Waters of Life

Biblical Studies in Multiple Languages

Search in "Portuguese":

Home -- Portuguese -- John - 009 (The fullness of God in Christ)

This page in: -- Arabic -- Armenian -- Bengali -- Burmese -- Cebuano -- Chinese -- English -- Farsi? -- French -- Hausa -- Hindi -- Indonesian -- Kiswahili -- Kyrgyz -- Malayalam -- Peul -- PORTUGUESE -- Russian -- Serbian -- Spanish -- Tamil -- Telugu -- Turkish -- Urdu -- Uyghur -- Uzbek -- Vietnamese -- Yiddish

Previous Lesson -- Next Lesson

JOÃO – A Luz Resplandece nas Trevas
Um Curso de Estudos Bíblicos no Evangelho de Cristo segundo João

PARTE 1 – O Brilho da Luz Divina (João 1:1 – 4:54)
A – A Encarnação do Verbo de Deus em Jesus (João 1:1-18)

3. A plenitude de Deus mostrou-se na encarnação de Cristo (João 1:14-18)


JOÃO 1:15-16
15 João testificou dele, e clamou, dizendo: Este era aquele de quem eu dizia: O que vem após mim é antes de mim, porque foi primeiro do que eu. 16 E todos nós recebemos também da sua plenitude, e graça por graça.

João Batista anunciou em alta voz que o Cristo que chegou após ele, já existia antes dele, desta forma excedendo as genealogias temporais. Ao proclamar isso, João Batista defendeu a eternidade de Cristo. Ele deu testemunho verdadeiro de que Ele está acima do tempo, espaço e da perdição, que é um Deus incorruptível.

No deserto João Batista se angustiou ao ver a gravidade dos pecados dos homens. Ele os ensinou sobre arrependimento para a remissão de pecados. Mas, ao ver Jesus, seu coração saltou de alegria, porque Cristo nascera como homem eterno, cheio de verdade, de modo que a morte não tem poder sobre ele. A alegria da encarnação e de Seu nascimento se baseia na aparição da vida eterna de Deus em um corpo humano. Com isso começou a vitória da vida sobre a morte, porque nEle o pecado foi eliminado, e o pecado é a causa da morte.

Percebendo a profundidade da graça, João Batista exultou e magnificou a plenitude de Deus que estava presente em Cristo. Paulo confessou, “nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade, e estais perfeitos (i.e. ‘completos’) nele”. João resume essas verdades na grande frase “E todos nós recebemos também da sua plenitude, e graça por graça”.

O que é essa plenitude de Cristo e o que recebemos dele? Se você se lembrar da explanação de João sobre a pessoa de Cristo nos últimos 14 versos, você conhecerá a grandeza de sua personalidade e perceberá como o oceano de sua graça nos alcança diariamente.

Cristo é a Palavra de Deus procedente do Pai, tal como as palavras procedem da boca dos homens. Ele é o íntimo do coração de Deus e Sua vontade, essência e prazer. Tal como a palavra do Evangelho nos alcança, entra em nossas mentes e muita nossas vontades, Cristo também entra em nossos corações e nos muda segundo sua excelência. Não é por acaso uma graça super abundante?

Cristo é a Vida de Deus: os cientistas podem produzir casas, pontes e bombas muito grandes, mas ninguém pode criar a vida. Aos pais está confiado transmitir a sua descendência a vida que Deus lhes concede. Isso não é graça? E já que a vida terrena é passageira, Cristo abençoa seus servos com seu próprio Espírito, que é vida eterna. Todos os Cristãos compartilham a vida de Deus e nunca, jamais morrerão. Isso não é graça?

Cristo é a Luz do mundo. Ele é a vitória sobre as trevas e o criador da luz em meio à noite escura. Ele dá esperança ao mundo obscuro, dá força ao mundo que se rasteja em fraqueza. A luz de Cristo é capaz de inundar a escuridão de nosso mundo com seu brilho. Ele concede verdade e fidelidade nos meios políticos e nas fábricas, nas casas e nas igrejas, se os homens crerem nele. Isso não é graça sobre graça?

Jesus é o Criador do universo. Nele habita a plenitude do poder de Deus. Seus milagres são sinais que apontam para sua autoridade. Sua ressurreição dentre os mortos provou o poder de sua vida sobre a morte. Em seu corpo ele venceu as forças da gravidade e caminhou sobre as águas. Ele partiu o pãozinho e com ele alimentou cinco mil homens até que ficassem satisfeitos. Ele também sabe o número de fios de cabelos de sua cabeça. Quando você se prostrará diante de sua zelosa graça?

Você ainda quer saber mais sobre a plenitude de Cristo? Ele é o Senhor dos mundos. Todos os bens e riquezas, cada minuto de sua vida e até você mesmo pertencem a ele. Ele te fez é ele que te sustenta. Cristo possui tudo. Ele confiou seus benefícios em suas mãos para que você as administre por ele. Seus músculos, seus pensamentos e seus pais são presentes de seu Senhor com que Ele te regalou. Quando você O agradecerá por sua graça?

A coisa mais incrível sobre a encarnação e sobre o nascimento dEle é que a plenitude de Deus se fez carne em um bebê. Esse exato milagre foi profetiza por Isaías 700 anos antes de acontecer por inspiração do Espírito Santo, dizendo, “porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz” (Isaías 9:6). Infelizmente, os pensamentos do s homens são lentos demais para compreender que Deus em Cristo restaurou ao homem Sua pura imagem que o homem tinha no princípio da criação. Jesus é O glorioso sábio, ele é o conselheiro iluminado, o poderoso Deus eterno. Todos os atributos e dons de Deus estavam presentes no bebê na manjedoura. Você já percebeu a maravilhosa graça de Deus vinda a nós em Jesus? Agora podemos dizer: Deus está conosco!

Cristo não quer guardar sua excelência para si, caso contrário teria permanecido no céu. Ele veio para nosso mundo, se vestiu com carne humana e assumiu nossa semelhança para abrir-nos o caminho para o céu, para nos restaurar para seu Pai e para nos encher com sua plenitude. Similarmente, Paulo testemunha que o propósito de Deus é a presença de Sua plenitude na Igreja. Leia Efésios 1:23; 4:10 e Colossenses 2:10, e você louvará a Deus e exaltará a graça de seu Senhor. Não permanece na miséria de seus pecados, mas abra seu coração para a plenitude de Cristo. Se achegue ao bebê na manjedoura e múltiplas bênçãos virão a você. Ele te fará uma fonte de graça para todos à sua volta.

ORAÇÃO: Senhor Jesus Cristo, você é o filho de Deus. Todo amor, poder e verdade estão presentes em você. Nos prostramos diante de você e regozijamos, porque você não permanece distante de nós, mas vive conosco. Você nos ama. Você se fez homem e nos redimiu. Te agradecemos por nos conceder graça sobre graça.

PERGUNTA:

  1. O que se entende por plenitude de Cristo?

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on April 10, 2012, at 10:18 AM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)