Waters of Life

Biblical Studies in Multiple Languages

Search in "Portuguese":
Home -- Portuguese -- John - 025 (Rejecting Christ leads to Judgement)
This page in: -- Arabic -- Armenian -- Bengali -- Burmese -- Cebuano -- Chinese -- English -- Farsi? -- French -- Georgian -- Hausa -- Hindi -- Igbo -- Indonesian -- Javanese -- Kiswahili -- Kyrgyz -- Malayalam -- Peul -- PORTUGUESE -- Russian -- Serbian -- Somali -- Spanish? -- Tamil -- Telugu -- Thai -- Turkish -- Urdu -- Uyghur? -- Uzbek -- Vietnamese -- Yiddish -- Yoruba

Previous Lesson -- Next Lesson

JOÃO – A Luz Resplandece nas Trevas
Um Curso de Estudos Bíblicos no Evangelho de Cristo segundo João

PARTE 1 – O Brilho da Luz Divina (João 1:1 – 4:54)
C – A primeira visita de Cristo a Jerusalém (João 2:13 – 4:54) – O que é a verdadeira adoração?
2. Cristo fala com Nicodemos (João 2:23 – 3:21)

d) Rejeitar a Cristo resulta em Julgamento (João 3:17-21)


JOÃO 3:17-21
17 Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. 18 Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus. 19 E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más. 20 Porque todo aquele que faz o mal odeia a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas. 21 Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus.

Batista pregou sobre um Messias que iria julgar a humanidade, cortando fora as árvores doentes de sua nação. Mas Jesus disse a Nicodemos que ele não iria queimar com o fogo, mas que ele veio para salvar. Nosso Salvador é misericordioso. Quando João Batista percebeu o segredo da expiação vicária, chamou Jesus de o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.

Em Seu amor, Deus enviou Seu Filho não somente aos Judeus, mas para o mundo. O termo "mundo" aparece três vezes no versículo 17. Isso foi um choque para os Judeus que tratavam os gentios como cães. Mas Deus amou as nações também, tanto quanto a semente de Abraão. Todos merecem julgamento, mas Jesus não veio para condenar, veio para salvar. Desde o início, ele cumpriu a imagem da serpente levantada ao ser erguido em sua cruz para sofrer o juízo de Deus para a humanidade. O amor de Deus não é racista, mas abrange todas as pessoas.

Cristo, então, usa uma frase marcante: "Quem crê no Filho não é julgado". Assim, todo o medo do dia do julgamento é lançado fora. A fé em Cristo também nos liberta da morte, morte que todos nós merecemos. Você está livre do julgamento se confiar em Jesus.

Aqueles que rejeitam a salvação de Cristo pensando não haver necessidade disso são cegos, insensatos e estão separado da graça que ele proporciona. Aqueles que não recebem bem o poder de Cristo, afastam os raios de luz do Espírito Santo. Aquele que despreza a morte de Cristo, ou nega, se rebela contra Deus e escolhe a auto-justificação. Todas as nossas obras são insuficientes e ficam aquém da glória de Deus.

Jesus explica porque alguns povos rejeitam a salvação: Eles amam o pecado mais do que a justiça de Deus e tentam ofuscar a luz de Cristo sobre o mundo, se agarrando a seus pecados. Cristo conhece nossos corações e as causas dos nossos pensamentos cruéis. As ações dos homens são vis. Ninguém é bom em sua própria vontade. Nossos pensamentos, palavras e obras são más desde a juventude. Estas expressões mexeram com Nicodemos, especialmente porque Cristo havia as introduzido com sentimentos amorosos para quebrar seu orgulho e trazê-lo ao arrependimento.

Jesus acrescentou que quem não confia em Cristo, ama o mal e odeia o bem, permanecendo en seus pecados. A maioria dos homens são hipócritas, escondendo seus pecados com um sorriso piedoso. Eles odeiam a Cristo, seja por ignorância ou deliberadamente. Você já confessou seus pecados a Jesus? Se você não confessar seus pecados, você não pode nascer de novo. Abra seu coração para a luz de Deus, você será purificado; a fé no Cordeiro de Deus nos santifica. Então, se humilhe e confesse sua corrupção, confie em Cristo e você vai viver para sempre.

Praticamente exercitar a nossa fé significa fazer o que é certo. Esta disponibilidade para aceitar a verdade de Deus é uma condição da nossa renovação. Quem recebe a verdade de Cristo, não apenas racionalmente, mas com todo o seu ser, é transformado moralmente. Os mentirosos se tornam íntegros, o torto é endireitado, os traidores se tornam fiéis. Os nascidos de novo não eram bons, mas confessaram ter falhas, e por isso o Deus Fiel os perdoa. A santificação foi iniciada neles, Ele dá-lhes o amor do poder para praticar as obras de Seu Espírito. Deus opera nos crentes através de Cristo para que alcancem as obras de paz.

Nós não rejeitamos as boas obras, mas as boas obras não vem de nós mas de Deus. Nós não recebemos nenhum crédito, tudo é por Sua graça. Isso significa que nós deixamos a justiça própria, baseada em esforços egoístas, e nos abrimos para a justiça da graça que é dependente do sangue de Cristo. Todos os que renascem e permanecer em Cristo agradam a Deus. Suas vidas se tornam um agradecimento constante à Sua graça. O novo nascimento e a vida santa são o culto que agrada a Deus.

ORAÇÃO: Senhor Jesus, obrigado por receber em si o julgamento que era para o mundo. Nós nos curvamos para você porque não teremos de enfrentar esse julgamento, pois estamos unidos a você pela fé. Você nos libertou da ira de Deus. Confessamos os nossos pecados diante de ti; nos purifique do desejo de pecar. Crie em nós os frutos do Espírito para que nossa vida possa exibir a adoração e louvor a Deus, o Pai celeste.

PERGUNTA:

  1. Por que os crentes em Cristo não serão julgados?

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on April 10, 2012, at 10:33 AM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)