Waters of Life

Biblical Studies in Multiple Languages

Search in "Portuguese":
Home -- Portuguese -- Acts - 054 (Beginning of Preaching to the Gentiles)
This page in: -- Arabic -- Armenian -- Azeri -- Bulgarian -- Cebuano -- Chinese -- English -- French -- Georgian -- Indonesian -- PORTUGUESE -- Russian -- Serbian -- Tamil -- Telugu -- Turkish -- Urdu? -- Uzbek -- Yiddish

Previous Lesson -- Next Lesson

ATOS - Na procissão triunfal de Cristo
Estudos nos Atos dos Apóstolos
PARTE 1 - A fundação da Igreja de Jesus Cristo em Jerusalém, Judéia, Samaria e Síria – Sob o amparo do Apóstolo Pedro, guiado pelo Espírito Santo (Atos 1 - 12)
B - A extensão do Evangelho da Salvação a Samaria e Síria, e o início das conversões dos Gentios (Atos 8 - 12)

9. O início da pregação aos Gentios através da conversão de Cornélio – o Centurião (Atos 10:1 - 11:18)


ATOS 10:17-33
17 E estando Pedro duvidando entre si acerca do que seria aquela visão que tinha visto, eis que os homens que foram enviados por Cornélio pararam à porta, perguntando pela casa de Simão. 18 E, chamando, perguntaram se Simão, que tinha por sobrenome Pedro, morava ali. 19 E, pensando Pedro naquela visão, disse-lhe o Espírito: Eis que três homens te buscam. 20 Levanta-te pois, desce, e vai com eles, não duvidando; porque eu os enviei. 21 E, descendo Pedro para junto dos homens que lhe foram enviados por Cornélio, disse: Sou eu a quem procurais; qual é a causa por que estais aqui? 22 E eles disseram: Cornélio, o centurião, homem justo e temente a Deus, e que tem bom testemunho de toda a nação dos judeus, foi avisado por um santo anjo para que te chamasse a sua casa, e ouvisse as tuas palavras. 23 Então, chamando-os para dentro, os recebeu em casa. E no dia seguinte foi Pedro com eles, e foram com ele alguns irmãos de Jope. 24 E no dia imediato chegaram a Cesaréia. E Cornélio os estava esperando, tendo já convidado os seus parentes e amigos mais íntimos. 25 E aconteceu que, entrando Pedro, saiu Cornélio a recebê-lo, e, prostrando-se a seus pés o adorou. 26 Mas Pedro o levantou, dizendo: Levanta-te, que eu também sou homem. 27 E, falando com ele, entrou, e achou muitos que ali se haviam ajuntado. 28 E disse-lhes: Vós bem sabeis que não é lícito a um homem judeu ajuntar-se ou chegar-se a estrangeiros; mas Deus mostrou-me que a nenhum homem chame comum ou imundo. 29 Por isso, sendo chamado, vim sem contradizer. Pergunto, pois, por que razão mandastes chamar-me? 30 E disse Cornélio: Há quatro dias estava eu em jejum até esta hora, orando em minha casa à hora nona. 31 E eis que diante de mim se apresentou um homem com vestes resplandecentes, e disse: Cornélio, a tua oração foi ouvida, e as tuas esmolas estão em memória diante de Deus. 32 Envia, pois, a Jope, e manda chamar Simão, o que tem por sobrenome Pedro; este está em casa de Simão o curtidor, junto do mar, e ele, vindo, te falará. 33 E logo mandei chamar-te, e bem fizeste em vir. Agora, pois, estamos todos presentes diante de Deus, para ouvir tudo quanto por Deus te é mandado.

Deus não é um filósofo, tecendo pensamentos longe da verdade. Quando Deus falou com Pedro em um transe, os servos de Cornélio, o centurião, já estavam em seu caminho para ele. Procuravam a casa de Simão, o curtidor, e o encontraram rapidamente, a ser conduzido pelo mau cheiro de couro. Quando chegaram eles pediram Simon para seu convidado, o homem de Deus.

Pedro, por sua vez, ainda estava ponderando o significado da visão que ele não tinha entendido. Esfregando os olhos, ouviu alguém chamá-lo da estrada. Enquanto ainda em transe celestial, de repente, viu que ele era soldado, a quem ele havia chegado primeiro pensamento para levá-lo para a prisão. O Espírito Santo falou aos mais corajosos entre os apóstolos, dizendo: "Abra os olhos e ver como a visão de Deus vai se tornar uma realidade visível. Deus estava com aquelas pessoas imundo, e foi chamá-los para si mesmo: Eis que, Pedro, estou lhe enviando para os gentios. Não os considere como imundos, pois eu os amo e os tenho purificado.

Pedro não fugiu dos soldados, mas obedeceu a voz de Deus. Ele foi com os soldados Romanos, livres de preocupação ou medo. Ele se apresentou a eles e perguntou sobre a razão da sua vinda. Disseram-lhe que um anjo brilhante apareceu a Cornélio, um oficial de fiéis, que, voluntariamente, deu esmola aos membros piedosos do Antigo Testamento. Ele enviou-os a perguntar a Pedro para vir a sua casa para que ele possa ouvir palavras divinas dele.

Quando Pedro ouviu isso, ele convidou-os para dentro da casa, apesar da proibição da lei, que as apresente uma noite completa. Ele se ajoelhou e orou a Deus, buscando Sua orientação, pois ele ainda não conhecia nem o que Cristo queria que ele fizesse, nem as palavras que ele deve falar com Cornélio, o gentio. Ele só compreendeu que Deus estava de alguma forma quebrar proibições legais através desta visão repetida três vezes. Como Cornélio submetidos obedientemente à orientação de Deus, assim, também, Pedro submetidos à orientação do Espírito Santo, apesar de sua consciência, que ainda estava ligado pelas tradições da lei.

Na manhã seguinte, ele começou sua jornada ao longo da costa palestina, viajando para o sul para leste e, finalmente, a Cesaréia. Pedro pediu alguns dos irmãos para acompanhá-lo como testemunhas. Ele sentiu o começo de algo além da compreensão. O apóstolo não desejo de experimentar essas verdades divinas por si mesmo, mas procurou testemunhas, que poderiam esclarecer mais tarde desenhos de Cristo através do testemunho pessoal.

Depois de um passeio de um dia a procissão chegou ao seu destino em Cesaréia, na manhã seguinte. O oficial havia calculado a data prevista de chegada de Pedro, pois ele estava convencido de que o apóstolo iria imediatamente e obedecer à voz de Cristo. Ele convidou seus parentes e amigos para ele, que veio no vestido inteiro. Sentaram-se juntos em oração, esperando com grande expectativa o evento para vir com eles.

Quando Pedro chegou Cornélio não encontrou um anjo brilhante, ou um filósofo genial, ou um profeta com uma auréola ao redor de sua cabeça. Ele encontrou-se um simples pescador. Apesar disso, o oficial veio para frente para adorá-lo, sabendo que Deus exigiu completa submissão. A adoração de Cornélio de Pedro era uma expressão de sua relação profunda de Deus, refletida em reverência para o embaixador do Todo-Poderoso estava mandando para ele.

Pedro, no entanto, recusou todas as honras que lhe é destinado. Suas primeiras palavras foram para o oficial "Levante-se". Levante-se rapidamente, pois não sou um deus, mas apenas um homem como você. “Este é o princípio de cada embaixador de Cristo, para cada bispo e papa. Nenhum homem é digno de ser adorado, pois todos nós somos pecadores justificados. Pedro não esqueceu sua vida anterior como um áspero, palavrões, depravado, deitado pescador. O Senhor, porém, teve misericórdia dele, e encarregou-o de falar ao povo e do Conselho Superior judaica. Agora Ele estava mandando-o para pregar aos gentios. Ele impedido de Cornélio endeusamento e honrá-lo. Após uma breve conversa, os dois entraram na casa, onde a multidão estava esperando, esperando um milagre divino na mão do apóstolo. Havia um grande número de pessoas lotaram a sala - todos os gentios, a quem os judeus desprezavam”.

Pedro superou o sentimento nele de ódio contra os presentes. Ele explicou a eles no início que a lei judaica tornou tabu para um judeu associar com ou visitar as pessoas de outra nação. No entanto, ele tinha recebido um novo mandamento de Deus, dizendo que ele não deve considerar qualquer homem impuro ou comum. Pedro ainda não sabia do que ele deve dizer ou fazer, mesmo quando ele finalmente sentou-se com essas pessoas. O pensamento de pregar aos gentios era estranho e incompreensível para este cristão de origem judaica. Ele pediu aos presentes o que queriam dele. Eles estavam todos atônitos, porque este homem de Deus estava buscando ouvir seus pensamentos. Em seguida, Cornélio começou a falar. Ele recontou a história de seu encontro com o anjo há quatro dias, acrescentando uma grande declaração: ". Agora estamos presentes para ouvir a revelação exatamente como dado a você por Deus".

Esta é a mesma pergunta você se depara com - de seus alunos, vizinhos e amigos: Qual é o seu testemunho? Qual é o seu conhecimento de Deus? Você tem alguma mensagem para dizer? Ou você está silenciosa como um peixe? Você já experimentou ou aprendeu alguma coisa sobre Deus? Se você tem, então, falar, e não ficar em silêncio.

ORAÇÃO: Senhor Jesus Cristo, nossos corações são lentos para compreendê-lo e nossas mentes são teimosas e ignorantes. Abra nossos olhos para ver todo homem que anseia por amor do testemunho da tua salvação. Ensina-nos a obedecer à orientação do seu Espírito Santo imediatamente, para que possamos encontrar aqueles que têm fome de justiça e vê-los cheios de Sua salvação.

PERGUNTA:

  1. O que fez Cornélio, o oficial romano, querer adorar Pedro, o pescador? Por que Pedro o impediu?

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on September 27, 2012, at 11:47 AM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)