Waters of Life

Biblical Studies in Multiple Languages

Search in "Portuguese":
Home -- Portuguese -- Acts - 013 (Peter’s Sermon at Pentecost)
This page in: -- Arabic -- Armenian -- Azeri -- Bulgarian -- Cebuano -- Chinese -- English -- French -- Georgian -- Indonesian -- PORTUGUESE -- Russian -- Serbian -- Tamil -- Telugu -- Turkish -- Urdu? -- Uzbek -- Yiddish

Previous Lesson -- Next Lesson

ATOS - Na procissão triunfal de Cristo
Estudos nos Atos dos Apóstolos
PARTE 1 - A fundação da Igreja de Jesus Cristo em Jerusalém, Judéia, Samaria e Síria – Sob o amparo do Apóstolo Pedro, guiado pelo Espírito Santo (Atos 1 - 12)
A - O Crescimento e Desenvolvimento da Igreja Primitiva em Jerusalém (Atos 1 - 7)

6. O Sermão de Pedro em Pentecostes (Atos 2:14-36)


ATOS 2:24-28
24 Ao qual Deus ressuscitou, soltas as ânsias da morte, pois não era possível que fosse retido por ela; 25 porque dele disse Davi: Sempre via diante de mim o Senhor, Porque está à minha direita, para que eu não seja comovido; 26 por isso se alegrou o meu coração, e a minha língua exultou; E ainda a minha carne há de repousar em esperança; 27 pois não deixarás a minha alma no inferno, Nem permitirás que o teu Santo veja a corrupção; 28 fizeste-me conhecidos os caminhos da vida; Com a tua face me encherás de júbilo.

O triunfo de Deus sobre a morte é o estandarte dos Cristãos. O símbolo desse triunfo é Cristo, que ressuscitou dos mortos. Cristo vive e nunca vai morrer. Ele é a garantia da nossa ressurreição e a segurança para a nossa vida eterna.

Pedro abertamente testemunhou o prevalecer de Deus sobre a oposição dos Judeus. Deus aceitou o que eles tinham rejeitado e ressuscitou o homem desprezado de Nazaré. Ele retirou dele os laços da morte (Salmos 18: 5-6), pois era impossível para a sepultura o detivesse. Ele é santo, então a morte não tinha poder sobre ele. Jesus morreu por nossos pecados e ressuscitou por causa da nossa justificação. Esta ressurreição de Cristo significa o julgamento dos Judeus. Ao mesmo tempo, ela foi o maior dos confortos para os Cristãos.

Depois disso, o Espírito Santo esclareceu, através de Pedro, como o rei Davi havia visto os mistérios da Santíssima Trindade através da visão de Cristo. Ele confessou que o Filho viu o Pai antes dele em todos os momentos, revelado em toda a Sua glória. Jesus foi o último Adão, o prazer de Deus e Sua verdadeira imagem. Ele estava cheio de poder, beleza e glória, vive com Deus em uma união de harmonia, sempre fazendo a vontade de Seu Pai.

Antes da crucificação, o filho viu o pai à sua mão direita. Sabemos também que depois de Sua ascensão Ele sentou-se à mão direita de Seu Pai. Mais uma vez, vemos cada Pessoa da Santíssima Trindade com humildade e honra incessantemente ao outro, em relação a Si mesmo para ser o mínimo. Nesta profecia de Cristo vemos que Ele continuaria no triunfo de Deus e não seria incomodado por vê-Lo. Como nós, também, necessidade de olhar para o nosso Pai em todos os momentos, de modo que nós não podemos cair em tentação.

A relação estreita e permanente entre o Pai e o Filho não pode ser perturbada por orgulho ou pecado, mas continua cheio de alegria, amor, prazer e alegria. O próprio Deus proclamou que Ele era o Deus de prazer quando disse: "Você é o meu Filho amado, em ti me comprazo. Não há tristeza, pois a alegria do Senhor é a nossa força".

Antes de ser crucificado, Cristo como o Cordeiro de Deus, viu a morte que viria sobre ele. Sua visão, no entanto, estendeu para além da morte para o reino eterno. Ele não morreu sem esperança na cruz, mas manteve-se imperturbável na esperança. Ele sabia que o Seu Espírito e alma não permaneceriam presos com os mortos, porque Ele havia se comprometido nas mãos de Deus. Davi profetizou que o corpo de Jesus não veria a corrupção, porque Ele é santo. Isto se tornou a esperança dos Cristãos, pois sabem que seu corpo também seria santificado e levantado. Seu perdão é completo e totalmente purifica seu corpo. A limpeza é um dom do Criador. A ressurreição de Cristo é a nossa energia, alegria, e o motivo de nossa ação de graças. Jesus conhecia todos os mistérios e as formas de vida eterna, para que Ele poderia dizer: "Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em Mim, ainda que morra, viverá. E quem vive e crê em mim nunca morrerá". Em Cristo vemos a ressurreição de todos os crentes em breve. Ele tornou-se o doador de vida a todos os Seus seguidores. Sem ele e fora dele extensões não há vida verdadeira.

No último dia Cristo vai ter uma grande abundância de alegria quando vê que Sua morte resgatou milhões de pessoas. Sua morte deu-lhes a vida para continuar com Ele, unidos diante do trono da graça. Além disso, o Espírito Santo os fez membros de Seu corpo espiritual, trouxe-os para a realidade do amor de Deus, e revelou a verdade da vida eterna. Nossa fé é muito grande, de fato, pois é fundada sobre a alegria, alegria e esperança.

ATOS 2:29-32
29 Homens irmãos, seja-me lícito dizer-vos livremente acerca do patriarca Davi, que ele morreu e foi sepultado, e entre nós está até hoje a sua sepultura. 30 Sendo, pois, ele profeta, e sabendo que Deus lhe havia prometido com juramento que do fruto de seus lombos, segundo a carne, levantaria o Cristo, para o assentar sobre o seu trono, 31 nesta previsão, disse da ressurreição de Cristo, que a sua alma não foi deixada no inferno, nem a sua carne viu a corrupção. 32 Deus ressuscitou a este Jesus, do que todos nós somos testemunhas.

Em seu sermão Pedro dirigiu-se aos ouvintes como irmãos, mesmo que ainda não haviam se juntado à família de Deus. Ele viu, no entanto, o Espírito Santo trabalhando em seus corações. Ele deixou claro para eles que a profecia do rei Davi, mencionada em (Atos 2: 25-28), não pode se referir ao próprio rei, já que Davi, que era o pai de prole numerosa, tinha claramente morrido. Seu túmulo bem conhecido não havia permanecido vazio. Ele era um verdadeiro profeta, ungido com o Espírito Santo e recebeu uma promessa de Deus que nenhum outro profeta, rei ou sacerdote já recebeu. Esta profecia deixou claro que um de seus filhos também seria o Filho de Deus, cujo reino não será destruído (2 Samuel 7:12 - 14). Todos os Judeus conheciam esta promessa bem conhecida a respeito de Cristo, e esperavam ansiosamente e com expectativa por este Filho do Homem que será também o Filho de Deus. Os Escribas pensavam muito sobre o Cristo que vem. Eles pesquisaram as Escrituras para perceber que este divinamente Ungido também venceria a morte, pois Ele nasceria do Espírito Santo. Portanto, Seu corpo não poderia ser corrompido, e Sua alma não poderia permanecer vinculada pelo poder da morte. Seu reino é um reino eterno, porque ele havia superado o poder da morte. Ele não reinou como um rei, mortal temporal, pois Ele é o eterno Rei dos Reis, um com Deus, o Pai.

Então, impulsionado pelo Espírito Santo, Pedro testificou abertamente que o Jesus que foi crucificado e rejeitado é, de fato, o Filho prometido a Davi, o Rei eterno que Deus havia levantado. Pedro não temia seus inimigos, nem discutiria todos os assuntos com eles. No poder de Deus, ele simplesmente testemunhado o cumprimento desta grande verdade. Ele teve a vitória de Deus olhos e ouviu palavras de perdão por seus próprios pecados do Cristo vivo. Jesus comia junto com seus discípulos depois que Ele ressuscitou dos mortos. Ele se encontrou com eles em Seu corpo ressuscitado, e mostrou-lhes o sinal dos cravos em Suas mãos. O Filho de Deus não está morto, mas ressuscitou. Temos sido, queridos fiéis, verdadeiras testemunhas de Jesus?

Com esta declaração, a terceira parte do sermão do Espírito Santo chegou aos lábios de Pedro. Primeiro, ele esclareceu-lhes que o derramamento do Espírito Santo foi o cumprimento da profecia de Joel. Segundo, ele chamou os Judeus de os assassinos daquele que fora crucificado. Terceiro, ele provou a eles, pelas Escrituras, que Cristo havia verdadeiramente ressuscitado dos mortos.

ORAÇÃO: Senhor Jesus Cristo, Tu és o Príncipe da Vida. Nós Te adoramos e acreditamos em sua ressurreição e vida. Você é nosso Rei e Doador da Vida. Você é nossa única esperança. Preencha muitas pessoas com seu Espírito Santo e transformá-los para ti, para que eles possam viver.

PERGUNTA:

  1. O que Pedro quer esclarecer aos seus ouvintes ao mencionar a profecia de Davi?

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on September 27, 2012, at 11:25 AM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)