Waters of Life

Biblical Studies in Multiple Languages

Search in "Portuguese":
Home -- Portuguese -- John - 096 (The Holy Spirit reveals history's most significant developments)
This page in: -- Arabic -- Armenian -- Bengali -- Burmese -- Cebuano -- Chinese -- English -- Farsi? -- French -- Georgian -- Hausa -- Hindi -- Igbo -- Indonesian -- Javanese -- Kiswahili -- Kyrgyz -- Malayalam -- Peul -- PORTUGUESE -- Russian -- Serbian -- Somali -- Spanish? -- Tamil -- Telugu -- Thai -- Turkish -- Urdu -- Uyghur? -- Uzbek -- Vietnamese -- Yiddish -- Yoruba

Previous Lesson -- Next Lesson

JOÃO – A Luz Resplandece nas Trevas
Um Curso de Estudos Bíblicos no Evangelho de Cristo segundo João

PARTE 3 – A luz brilha no Círculo dos Apóstolos (João 11:55 – 17-26)
D – A despedida a caminho do Getsêmani (João 15:1 – 16:33)

4. O Espírito Santo revela os desenvolvimentos mais significantes da história (João


JOÃO 16:4-7
4 Mas tenho-vos dito isto, a fim de que, quando chegar aquela hora, vos lembreis de que já vo-lo tinha dito. E eu não vos disse isto desde o princípio, porque estava convosco. 5 E agora vou para aquele que me enviou; e nenhum de vós me pergunta: Para onde vais? 6 Antes, porque isto vos tenho dito, o vosso coração se encheu de tristeza. 7 Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei.

Inicialmente, Jesus não discutiu as dificuldades, sofrimento e a perseguição com os seus discípulos, e ele mostrou-lhes o céu aberto e os anjos subindo e descendo sobre o Filho do Homem. Eles estavam com alegria consciente do poder de Deus trabalhando em seu Filho para realizar milagres. Gradualmente, os fanáticos endureceram suas atitudes contra ele e as multidões o abandonaram por medo dos Judeus. Nenhum deles foi deixado com ele, exceto os seus discípulos, a quem ele estava prestes a deixar em seu caminho com o Pai celeste. Então ele falou de perseguição e morte, o que os deixou ainda mais tristes. Eles não podiam perceber o objetivo ou sentido de que isto seria um incentivo futuro. Mas eles perceberam que ele não disse nada sobre sua própria dor, tortura e morte, ele só falou sobre sua saída ao Pai em termos positivos. Eles perguntaram: "Aonde você vai?". Eles não tinham o desejo de vê-lo subir ao céu, preferindo-lhe que ficasse com eles. Jesus respondeu claramente que era necessário deixá-los, porque sem a cruz, o Espírito não seria dado. Somente através da reconciliação de Deus com o homem, e da expiação do pecado pela morte do Cordeiro de Deus de forma indireta, o reservatório do poder de Deus se abriria e viria sobre os seus seguidores. Jesus cumpriu toda a justiça para que a vida e o amor de Deus pudessem ser derramados sobre eles. A morte de Jesus é a base da Nova Aliança, e lhe dá o direito à comunhão com Deus. O Espírito Santo alcança este resultado e te conforta, assegurando-lhe que Deus está com você e em você.

JOÃO 16:8-11
8 E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo. 9 Do pecado, porque não crêem em mim; 10 da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais; 11 e do juízo, porque já o príncipe deste mundo está julgado.

O Espírito pode confortar os discípulos, pois ele abre os olhos dos crentes e julga o coração dos incrédulos com base nestes princípios.

O Espírito nos ensina o significado do pecado e sua extensão. Antes da vinda de Cristo, o pecado era a transgressão dos mandamentos da lei e uma falha para realizar a vontade de Deus. Isto é considerado como uma rebelião e uma falta de confiança e amor - a vida sem Deus e contra ele. Todos os pecados, sejam eles morais, sociais ou espirituais, eram consideradas como uma violação da majestade de Deus. Após a cruz, este significado ganhou mais um ponto, que é a rejeição de Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, ou em outras palavras, rejeitando livre graça de Deus. Quem esquece o perdão gratuito de Jesus, blasfema contra o Santo, e quem não acredita em Deus como Pai e Seu Filho Jesus é um inimigo da Santíssima Trindade. Deus é amor, e todo aquele que rejeita o amor retratado em Cristo comete o pecado mortal que o separa da salvação.

Na cruz, Cristo completou a salvação do mundo. Ele não precisa morrer de novo, pois ele perdoou todos os homens, todos os seus pecados de todos os tempos. Todos são justificados pela graça no sangue de Cristo. Assemelha-se ao sumo sacerdote, seu ministério é composto por três fases: primeiro, a morte do sacrifício. Em segundo lugar, a oferta do sangue no Santo dos Santos, de pé para a realização da expiação diante de Deus. Em terceiro lugar, colocando a bênção sobre as multidões de crentes esperando por ele. Tudo isso fez Jesus. Com esta oferta que ele derrama a bênção do Espírito Santo para nos assegurar que somos justos. A ressurreição e ascensão de Cristo completa a nossa justificação iniciada na cruz.

Jesus não vê o objetivo de julgamento do mundo como um mero lançar de descrentes no fogo do inferno, mas também vê a conclusão desse julgamento na destruição de Satanás e de sua escravidão. Ele é aquele que afasta a humanidade da comunhão e do amor de Deus. Prendeu-os nas cadeias do ódio, tornando-os seus filhos cheios de planos. Jesus em sua existência terrena andou em mansidão e condenou o orgulho. O amor do Filho desarmou o Maligno. Quando Jesus entregou seu espírito nas mãos do Pai, ele superou a melancolia que Satanás espalha. Jesus é o conquistador, apesar da sua aparente fraqueza. Sua fidelidade até a morte era um juízo sobre o vencido Satanás. Vivemos numa época em que esta vitória está em vigor. Nós oramos ao Pai, "Não nos deixe cair em tentação, mas livra-nos do mal", como vivenciamos os resultados da vitória de Cristo em sua proteção e garantia.

ORAÇÃO: Obrigado, Senhor Jesus, porque você tem combatido o bom combate, e manteve-se fiel no amor, humildade e esperança. Agradecemos também que você se aproximou do Pai e completou a nossa justificação. Nós exultamos e te louvamos com aleluias, porque você colocou as bênçãos de seu sacrifício em nós pelo Espírito Santo. Mantenha-nos o amor da sua justiça, para que o inimigo não possa nos dominar. Salvai-nos de Satanás, que o seu Reino venha e o nome do Pai seja santificado em todo o mundo.

PERGUNTA:

  1. O que o Espírito Santo faz no mundo?

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on April 10, 2012, at 11:47 AM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)