Waters of Life

Biblical Studies in Multiple Languages

Search in "Portuguese":
Home -- Portuguese -- Acts - 086 (Paul at Athens)
This page in: -- Arabic -- Armenian -- Azeri -- Bulgarian -- Cebuano -- Chinese -- English -- French -- Georgian -- Indonesian -- PORTUGUESE -- Russian -- Serbian -- Tamil -- Telugu -- Turkish -- Urdu? -- Uzbek -- Yiddish

Previous Lesson -- Next Lesson

ATOS - Na procissão triunfal de Cristo
Estudos nos Atos dos Apóstolos
PARTE 2 - Registros sobre a pregação entro os Gentios e a fundação das igrejas de Antioquia a Roma – Através do ministério do Apóstolo Paulo, comissionado pelo Espírito Santo (Atos 13 - 28)
C - A Segunda Viagem Missionária (Atos 15:36 - 18:22)

7. Paulo em Atenas (Atos 17:16-34)


ATOS 17:22-29
22 E, estando Paulo no meio do Areópago, disse: Homens atenienses, em tudo vos vejo um tanto supersticiosos; 23 porque, passando eu e vendo os vossos santuários, achei também um altar em que estava escrito: AO DEUS DESCONHECIDO. Esse, pois, que vós honrais, não o conhecendo, é o que eu vos anuncio. 24 O Deus que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens; 25 nem tampouco é servido por mãos de homens, como que necessitando de alguma coisa; pois ele mesmo é quem dá a todos a vida, e a respiração, e todas as coisas; 26 e de um só sangue fez toda a geração dos homens, para habitar sobre toda a face da terra, determinando os tempos já dantes ordenados, e os limites da sua habitação; 27 para que buscassem ao Senhor, se porventura, tateando, o pudessem achar; ainda que não está longe de cada um de nós; 28 porque nele vivemos, e nos movemos, e existimos; como também alguns dos vossos poetas disseram: Pois somos também sua geração. 29 Sendo nós, pois, geração de Deus, não havemos de cuidar que a divindade seja semelhante ao ouro, ou à prata, ou à pedra esculpida por artifício e imaginação dos homens.

Atenas é uma cidade grande e bonito, mas Jerusalém é maior. Os montes ao redor de Atenas, as planícies e o mar, são ajustados como música encantadora. Mas a Jerusalém parece um altar, rodeado por colinas e montanhas de julgamento e graça. Paulo estava mesmo no coração da arte grega, no centro da cultura ateniense, à sombra do Partenon, ao lado do templo de Minerva. Ele se esforçou para viver para o único e verdadeiro Deus, o Criador, o Todo-Poderoso, e a decisão de Tudo. Paulo não pregamos a Cristo crucificado, para seus ouvintes não teriam entendido o perdão, e eles não foram procurá-lo. Ele não revelou todos os princípios de sua fé, nem responder aos pedidos do povo. Além disso, ele não transmitir a sua visão espiritual para eles, que se manteve escondido de seus ouvintes. Ele pregou a eles que eles poderiam ser salvos. Ele começou com o primeiro passo, o temor de Deus, que é o princípio da sabedoria. O sábio pregador se esforçou para libertar o atenienses de sua crença em muitos deuses. Ele queria levá-los a reconhecer a unicidade de Deus, para mostrar-lhes a sua responsabilidade perante Ele, a fim de que eles poderiam saber sobre a Sua vontade. Só então eles poderiam se arrepender e tremer de medo antes de Sua Pessoa santo.

Paulo não condenou os filósofos e estudiosos de sua ignorância espiritual. Ele se humilhou diante de sua religiosidade superficial, e honrou sua boa intenção, mesmo que ele ficou muito chateado por seus muitos deuses. O apóstolo podia distinguir entre pessoas perdidas e sua condição perdida. Ele não rejeitou o perdido, mas ofereceu a ele o objeto de sua busca persistente. Todos os homens interiormente muito tempo para Deus. Mas, infelizmente, eles nem conhecem, nem são capazes de vir a Ele com os seus pecados.

Paulo se levantou no meio dos gênios arrogantes e corajosamente declarou que sabia que o Deus desconhecido. Esse Deus desconhecido, de quem ele pregou, haviam permanecido escondidos para eles. O estranho é que os atenienses, em seu zelo religioso, não queria omitir da sua adoração qualquer divindade com quem eles podem não estar familiarizado. Então, eles tinham construído um altar ao deus desconhecido, onde eles ofereciam sacrifícios para manter-se de sua raiva. Paulo usou este altar pagão como um elo de ligação entre a idolatria e sua fé. Usá-lo, ele apontou para seus ouvintes que há um só Deus Todo-Poderoso, que administra, ainda hoje, céu e terra, as nuvens e os ventos. Ele segura em Sua mares mãos, as expansões, e estrelas. Ele tem pares os cabelos da nossa cabeça. Estamos todos em extrema necessidade, no meio da nossa era tecnológica, para penetrar profundamente na glória e grandeza deste grande Deus, o Criador de todas as coisas. Devemos verdadeiramente perceber que as novas ciências da Física, Química, Biologia, Astronomia e são apenas meios para explicar seu poder ilimitado. O Deus vivo é maior do que nossa mente, e maior do que o nosso entendimento. Ele criou o nosso pequeno crânio para a casa de nosso cérebro. Nós somos todas as criaturas, mas Ele é Espírito criando. Estamos separados de Deus por causa dos nossos pecados. Esta é a relação entre o homem e Deus. Todos nós precisamos conhecer Deus, o Criador de novo, e deve direcionar nossos pensamentos em direção a Ele, para que nós não podemos endeusar ciência, tecnologia, homens e dinheiro, esquecendo assim o único Deus verdadeiro.

O grande Deus não está na necessidade de culto ou de sacrifícios, pois Ele é santo e grande em si mesmo. Ele não é dependente da ajuda dos homens, e não pedir comida ou sacrifícios. Além disso, Ele não está confinado ou preso em templos e igrejas. Seu Espírito não está petrificado em ídolos e pedras estranhas. Nosso Deus é livre e glorioso. Ele realiza seus projetos em criar a vida continuamente nos homens, animais e plantas. Mesmo as novas estrelas são formadas de acordo com a Sua vontade, da luz, gases, antes de serem condensados ​​em um sólido. Aquele que presta homenagem ao Criador que o primeiro dever para com ele. Nossos atos de gratidão e adoração são inevitáveis se reconhecendo a Sua glória. Desta forma Paulo tentou libertar seu ouvintes de sua crença em ídolos de ouro e templos de mármore. Ele tentou levá-los a Deus, o grande Criador.

O apóstolo, em seguida, apontou para Aquele que é Todo-governante, que intervém na história dos povos. Ele nos criou a partir de Adão, deu mandamentos a toda nação, e levou as pessoas a prosperar, a despeito do poder do pecado que vivem em seus corpos. Quem mantém e que diz respeito as suas leis santa permanece. Mas aquele que deixa Deus é afogou-se no luxo de egoísmo. Deus misericordioso dá a cada tribo e cada vez as pessoas por tempo de reflexão, para a realização de talentos e sucesso. Ele fixa para eles os limites dos lugares onde eles devem viver. Aquele que perde o respeito de Deus também perde seus direitos humanos. O dever mais importante de todos os povos é a buscar a Deus e glorificá-Lo. O fim da nossa ambição não pode ser dinheiro, dignidade, poder, ou da ciência, mas o próprio Deus vivo. Todo homem que não é dirigido para com Deus é perdida. Você busca o seu Senhor, ou que sua vida gire em torno de si? Você correr atrás de objetivos perecíveis, ou fazê-lo firme em quem é o doador Tudo? Só Ele é o Criador da vida diária, aquele que administra os povos, em conformidade com suas ações.

O grande Deus não se senta sobre as nuvens do céu, nem Ele habita em templos feitos de pedra, pois Ele é Espírito, e é presente em toda parte. Ele não está ausente ou longe de nós, nem inacessível a qualquer um de nós. Ele está perto de você. Ele ouve cada palavra que você diz, e sabe cada pensamento seu. Sua consciência é descoberto diante dele. Ele mostra cada ponto nele, como o templo do corpo do homem que aparece antes da luz elétrica de instrumento do médico. Você não pode esconder nada dele. Sua consciência revela seu pecado.

Aquele que reconhece o chamado de Deus para nós, mesmo quando somos pecadores, e treme diante do amor de Deus, adorá-Lo, que nos fez à sua imagem. Para explicar essa relação primária entre Deus e o homem, Paulo citou um filósofo grego, dizendo: "Nós somos os filhos de Deus". Esta declaração é impressionante. A fonte do nosso ser não surge do nada, matéria morta, ou mal. Nós viemos de Deus, e estão nele. Ele é o nosso rumo e destino. Nossos pensamentos devem ser dirigidos apenas para com Deus, caso contrário, o pecado. Nem imagens de arte, nem majestosos edifícios brilhando como ouro à luz do sol, nem qualquer sistema de idéias filosóficas revelar a glória de Deus a este mundo. Cada homem é filho do Altíssimo, e é chamada para ter sua imagem percebeu nele.

ORAÇÃO: Ó santo de Deus, você criou o universo e o sustenta em sua paciência. É em Ti que vivemos e em Sua misericórdia nós continuamos. Nós Te agradecemos por seu grande amor. Por favor, dirija nossos pensamentos, em todos os momentos, em sua direção.

PERGUNTA:

  1. Quais foram as três idéias principais na primeira parte do sermão de Paulo diante dos filósofos de Atenas?

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on September 27, 2012, at 12:00 PM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)