Waters of Life

Biblical Studies in Multiple Languages

Search in "Portuguese":
Home -- Portuguese -- Acts - 019 (Peter’s Sermon in the Temple)
This page in: -- Arabic -- Armenian -- Azeri -- Bulgarian -- Cebuano -- Chinese -- English -- French -- Indonesian -- PORTUGUESE -- Russian -- Serbian -- Tamil -- Turkish -- Urdu? -- Uzbek -- Yiddish

Previous Lesson -- Next Lesson

ATOS - Na procissão triunfal de Cristo
Estudos nos Atos dos Apóstolos
PARTE 1 - A fundação da Igreja de Jesus Cristo em Jerusalém, Judéia, Samaria e Síria – Sob o amparo do Apóstolo Pedro, guiado pelo Espírito Santo (Atos 1 - 12)
A - O Crescimento e Desenvolvimento da Igreja Primitiva em Jerusalém (Atos 1 - 7)

10. O sermão de Pedro no templo (Atos 3:11-26)


ATOS 3:11-16
11 E, apegando-se o coxo, que fora curado, a Pedro e João, todo o povo correu atônito para junto deles, ao alpendre chamado de Salomão. 12 E quando Pedro viu isto, disse ao povo: Homens israelitas, por que vos maravilhais disto? Ou, por que olhais tanto para nós, como se por nossa própria virtude ou santidade fizéssemos andar este homem? 13 O Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, o Deus de nossos pais, glorificou a seu filho Jesus, a quem vós entregastes e perante a face de Pilatos negastes, tendo ele determinado que fosse solto. 14 Mas vós negastes o Santo e o Justo, e pedistes que se vos desse um homem homicida. 15 E matastes o Príncipe da vida, ao qual Deus ressuscitou dentre os mortos, do que nós somos testemunhas. 16 E pela fé no seu nome fez o seu nome fortalecer a este que vedes e conheceis; sim, a fé que vem por ele, deu a este, na presença de todos vós, esta perfeita saúde.

Quando as multidões sentem o poder em um determinado líder, elas correm para ele na esperança de receber o poder do seu carisma. Infelizmente, tem sido desde há muito tempo que a maioria dos líderes não revelam o poder de Deus para seus seguidores. Em vez disso, eles propagam e disseminam seus próprios poderes. Eles prometem a seus seguidores a esperança de ouro e prata, mas nunca a cumprem.

Pedro foi surpreendido pela atitude dos Judeus, que não reconheceram a verdade nem o poder de Deus que neles trabalhou. Assim, ele primeiro escolheu libertá-los de honrar sua pessoa. Eles não deveriam confiar em seus dons, mas no dom de Deus apenas. É como diz o Senhor: "Maldito o homem que confia no homem". Pedro declarou que nem o poder humano, nem a religiosidade poderiam remover o pecado ou curar os doentes. Os homens são totalmente inúteis.

O apóstolo apontou para único homem que pode dar o poder ao mundo perturbado e também esperança. Este homem é Jesus de Nazaré. Pedro não o chamou de Cristo, mas usou a palavra "Servo de Deus" para descrevê-lo, que em Grego significa o escravo de Deus. Ao mesmo tempo, ele se refere à submissão de Cristo ao Pai, pois é em Sua submissão voluntária que vemos a perfeição de Cristo e triunfo. O Filho de Deus feito si mesmo se esvaziou, mas tornou-se um homem e se humilhou, tomando a forma de servo, tornando-se obediente ao Pai vai mesmo ao ponto da morte, a morte de cruz. Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e Lhe deu o Nome que está acima de todo nome (Fp 2:7-9). Foi logo para Pedro dizer que Deus tinha glorificou seu servo Jesus, para a glorificação do nome de Jesus Cristo é o trabalho final do Espírito Santo, que é Ele mesmo Deus.

Pedro não falar em nome de uma imperceptível, Deus grande desconhecido, mas chamado de Deus o Deus de Abraão, Isaque e Jacó. Ele se manifestou aos patriarcas, a quem ele mesmo havia escolhido. O Deus dos pais da nação levantou seu servo Jesus dentre os mortos. A eficácia deste evento divino formou a bandeira sobre a pregação dos apóstolos. Jesus, o crucificado não tinha permanecido na sepultura, mas subiu para viver para sempre. Os apóstolos tinham sido testemunhas oculares, que tinha visto e falado com ele. Eles testemunharam a certeza da Sua ressurreição e corpo glorificado depois de sua morte na cruz.

O Espírito Santo não está satisfeito em simplesmente mostrar a graça e triunfo de Deus. Ele sempre ataca os pecados mais íntimos do homem, pois o Espírito de Deus é santo. A nação judaica não recebeu o Escolhido de Deus, mas se recusou e negou, apesar de o governador romano tinha o considerou inocente. Eles insistiram que o governador pagão torcer a verdade e crucificar o Filho de Deus. Seu endereço para os governantes judeus era falado não muito longe da Torre de Antónia, com vista para o espaço aberto do templo, onde Jesus já havia ensinado no Pórtico de Salomão. Os ouvintes sentiram a injustiça que havia cometido, onde até mesmo esses prédios foram testemunhas contra eles. Pedro, que tinha se tornado o pescador de homens, continuou seu discurso. Ele removeu o véu de piedade falsa dos rostos dos assassinos. Ele bateu-os como aqueles que recusaram o Cordeiro de Deus, escolhendo Barrabás em vez disso, que tinha sido um assassino e bandido. Esta escolha revelou o seu espírito do mal e disposição mental reprovável.

O Espírito Santo pediu Pedro ao chamado de Cristo, que nasceu do Espírito Santo, "o Santo", que passou a suportar o pecado do mundo inteiro. Um inocente foi esta a vida de Deus encarnado, e aquele que continua sem pecado nunca deve morrer. No entanto, na morte de Jesus a coisa impossível havia acontecido: o Príncipe da Vida mesmo havia morrido. Em esclarecer a essência de Jesus, Pedro não usar o título "Cristo", ou "Filho de Deus", mas colocou o significado todo contido nestes títulos em nome de um "Jesus".

O orador prosseguiu com sua acusação dos assassinos, dizendo: "Deus amou Jesus de Nazaré, mas você resistiu Espírito de Deus e matou o Filho amado do Santo. Está criminosos, inimigos de Deus, e seus adversários. Você veio ao templo para orar e receber a bênção, mas Deus não responde suas orações, para que você matou Jesus, Servo justo de Deus.

Depois disso, a testemunha sem instrução testemunhou que Deus tinha atingido a mão, não para levar a nação a Moisés, Elias ou João Batista, mas para Jesus, que tinha sido desprezado, atormentado, e, finalmente, morto pelos judeus. A ressurreição de Jesus foi a prova da Sua santidade, de acordo com a vontade de Deus e prazer. O Senhor Jesus está vivo, presente, e perto de nós. Testemunho de Pedro confirma que Cristo não decadência no túmulo, como todos os outros homens fazem, mas arrematar os laços da morte. Ele agora mora na glória de Deus Pai.

Para confirmar esta mensagem assustadora para os judeus, Pedro se referiu a seus ouvintes que o homem curado de pé no meio deles, um que tinham conhecido por longos anos. Seus ossos renovado o tônus muscular e endireitou foi o certificado de validade o testemunho de Pedro, uma prova da ressurreição de Cristo.

Lucas, o médico, esclareceu através do endereço de Pedro que a cura só vem pela graça. Até mesmo a fé em Jesus é um resultado da graça do Salvador para o homem. Fé em nome de Jesus significa uma confiança em Sua presença certeza, de Sua vontade salvífica, compromisso com Ele como o grande Médico, e o jejum segurando a Sua palavra entregue. Nome de Jesus é cheia de poder. Não há poder construtivo em nosso mundo, exceto que o nome original de Jesus. O Espírito Santo salva, cura e santifica através deste nome único e maravilhoso sozinho. Satanás tenta não pensar, de mil maneiras, a distorcer esse nome, fazer as pessoas esquecerem-lo ou trocá-lo por outros nomes de destaque. Agora, querido irmão, certifique-se que você é um ouvinte da verdade. No Homem Jesus de Nazaré habitou toda a plenitude da divindade. Aquele que se compromete a Ele experiências Seu poder. Poder eterno de Deus se aperfeiçoa na nossa fraqueza.

Fé eficaz é um grande mistério, pois é a ousadia e confiança do crente que põe sua confiança totalmente em nome de Jesus. Sua confiança cresce através do seu olhar contínuo para o Salvador. Jesus espera que a sua fé indivisa, o seu jejum de participação para o Crucificado, e seu ser contratada pelo poder da Sua ressurreição. Venha para Jesus, pois Ele é o autor e consumador da sua fé. Perto dele sua alma recupera, seu espírito é atualizada, e a vossa vida está justificada. A tua fé te salvou.

ORAÇÃO: Senhor Jesus Cristo, nós Te agradecemos por revelar seu nome a nós e nos mostrar que você é Deus verdadeiro de Deus verdadeiro, uma essência única com o Pai. Em ti e por ti opera o poder do Poderoso. Não lance-nos fora da tua presença e não tire o Seu Espírito Santo de nós, mas encha-nos com a essência do Seu amor para que possamos continuar em seu poder e divulgar seu Nome por todo o mundo.'

PERGUNTA:

  1. Qual é o significado de "fé no nome de Jesus de Nazaré"?

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on September 27, 2012, at 11:27 AM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)