Waters of Life

Biblical Studies in Multiple Languages

Search in "Portuguese":
Home -- Portuguese -- John - 074 (The raising of Lazarus)
This page in: -- Arabic -- Armenian -- Bengali -- Burmese -- Cebuano -- Chinese -- English -- Farsi? -- French -- Georgian -- Hausa -- Hindi -- Igbo -- Indonesian -- Javanese -- Kiswahili -- Kyrgyz -- Malayalam -- Peul -- PORTUGUESE -- Russian -- Serbian -- Somali -- Spanish? -- Tamil -- Telugu -- Thai -- Turkish -- Urdu -- Uyghur? -- Uzbek -- Vietnamese -- Yiddish -- Yoruba

Previous Lesson -- Next Lesson

JOÃO – A Luz Resplandece nas Trevas
Um Curso de Estudos Bíblicos no Evangelho de Cristo segundo João

PARTE 2 – A Luz Resplandece nas Trevas (João 5:1 – 11:54)
C – A última viagem de Jesus a Jerusalém (João 7:1 – 11:54) A separação entre as Trevas e a Luz.
4. A ressurreição de Lazaro e seu resultado (João 10:40 - 11:54)

c) A ressurreição de Lazaro (João 11:34-44)


JOAO 11:38-40
38 Jesus, pois, movendo-se outra vez muito em si mesmo, veio ao sepulcro; e era uma caverna, e tinha uma pedra posta sobre ela. 39 Disse Jesus: Tirai a pedra. Marta, irmã do defunto, disse-lhe: Senhor, já cheira mal, porque é já de quatro dias. 40 Disse-lhe Jesus: Não te hei dito que, se creres, verás a glória de Deus?

Nos arredores de Jerusalém, as pessoas enterram seus mortos em uma sala escavada dentro de uma rocha e colocam uma pedra grande circular na abertura estreita. Era possível rolar a pedra para a esquerda ou direita, se quisessem abrir ou fechar a tumba.

Lázaro estava lá, enterrado no túmulo de pedra talhada. Jesus se aproximou e observou o terror da morte. Ele viu na morte a ira de Deus derramada sobre todos os pecadores, como se Deus tinha entregado a vida nas mãos do destruidor. Mas o Criador não deseja a morte da vida, mas seu arrependimento e conversão para a vida.

Jesus ordenou que afastasse a pedra que obstruía a tumba. As pessoas ficaram chocadas porque tocar os mortos torna a pessoa impura por alguns dias. A decomposição já teria começado depois de quatro dias. Marta protestou, dizendo: "Senhor, não é direito de perturbar o descanso dos mortos, ele fede". Marta, onde está sua fé? Você tinha acabado de confessar que Jesus é o Filho de Deus e Messias e capaz de ressuscitar os mortos. A morte e a imagem do túmulo nublaram seus olhos.

No entanto, ele fortaleceu a sua fe. Ele exigiu a total dependência da visão da glória de Deus. Jesus não disse: "Acredite, e você vai me ver realizando um grande milagre". Ele já havia anunciado a seus discípulos que a doença de Lazaro não era para a morte, mas para a glória de Deus (João 11:4). Jesus sabia o que tinha de fazer, e era fazer a vontade do Pai. Não é a sua própria honra, mas a gloria e majestade do Pai o que lhe interessa.

Da mesma forma, Cristo lhe diz: "Se você crer, você verá a glória de Deus". Afaste seus olhos para longe de seus problemas e provações. Não fique obcecado por sua culpa e doenças, e olhe para Jesus, creia em sua presença, renda-se a ele como uma criança abraçando sua mãe. Deixe o seu será feito, ele te ama.

JOAO 11:41-42
41 Tiraram, pois, a pedra de onde o defunto jazia. E Jesus, levantando os olhos para cima, disse: Pai, graças te dou, por me haveres ouvido. 42 Eu bem sei que sempre me ouves, mas eu disse isto por causa da multidão que está em redor, para que creiam que tu me enviaste.

Marta confiou nas palavras de Jesus. Ela cobrava os presentes para remover a pedra. A tensão aumentou entre a multidão. Jesus quer entrar no túmulo e abraçar a pessoa amada de cadáver, ou o que ele deve fazer?

Mas Jesus estava calma diante do túmulo. Ele levantou os olhos em oração, proferindo palavras audíveis. Aqui temos uma das orações gravadas de Jesus. Ele pediu a Deus como Pai. Ele agradeceu ao Pai, porque toda a sua vida era apenas uma santificação e adoração de Deus Pai. Ele claramente agradeceu a Deus por responder à sua oração antes de Lázaro foi realmente levantado. Enquanto outros choraram, Jesus orou. Ele pediu ao Pai para reanimar o seu amigo, um sinal de vida divina que vence a morte. O pai consentiu e deu-lhe a autoridade para resgatar uma vítima do terror da morte. Jesus acreditava que suas orações serão respondidas. Pois ele sempre ouviu a sua voz de pai. Em todas as fases de sua vida, Jesus continuou a rezar, mas aqui ele orou em voz alta para que as pessoas possam conhecer os mistérios que lá ocorrem. Ele agradeceu a seu Pai para sempre respondendo suas orações. Nenhum pecado separou, nenhuma barreira entre eles aumentou. O Filho não insistir na sua própria vontade, nem honra a procura de si mesmo, ou o domínio do poder para seu próprio bem. O Pai opera em plenitude o filho. Sua paternal quer ressuscitou Lázaro dentre os mortos. Tudo isso Jesus confessou diante das multidões Assim que eles iriam perceber que o Pai enviou seu Filho para eles. Assim, a ressurreição de Lázaro se torna glória para o Pai, um sinal milagroso da unidade da Trindade.

JOAO 11:43-44
43 E, tendo dito isto, clamou com grande voz: Lázaro, sai para fora. 44 E o defunto saiu, tendo as mãos e os pés ligados com faixas, e o seu rosto envolto num lenço. Disse-lhes Jesus: Desligai-o, e deixai-o ir.

Assim como Jesus clamou: "Lázaro, vem para fora", depois de dar glória a Deus, o homem morto ouvido (quando os mortos ouvirão nada). A personalidade humana não perecível no momento da morte. No céu, os nomes dos crentes são registrados. O chamado do Criador, a voz do Redentor e inspiração do Espírito que dá vida penetra as camadas mais baixas de morte. Assim como o Espírito Santo estava meditando em meio a partir da escuridão, criando uma ordem no caos.

Lázaro estava acostumado a ouvir a voz de Jesus e obedecer. Na sepultura que ele ouviu e obedeceu pela fé. princípio da vida de Cristo corria para ele, seu coração começou a bater, os olhos abertos, seus membros se moveu.

Em seguida, a segunda fase do milagre aconteceu, por Lázaro havia sido preso firmemente envolto em ligaduras. O homem morto era como um verme em uma crisálida, incapaz de sentir qualquer coisa. Ele foi incapaz de mover as mãos enfaixadas para remover o lenço cobrindo o rosto. Então, Jesus ordenou-lhes que lhe desatar.

Todos ficaram surpresos ao ver o rosto pálido de Lázaro, ele estava se movendo Apesar de seus curativos. Todos olharam para ele como ele desenhou para Jesus.

Lázaro caminhou entre a multidão em direção a sua casa. João nos diz nada sobre a curvatura para baixo dos presentes diante de Jesus, nem sobre as lágrimas de alegria ou de abraços mútuos. Também não se comparar com aumento do arrebatamento dos crentes a Jesus em sua segunda vinda. Tudo isso era de importância secundária. João desenha o retrato de Jesus, o doador de vida, diante de nossos olhos, para que possamos crer e receber a vida eterna. João, o Evangelista, que entre a multidão, pela fé, ele viu a glória de Deus no Filho, porque ele ouviu a voz de Cristo e rendeu ao seu poder. Você já ressuscitou dentre os mortos pela fé em Cristo?

ORAÇÃO: Querido Senhor Jesus, obrigado por ressuscitar Lázaro, em nome de seu pai. Você também ressuscitou dentre os mortos. Agradecemos a sua vida em nós. Pela fé, temos ressuscitado contigo. Nós convidamos você a ressuscitar os mortos de nossa nação, que os incrédulos podem confiar em você, viver em união com você e receber a vida eterna.

PERGUNTA:

  1. Como é que a glória de Deus aparece na ressurreição de Lázaro?

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on April 10, 2012, at 11:16 AM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)