Waters of Life

Biblical Studies in Multiple Languages

Search in "Portuguese":
Home -- Portuguese -- Acts - 066 (Preaching in Antioch)
This page in: -- Arabic -- Armenian -- Azeri -- Bulgarian -- Cebuano -- Chinese -- English -- French -- Georgian -- Indonesian -- PORTUGUESE -- Russian -- Serbian -- Tamil -- Telugu -- Turkish -- Urdu? -- Uzbek -- Yiddish

Previous Lesson -- Next Lesson

ATOS - Na procissão triunfal de Cristo
Estudos nos Atos dos Apóstolos
PARTE 2 - Registros sobre a pregação entro os Gentios e a fundação das igrejas de Antioquia a Roma – Através do ministério do Apóstolo Paulo, comissionado pelo Espírito Santo (Atos 13 - 28)
A - A Primeira Viagem Missionária (Atos 13:1 - 14:28)

3. Pregação em Antioquia e Anatólia (Atos 13:13-52)


ATOS 13:26-43
26 Homens irmãos, filhos da geração de Abraão, e os que dentre vós temem a Deus, a vós vos é enviada a palavra desta salvação. 27 Por não terem conhecido a este, os que habitavam em Jerusalém, e os seus príncipes, condenaram-no, cumprindo assim as vozes dos profetas que se lêem todos os sábados. 28 E, embora não achassem alguma causa de morte, pediram a Pilatos que ele fosse morto. 29 E, havendo eles cumprido todas as coisas que dele estavam escritas, tirando-o do madeiro, o puseram na sepultura; 30 mas Deus o ressuscitou dentre os mortos. 31 E ele por muitos dias foi visto pelos que subiram com ele da Galiléia a Jerusalém, e são suas testemunhas para com o povo. 32 E nós vos anunciamos que a promessa que foi feita aos pais, Deus a cumpriu a nós, seus filhos, ressuscitando a Jesus; 33 como também está escrito no salmo segundo: Meu filho és tu, hoje te gerei. 34 E que o ressuscitaria dentre os mortos, para nunca mais tornar à corrupção, disse-o assim: As santas e fiéis bênçãos de Davi vos darei. 35 Por isso também em outro salmo diz: Não permitirás que o teu santo veja corrupção. 36 Porque, na verdade, tendo Davi no seu tempo servido conforme a vontade de Deus, dormiu, foi posto junto de seus pais e viu a corrupção. 37 Mas aquele a quem Deus ressuscitou nenhuma corrupção viu. 38 Seja-vos, pois, notório, homens irmãos, que por este se vos anuncia a remissão dos pecados. 39 E de tudo o que, pela lei de Moisés, não pudestes ser justificados, por ele é justificado todo aquele que crê. 40 Vede, pois, que não venha sobre vós o que está dito nos profetas: 41 Vede, ó desprezadores, e espantai-vos e desaparecei; Porque opero uma obra em vossos dias, Obra tal que não crereis, se alguém vo-la contar. 42 E, saídos os judeus da sinagoga, os gentios rogaram que no sábado seguinte lhes fossem ditas as mesmas coisas. 43 E, despedida a sinagoga, muitos dos judeus e dos prosélitos religiosos seguiram Paulo e Barnabé; os quais, falando-lhes, os exortavam a que permanecessem na graça de Deus.

Paulo começou a parte principal de seu discurso por tratar cordialmente os filhos de Abraão e os buscadores de Deus, testemunhando-lhes que a mensagem da salvação foi enviada diretamente a eles. Todos os profetas até João Batista esperaram o cumprimento das promessas de Deus. Agora a salvação foi cumprida, plena e pronta para ser realizada naqueles que a ouviram.

Paulo não segurou a língua sobre a rejeição de seu país de Jesus, nem escondeu o julgamento injusto do Conselho Superior dos judeus em Jerusalém. Ele os acusou de motim, desobediência, ignorância, injustiça e culpou-os de uma grande transgressão. Eles não tinham obedecido a voz do Espírito Santo. Através da entrega de Jesus ao governador romano e da incitação do povo à exigência de que Ele fosse crucificado, o julgamento mal do Alto Conselho cumpriu o que fora predito pelos profetas. Paulo estava muito interessado em provar aos seus ouvintes de que Jesus não tivesse morrido como os judeus quisessem, mas tudo tinha ocorrido exatamente de acordo com a profecia. Nada acontece no mundo, mas de acordo com a vontade de Deus. A cruz nos mostra que os homens são pecadores, apesar de seu desejo de fazer a vontade de Deus. O amor de Deus é sempre se opôs.

No entanto, a força e poder de Deus não terminaram quando as pessoas mataram o Salvador do mundo. Altíssimo foi, particularmente através da morte de Seu Filho, mostrou-se mais do que vencedor, pois Ele ressuscitou Jesus do sepulcro. Paulo menciona quatro vezes em seu discurso que a ressurreição de Jesus é a grande obra de Deus. Aquele que foi crucificado não morreu como um criminoso, mas sempre manteve em harmonia com o plano de Deus. A ressurreição de Cristo dentre os mortos era a pedra angular sólida da mensagem de Paulo. Ele testemunhou que Jesus, após Sua morte e crucificação, apareceu por muitos dias a Seus discípulos, que foram testemunhas oculares da verdade do Seu corpo, espiritual ressuscitado.

Com base na ressurreição, Paulo esclareceu desde o Antigo Testamento que Deus tem um Filho eterno e glorioso. Assim, Deus era o Pai de Jesus. Ele continuou na fidelidade a Ele, o levou para fora do túmulo, e ressuscitou alta na Sua glória. David, o grande rei e profeta, ouviu todas essas profecias sublime. No entanto, ele não recebê-los por si mesmo. Seu corpo permaneceu no túmulo. Ele decompunha afastado e voltou para sua poeira nativa. Peter confirmou no dia de Pentecostes que as profecias no Salmo 16:10 e Atos 2:27 tiveram seu cumprimento em Jesus Cristo. Paulo testificou em Antioquia que é impossível para o Santo de Deus para ver a corrupção.

A vida e a santidade de Deus estavam residentes no Homem Jesus. Portanto, Aquele que ressuscitou dos mortos foi, ao mesmo tempo, uma fonte da qual todos os outros dons de Deus pudesse fluir. O apóstolo declarou que o Jesus vivo perdoa nossos pecados. Nenhum homem é justificado pela observância da lei, mas quem se aferra ao Triunfante é justificado. Este rápido segurando significa fé, direto e simples. Quem crê em Cristo é justificado, santificado e vive para sempre. Você está realmente apegar a ele?

O evangelho exige decisão, seja para aceitar ou rejeitá-la. Essa decisão leva tanto para a salvação ou dureza de coração, seja para a vida eterna ou morte eterna. Paulo já havia proclamado a muitos de seus ouvintes que eles não iriam acreditar em suas palavras, pois parece impossível para eles. Este é verdadeiramente o profeta Habacuque o predito (Habacuque 1:5). Deus iria trabalhar uma grande obra, além da mente e da imaginação do coração do homem, de modo que muitos não acreditam que Deus tinha realmente feito.

No final da reunião, os gentios convertidos convidou Paulo e Barnabé para voltar no próximo sábado e dizer-lhes mais sobre a mensagem da salvação. Suas palavras tinham mexido suas mentes e encheram de desejo espiritual. Alguns dos judeus e aqueles que temiam a Deus os acompanhou até sua casa, onde falaram com eles durante longas horas sobre a salvação pela graça. Os apóstolos tinham tornou evidente desde o início que a graça é o fundamento da salvação, e que o evangelho não é uma lei legislativo, exigindo o homem a fazer coisas que ele é incapaz de fazer sua própria vontade. O evangelho atesta-nos da obra de Deus, que nos oferece o perdão. O poder e a vida de Cristo são dadas de graça para aqueles que acreditam em Jesus com todo o coração.

ORAÇÃO: Pai nosso dos céus, nós Te agradecemos por levantar seu Filho Jesus dentre os mortos e nos perdoar todos os nossos pecados em Seu nome. Estabeleça-nos em seu Filho, e encha nossas mentes com a mensagem da tua salvação, para que possamos testemunhar o seu poder, seu trabalho e seu triunfo.

PERGUNTA:

  1. O que Paulo pregou sobre a ressurreição de Jesus? Qual foi a boa notícia que ele baseou na ressurreição de Jesus?

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on September 27, 2012, at 11:52 AM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)