Waters of Life

Biblical Studies in Multiple Languages

Search in "Portuguese":

Home -- Portuguese -- Romans - 038 (The Law Prompts the Sinner to Sin)

This page in: -- Afrikaans -- Arabic -- Armenian -- Azeri -- Bengali -- Bulgarian -- Cebuano -- Chinese -- English -- French -- Georgian -- Hebrew -- Hindi -- Indonesian -- Malayalam -- Polish -- PORTUGUESE -- Russian -- Serbian -- Spanish? -- Telugu -- Turkish -- Urdu? -- Yiddish

Previous Lesson -- Next Lesson

ROMANOS - O Senhor é a nossa Justiça
Estudos na Carta de Paulo aos Romanos

PARTE 1 - A Justiça de Deus condena todos os pecadores, justifica e santifica todos os crentes em Cristo (Romanos 1:18 - 8:39)
D - O Poder de Deus nos livra do Poder do Pecado (Romanos 6:1 - 8:27)

4. A Lei desperta o pecador para o pecado (Romanos 7:7-13)


ROMANOS 7:7-8
7 Que diremos pois? É a lei pecado? De modo nenhum. Mas eu não conheci o pecado senão pela lei; porque eu não conheceria a concupiscência, se a lei não dissesse: Não cobiçarás. 8 Mas o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, operou em mim toda a concupiscência; porquanto sem a lei estava morto o pecado.

Paulo ouviu em seu espírito a objeção de seus inimigos: "Se você tem nos libertou do santo, maior revelação, você considera a lei imperfeito, fraco, ou errado?" O apóstolo resumiu todos os seus argumentos, e pediu exageradamente: É a lei pecado? E ele imediatamente respondeu: "Não deixe que este, por qualquer meio se supor, pois é impossível que os mandamentos de Deus pode ser mal, pois eles nos mostram o caminho da vida.

A expressão traduzida, "ao contrário" significa mais propriamente ", mas", e este teria mais corretamente expressa o sentido, "Eu nego que a lei é pecado A minha doutrina não leva a isso;. Nem eu afirmar que é mal eu fortemente repelir a acusação;. MAS, apesar disso, eu ainda mantenho que tinha um efeito em pecados emocionante Sem a lei vivi indiferentemente em pecado, como uma criança que, inconscientemente, comeu frutas proibidas do jardim do seu vizinho. O pecado é lindo... e agradável no início, e esta é a condição desviante dos nossos pecados, que parece ser comum e boa, enquanto o bem nos parece estranho e prejudicial.

ROMANOS 7:9-11
9 E eu, nalgum tempo, vivia sem lei, mas, vindo o mandamento, reviveu o pecado, e eu morri. 10 E o mandamento que era para vida, achei eu que me era para morte. 11 Porque o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, me enganou, e por ele me matou.

Onde nós levantamos um mandamento, que causa a desobediência no coração do homem, e aumenta o desejo de transgressão em todos os momentos. Paulo refere a si mesmo a partir do versículo 7 sobre o uso de "I", porque ele experimentou em si mesmo que o homem, sem o conhecimento da lei, pensa que ele está em uma condição muito boa, muito seguro e confiante na bondade de seu estado, como se ele estivesse sem pecado, e mal tinha morrido em seu corpo. Mas quando o mandamento de Deus entrou em sua vida, tornou-se consciente e ciente de seus pecados, e ouviu em sua mente o comando para negar o pecado e morrer para ela, pois a lei significa atacar a Deus contra o ego humano, desde a nossa auto é nada, mas desejo e curiosidade. Cada encontro com a palavra e os mandamentos de Deus significa morrer para si mesmo.

Mais uma vez o apóstolo explica-nos que não há outra solução para a nossa corrupção, mas morrendo de vontade de nós mesmos. Este morrendo espiritual revela a verdade estranho que a lei nos mostra o caminho para a vida, mas nos leva a morte. Além disso, leva-nos a autonegação e condenação de Deus contra nós à morte e destruição.

Paulo explica que o pecado apareceu doce como o açúcar no começo, mas levou-o à desobediência contra a santidade de Deus e suas leis naturais. Vestido com roupas finas que o levou diretamente para o inferno. Esta é a mentira de Satanás, e da hipocrisia de quem foi homicida desde o princípio. Com palavras adocicadas e instalações enganosas ele convida-nos a morte.

ROMANOS 7:12-13
12 E assim a lei é santa, e o mandamento santo, justo e bom. 13 Logo tornou-se-me o bom em morte? De modo nenhum; mas o pecado, para que se mostrasse pecado, operou em mim a morte pelo bem; a fim de que pelo mandamento o pecado se fizesse excessivamente maligno.

Paulo, o especialista da lei e ex-fariseu, estava com medo antes que a verdade que a revelação santo de Deus na antiga aliança não fazer o bem ao homem, mas em vez disso, endureceu o seu coração e animado que ele faça mal. Assim sendo assim desde que a proibição cria objeção, e o que é admitida a ser bom e puro leva à morte. Paulo gritou: "Não. Esta análise está errada. O bem revela o mal, e induz o pecador a procurar uma cura e se esforçar para ser salvos. Então Deus permite que as pessoas muitas vezes a mergulhar no pecado, para agir fora da sua natureza, de modo que eles possam ver a si mesmos e se alarmado com as conseqüências de seus próprios crimes.

ORAÇÃO: Ó Senhor, na sua santidade e perfeição minha corrupção e imundícia aparecer. Perdoe-me a minha superficialidade na piedade, e remover de nossos rostos, com a definição da sua lei, cada máscara feita pela nossa hipocrisia que possamos conhecer e confessar que não há outro caminho para nós, mas para aceitar a sua morte na sua cruz, e continue nessa morte para sempre, porque a sua lei nos condena e produz em nós a desobediência obstinada. Ó Senhor, eu me submeto a você que você pode me curar, salva-me, e manter-me na morte ao ego, e na vida com você.

PERGUNTA:

  1. Como pode a lei, o que é bom para nós, ser uma razão para o mal e a morte?

Ó Deus, sê propício a mim, pecador!
(Lucas 18:13)

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on February 15, 2012, at 08:14 AM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)