Waters of Life

Biblical Studies in Multiple Languages

Search in "Portuguese":
Home -- Portuguese -- John - 031 (Jesus leads his disciples to see the ready harvest)
This page in: -- Arabic -- Armenian -- Bengali -- Burmese -- Cebuano -- Chinese -- English -- Farsi? -- French -- Georgian -- Hausa -- Hindi -- Igbo -- Indonesian -- Javanese -- Kiswahili -- Kyrgyz -- Malayalam -- Peul -- PORTUGUESE -- Russian -- Serbian -- Somali -- Spanish? -- Tamil -- Telugu -- Thai -- Turkish -- Urdu -- Uyghur? -- Uzbek -- Vietnamese -- Yiddish -- Yoruba

Previous Lesson -- Next Lesson

JOÃO – A Luz Resplandece nas Trevas
Um Curso de Estudos Bíblicos no Evangelho de Cristo segundo João

PARTE 1 – O Brilho da Luz Divina (João 1:1 – 4:54)
C – A primeira visita de Cristo a Jerusalém (João 2:13 – 4:54) – O que é a verdadeira adoração?
4. Jesus em Samaria (João 4:1-42)

b) Jesus leva seus discípulos para ver a colheita (João 4:27-38)


JOÃO 4:31-38
31 E entretanto os seus discípulos lhe rogaram, dizendo: Rabi, come. 32 Ele, porém, lhes disse: Uma comida tenho para comer, que vós não conheceis. 33 Então os discípulos diziam uns aos outros: Trouxe-lhe, porventura, alguém algo de comer? 34 Jesus disse-lhes: A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou, e realizar a sua obra. 35 Não dizeis vós que ainda há quatro meses até que venha a ceifa? Eis que eu vos digo: Levantai os vossos olhos, e vede as terras, que já estão brancas para a ceifa. 36 E o que ceifa recebe galardão, e ajunta fruto para a vida eterna; para que, assim o que semeia como o que ceifa, ambos se regozijem. 37 Porque nisto é verdadeiro o ditado, que um é o que semeia, e outro o que ceifa. 38 Eu vos enviei a ceifar onde vós não trabalhastes; outros trabalharam, e vós entrastes no seu trabalho.

Após Jesus libertar a alma da mulher pecadora e conduzi-la à vida eterna, ele voltou a seus discípulos para fazer algo parecido. Os pensamentos deles ainda eram terrenos e em coisas materiais. Eles não se regozijaram com o que o Espírito de Deus fizera no coração da mulher. Sem dúvida, comida e bebida são vitais para a sobrevivência, mas há algo mais essencial que comida e pão, e mais poderosa que a satisfação que a água dá. Eles ainda precisavam entender isso. Eles não era melhores que ela, mesmo apesar de sua devoção em seguir a Jesus, porque quem não nascer de cima não pode ser o reino de Deus.

Jesus explicou-lhes o significado do alimento celestial ou espiritual que satisfaz a alma mais que qualquer comida material. Jesus estava mais satisfeito que todos em abençoar e em fazer a vontade do Pai.

Jesus era o apóstolo de Deus. Ele era o Filho livre, mas obediente a seu Pai, fazendo com alegria Sua vontade, porque Deus é amor. Quem habita em amor, habita em Deus. A obediência de Cristo não significa que ele era inferior do Pai, mas prova a extensão de Seu amor. O Filho disse que a salvação do mundo era obra de Seu Pai, embora ele própria tenha causado tal salvação. Ele deu sua glória a Seu Pai, tal como anteriormente o Pai dera todas as coisas ao Filho. O Pai dá proeminência a Seu Filho e assentou-lhe à Sua mão direita, concedendo-lhe toda autoridade no céu e na terra. Naquele poço, a vontade de Deus foi de salvar a mulher desprezada. Não foram apenas os Judeus os chamados à redenção, mas toda a humanidade. Todos são corruptos e famintos de Deus. Jesus ao encontrar essa mulher, viu nela maturidade, uma ânsia por perdão em seu interior. Uma prontidão em receber o perdão de Deus era mais importante para ela do que para os Judeus. De repente, ele viu diante de si toda a humanidade como um vasto campo cheio de trigo pronto para ser colhido pelo Espírito Santo.

No entanto, os discípulos não puderam ver esse campo que simboliza o mundo pronto para a colheita. Jesus chegou à Samaria no inverno e o momento da colheita leva diversos meses. Jesus parece dizer, “Vocês olham para os fatos superficiais, que são óbvios. Olhem para as verdades no centro do espírito humano; para perguntas sem respostas, desejos de vida abundante, pela busca por Deus. Hoje é o dia da colheita”. Muitos estão ansiosos em aceitar o Filho de Deus como seu Salvador se a mensagem de salvação for apresentada a eles com sabedoria e com amor.

Você pode se sentir de outro modo; todos à volta são teimosos, fanáticos e cegos. É assim que os discípulos sentiam; eles julgavam superficialmente. Mas, Jesus discerniu o coração. Ele não condenou a mulher pecado que inicialmente o tratara como um estranho. Ele não deixou de conversar com ela mesmo que o discurso espiritual estivesse além do entendimento dela, mas falou com simplicidade e tornando tudo claro para ela. Então ele a ajudou com a orientação do Espírito, e despertou nela as memórias da adoração e da majestade do Messias, até que ela se tornou uma evangelista. Que mudança! Ela estava mais próxima das obras do Espírito que o devoto Nicodemos. Todos que servem ao Senhor necessitam do amoroso discernimento de Jesus para ver quem são aqueles que estão famintos por retidão em sua localidade. Não se preocupe com a rudeza e indiferença deles, Deus os ama; Jesus os chama. Suas mentes serão iluminadas pela graça pouco a pouco. Por quanto tempo você permanecerá em silêncio num mundo que tem tantas pessoas procurando por Deus?

Quando uma pessoa se volta para Cristo, a vida eterna será dela; a alegria encherá seu coração. Também no céu haverá alegria entre os anjos pelos pecadores que se arrependem. Afinal, Deus deseja que todos sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade. Todos os que agem conforme a vontade de Deus e que pregam aos outros com humildade deixarão suas almas satisfeitas e regozijantes. Tal como Jesus disse de si mesmo, “Meu alimento é fazer a vontade Daquele que me enviou e realizar Sua obra”.

Jesus finalizou sua mensagem aos discípulos dizendo, “Eu os envio para a colheita”. João Batista já havia arado os campos pregando o arrependimento – o próprio Jesus é o trigo que Deus plantou no solo já pronto. Colhemos hoje os frutos de sua morte na cruz. Se Jesus te chamar para a colheita, lembre-se que esta não é sua colheita. A obra é do Senhor. O poder de Cristo amadurece os frutos do Espírito. Todos nós somos servos indignos, mas mesmo assim ele nos chama para dividir o ministério divino, às vezes para a semeadura, outras vezes para o arado e outras vezes para a maturação dos frutos. É bom lembrar que não somos os primeiros trabalhadores de Deus. Muitos trabalharam com lágrimas antes de nós; as lágrimas deles estão guardadas no céu. Você não está melhor equipado que os outros servos de Deus e nem tem melhor comportamento que eles. Você vive cada momento pela graça perdoadora de Deus. Aprenda a obedecer o Espírito em seu serviço. Sirva-O com louvor e ação de graças durante a colheita, e magnifique o Pai celestial com os outros ceifeiros, que clamam, “Que venha Seu Reino; tua é a soberania, o poder e a glória para sempre.” Amém.


c) Evangelismo em Samaria (João 4:39-42)


JOÃO 4:39-42
39 E muitos dos samaritanos daquela cidade creram nele, pela palavra da mulher, que testificou: Disse-me tudo quanto tenho feito. 40 Indo, pois, ter com ele os samaritanos, rogaram-lhe que ficasse com eles; e ficou ali dois dias. 41 E muitos mais creram nele, por causa da sua palavra. 42 E diziam à mulher: Já não é pelo teu dito que nós cremos; porque nós mesmos o temos ouvido, e sabemos que este é verdadeiramente o Cristo, o Salvador do mundo.

Multidões correram para Jesus da cidade, influenciadas pela conversão da mulher. Neles Jesus viu os campos brancos, prontos para a colheita. Ele falou-lhes sobre fé e vida eterna e permaneceu com eles por dois dias inteiros. Seus discípulos visitaram casas como ceifeiros de almas. A pessoa de Cristo e suas palavras deixaram uma marca profunda nas multidões. Eles perceberam que Deus veio em Cristo para nosso triste mundo para salvar os pecadores. Esses Samaritanos foram os primeiros a dá-lo o título de “Salvador do Mundo”. Eles sentiram que Jesus não veio para salvar seu próprio povo, mas para tomar os pecados de todos os homens. Seu poderoso amor não tem fim. Até mesmo hoje ele pode salvar e libertar aqueles escravizados no pecado por Satanás, e pode preservar aqueles que já são livres. Ele realmente é o juiz do mundo. César, em Roma, era chamado de “Salvador e Protetor do Mundo”. Esses Samaritanos perceberam que Jesus era maior que os Césares; ele dá paz eterna ao seu povo.

ORAÇÃO: Te agradecemos Jesus; você reconstruiu a vida dessa mulher pecadora e nos mostrou, a nós todos, que a obediência ao Espírito é melhor que adoração. Nos liberte do atraso para que possamos realizar sua vontade com alegria e prontidão e apresentar sua salvação aos que passam para que possam obter a vida eterna através da fé em ti.

PERGUNTA:

  1. Como nos tornamos ceifeiros úteis a Jesus?

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on April 10, 2012, at 10:38 AM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)