Waters of Life

Biblical Studies in Multiple Languages

Search in "Portuguese":
Home -- Portuguese -- Acts - 032 (Organization of the Church)
This page in: -- Arabic -- Armenian -- Azeri -- Bulgarian -- Cebuano -- Chinese -- English -- French -- Georgian -- Indonesian -- PORTUGUESE -- Russian -- Serbian -- Tamil -- Telugu -- Turkish -- Urdu? -- Uzbek -- Yiddish

Previous Lesson -- Next Lesson

ATOS - Na procissão triunfal de Cristo
Estudos nos Atos dos Apóstolos
PARTE 1 - A fundação da Igreja de Jesus Cristo em Jerusalém, Judéia, Samaria e Síria – Sob o amparo do Apóstolo Pedro, guiado pelo Espírito Santo (Atos 1 - 12)
A - O Crescimento e Desenvolvimento da Igreja Primitiva em Jerusalém (Atos 1 - 7)

19. A organização da Igreja e a escolha dos sete diáconos (Atos 6:1-7)


ATOS 6:1-7
1 Ora, naqueles dias, crescendo o número dos discípulos, houve uma murmuração dos gregos contra os hebreus, porque as suas viúvas eram desprezadas no ministério cotidiano. 2 E os doze, convocando a multidão dos discípulos, disseram: Não é razoável que nós deixemos a palavra de Deus e sirvamos às mesas. 3 Escolhei, pois, irmãos, dentre vós, sete homens de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais constituamos sobre este importante negócio. 4 Mas nós perseveraremos na oração e no ministério da palavra. 5 E este parecer contentou a toda a multidão, e elegeram Estêvão, homem cheio de fé e do Espírito Santo, e Filipe, e Prócoro, e Nicanor, e Timão, e Parmenas e Nicolau, prosélito de Antioquia; 6 e os apresentaram ante os apóstolos, e estes, orando, lhes impuseram as mãos. 7 E crescia a palavra de Deus, e em Jerusalém se multiplicava muito o número dos discípulos, e grande parte dos sacerdotes obedecia à fé.

Quando o número de discípulos continuava a crescer, os problemas de caridade começaram. Uma organização da igreja foi necessária. Esta lição ensina-nos hoje como resolver problemas sensíveis em nossas igrejas. A questão envolveu quatro problemas, o Espírito Santo guiou os fiéis com seis maneiras de resolvê-los.

Naquela época, não era permitido para as viúvas no Oriente Médio trabalhar fora de suas casas. Portanto, os Cristãos de origem Judaica organizaram um serviço de ajuda às mulheres que não poderiam se casar novamente após a morte de seus maridos, ou por causa de incapacidade, doença ou por não terem nenhum filho para cuidar delas. A igreja primitiva preparou uma mesa de jantar para viúvas crentes participarem. Os apóstolos, que cuidavam sobre o fundo comum, também foram responsáveis pela preparação da mesa de jantar da melhor maneira possível.

Então vieram para a igreja primitiva Judeus que falavam Aramaico dizendo que criam em Cristo. Eles não deixaram a Palestina, mas permaneceram em sua terra natal. Houve também um número considerável de Judeus Helenísticos (Gregos) que não sabiam falar em Aramaico e nem Hebraico, só em Grego. Tornaram-se estranhos em seu próprio país, incapazes de pronunciar ou falar Aramaico com naturalidade. Portanto, eles não conseguiam entender ou se comunicar uns com os outros sem problemas. As viúvas conturbadas dos Judeus helenísticos não estavam desfrutando de cuidado completo, apesar de os Cristãos no exterior, como Barnabé e outros, haverem contribuído uma grande quantidade de dinheiro para o alívio dos pobres.

Os apóstolos estavam preocupados com sermões, orações, pregações, encontros, visitando casas, curas, controlando o fundo comum e defender a sua fé. Eles não tinham tempo suficiente e capacidade de realizar essas tarefas com precisão. Assim, as viúvas, que não podiam expressar suas necessidades em Aramaico, foram negligenciadas. Até hoje encontramos bispos e ministros preocupados com responsabilidades tanto seculares quanto espirituais, incapaz de realizar bem e com precisão qualquer uma das suas funções.

Graças a Deus, os crentes naquela época falava uns com os outros francamente. Quando o problema não foi resolvido, uma grande queixa surgiu na igreja, tão forte e aquecida que união amorosa estava prestes a ser quebrada.

Os apóstolos perceberam que eram incapazes de realizar todos os deveres na Igreja, especialmente desde que o número de membros foi crescendo. Eles estavam em necessidade urgente de ajudantes para os serviços práticos, prontos para todas as boas ações. O Espírito Santo guiou a escolha nem nenhum de seus amigos e parentes ou membros da família de Jesus para um escritório da igreja nova, que envolveria compra e cozinhar alimentos, além de servir as mesas. Em vez disso, eles chamaram toda a igreja junta, pedindo que o grupo de crentes para escolher sete homens que poderia ser responsável por este serviço.

Como os apóstolos provaram a necessidade dessa seleção?

Eles disseram: "Nós não podemos pregar, conforme necessário. A oração e a palavra de Deus estão acima de alimento. O homem não viverá só de pão, mas o homem vive de toda palavra que procede da boca do Senhor". Com esta palavra, os apóstolos esclareceram que a oração era mais importante do que ensinar e pregar. Vamos finalmente perceber a necessidade da oração antes de falar. Caso contrário, todo o nosso ensino e pregação será em vão. Você, caro crente, orar continuamente?

Quem são aqueles que estão qualificados para os serviços de caridade? Eles são aqueles que são cheios do Espírito Santo e de sabedoria. A primeira condição é o segundo nascimento, bem como fé, amor, paciência, esperança, o poder da oração e fervor na pregação que flui da plenitude do Espírito Santo. A segunda característica indica experiência na vida: Sabedoria em lidar com pessoas, capacidade de administrar o dinheiro, a proficiência na compra e na preparação da mesa. Assim, a condição para o serviço na igreja tem duas partes: o amor, Primeiro abundante e grande humildade que flui para fora da fé em Cristo. Experiência, segundo serviço relevante e prático, bem como o conhecimento ea sabedoria para lidar com as pessoas para ser servido.

Como resultado da eleição em que os apóstolos não participaram, a igreja por unanimidade escolheu sete homens cheios do Espírito Santo e de sabedoria. Os apóstolos tinham oraram para que Jesus escolhesse os homens aceitos por Ele para servir na distribuição de pão entre as viúvas. Ao rever a lista dos escolhidos, descobrimos que a maioria dos homens era de Gregos ou Judeus helenísticos, pois os nomes escolhidos foram Gregos e não Hebraicos. Lemos acima de tudo sobre Estevão e Felipe. Aqui também ler, pela primeira vez, o nome de Antioquia, que se tornou posteriormente o centro para o evangelismo. Nicolas, um gentio que se converteu ao judaísmo antes de se tornar um cristão, assim como Lucas, o evangelista, veio esta igreja. A partir desse momento lemos nos Atos dos Apóstolos que o efeito primário da Igreja emanava os judeus helenísticos. Eles tinham chegado à fé em Cristo, e passou a desempenhar um grande papel na propagação do evangelho. O próprio apóstolo Paulo foi um deste grupo.

Após a eleição, a igreja apresentou os homens escolhidos para os apóstolos, para que eles possam colocar suas mãos sobre suas cabeças. O poder dotado para os apóstolos era de sair para os homens recém-autorizados. Os sete já haviam recebido e estavam cheios do Espírito Santo. Os crentes sabiam, no entanto, que um poder especial habitou nos apóstolos. Portanto, a igreja pediu aos apóstolos para dedicar os homens escolhidos para seus escritórios. Esta nomeação ocorreu na unidade entre os apóstolos responsáveis ​​e toda a igreja. Todos eles oraram para que o Senhor possa capacitar seus sete funcionários através da imposição das mãos dos apóstolos.

O serviço dos apóstolos não foi considerado como sendo maior do que os diáconos, para que todos eles tinham um só Senhor, e todos foram cheios do Espírito Santo mesmo. Os apóstolos, pois seu número era pequeno, só foram capazes de fazer tantas obras apostólicas. O serviço dos diáconos foi, de fato, não se limitando a servir a sopa. Estevão, um dos sete, tornou-se um grande testemunho de Cristo, e depois de um tempo se tornou o primeiro mártir cristão. Felipe também foi um evangelista, e depois batizou o eunuco etíope depois de ter pregado a ele no poder do Senhor. Vemos que os diáconos não foram apenas envolvidos em ministérios de caridade, mas também deu um testemunho impressionante a Cristo.

O número 3 aparece aqui como um símbolo do céu, enquanto o número 4 representa um símbolo da terra. Os apóstolos eram 12, em outras palavras, 3х4. Portanto, o número de diáconos tornaram-se 7, que é 3 + 4, indicando que, em ambos os casos, o céu estava unido com a terra na escolha dos eleitos de Cristo.

A organização deste trabalho produziu crescimento na igreja como a palavra se fez carne entre os crentes. O evangelista poderia dizer: "a palavra de Deus cresceu", pois o número de crentes em Jerusalém havia aumentado, apesar da demanda conselho alta cessar testemunho em nome de Jesus. Os doze apóstolos ainda traziam as marcas do chicote doloroso em suas costas.

A coisa surpreendente é que muitos dos sacerdotes se submeteram a Cristo, embora os principais sacerdotes, como um todo, eram os piores inimigos da Igreja. O Espírito Santo estava sendo incorporado em seguidores de Cristo, de tal forma que os sacerdotes já não deliberadamente fecharam-se ao poder do amor de Deus. Alguns foram convertidos, e obedeceu a mensagem do evangelho. Chegaram a um ponto de perigo em seu escritório como resultado de sua nova fé. Chamado de Cristo, no entanto, chegou a eles, e submetidos a Ele com sinceridade. Tornaram-se obedientes à nova fé.

Querido irmão, você já entendeu a boa notícia do evangelho? Você já recebeu o chamado de Deus? Você obedecer ao desenho do Espírito Santo? Comprometa-se a Cristo em oração, pois ele deu a vida por você muito antes de você sequer sabia que ele.

ORAÇÃO: Senhor Jesus, nós Te agradecemos porque Tu és o Salvador do mundo. Restaure os pecadores, leva sua igreja em triunfo e dê aos crentes novas línguas com que glorifiquem o teu nome. Salve a muitos de modo que eles possam vir e juntar-se à congregação de seu amor. Chame muitos para a sua comunhão eterna.

PERGUNTA:

  1. Como que Jesus, em Seu Espírito, ordenou a escolha dos sete diáconos? O que isso significa para nós hoje?

QUIZ – 2

Caro leitor,
Agora que você leu nossos comentários sobre os Atos dos Apóstolos neste livro você é capaz de responder às seguintes perguntas. Se você responder com precisão de 90% das perguntas indicadas abaixo, nós lhe enviaremos as partes seguintes desta série projetada para a sua edificação. Por favor, não esqueça de escrever seu nome completo e endereço claramente na folha de respostas.

  1. Qual é o significado da afirmação: "Em nome de Jesus Cristo de Nazaré"?
  2. Qual é o significado de "fé no nome de Jesus de Nazaré"?
  3. Qual é o foco da história da humanidade?
  4. O que o encontro entre o alto conselho e os dois apóstolos significa?
  5. Qual a importância do discurso de Pedro aos principais sacerdotes?
  6. Porque a salvação de todo o mundo se concentra apenas em Jesus?
  7. Porque a proclamação da palavra de Deus é necessária e essencial para o Espírito Santo operar?
  8. Qual das características da comunhão Cristã primitiva que você considera ser a mais importante em sua vida?
  9. Por que o Espírito Santo provocou a morte imediata de Ananias?
  10. Qual é o dever espiritual dos casais em seu relacionamento?
  11. Qual era o mistério da caridade na igreja primitiva?
  12. Qual foi o significado da ordem do anjo aos apóstolos presos?
  13. Quais os pontos da defesa dos apóstolos mais te agradou?
  14. O que o julgamento do Conselho Superior significa no que diz respeito à continuidade da igreja cristã?
  15. Como que Jesus, em Seu Espírito, ordenou a escolha dos sete diáconos? O que isso significa para nós hoje?

Nós o encorajamos a completar o exame dos Atos dos Apóstolos, pois assim fazendo, você receberá um tesouro eterno. Aguardamos suas respostas e estamos orando por você. Nosso endereço é:

Waters of Life
P.O.Box 600 513
70305 Stuttgart
Alemanha

Internet: www.waters-of-life.net
Internet: www.waters-of-life.org
e-mail: info@waters-of-life.net

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on September 27, 2012, at 11:34 AM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)