente a Deus, permanecendo em seus pecados, blasfemando contra a Santíssima Trindade. No entanto, Jesus não os puniu, mas realizou obras de amor através de seus servos. Irmão, se prepara para essa batalha espiritual, pedindo ao Senhor forças para suportar com paciência e disposição para sofrer.

ORAÇÃO: Senhor Jesus, te agradecemos por viver segundo os seus planos, apesar do ódio das pessoas. Ensina-nos a amar nossos inimigos para que eles possam ser salvos. Abra o coração de muitos para ouvir a sua voz e fazer a tua vontade, aceitando o seu Espírito de consolo. Guia-nos, dai-nos mais força e paciência.

PERGUNTA:

  1. Por que o mundo odeia Cristo e seus amados?

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on April 10, 2012, at 11:45 AM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)