Waters of Life

Biblical Studies in Multiple Languages

Search in "Portuguese":
Home -- Portuguese -- Revelation -- 026 (Read the Book of Revelation Prayerfully)
This page in: -- Arabic -- Armenian -- Bulgarian -- English -- French? -- German -- Indonesian -- Polish? -- PORTUGUESE -- Russian -- Yiddish

Previous Lesson -- Next Lesson

APOCALIPSE - Eis que cedo venho
Estudos no Livro do Apocalipse
LIVRO 1 - EIS QUE VENHO EM BREVE! (APOCALIPSE 1:1 - 3:22)
PARTE 1.2 A PRIMEIRA VISÃO E SUAS CONSEQUÊNCIAS SOBRE A TERRA: A APARIÇÃO DO FILHO DO HOMEM PARA SANTIFICAR SUAS IGREJAS (APOCALIPSE 1:9 - 3:22)
PARTE 1.2.3 QUEM TEM OUVIDOS, OUÇA O QUE O ESPÍRITO DIZ ÀS IGREJAS (APOCALIPSE 3:22)

Introdução: Leia o livro do Apocalipse em espírito de oração


4. O remédio de Jesus para cada uma de suas sete igrejas

(Cinco chamados ao arrependimento, cinco palavras de ameaça e cinco palavras de encorajamento).

Quem estudar as sete cartas da igreja cuidadosamente descobrirá que Jesus confrontou abertamente cinco dos sete líderes da igreja com um chamado ao arrependimento. Mas porque Ele sabia que os chamados ao arrependimento muitas vezes passam despercebidos, ou não trazem nenhuma mudança duradoura após um entusiasmo inicial, o Senhor seguiu falando palavras fortes de ameaça às cinco igrejas. Ele estava determinado a trazer imediatamente uma mudança de caráter em Seus líderes de igreja. Por amor, teve de lhes falar com severidade e agudeza. Ele não parecia trazer julgamento final, mas trazer mudança, melhoria e santificação às Suas igrejas na Ásia Menor. Por amor, Ele aplicou primeiro a bronca aos responsáveis. A palavra grega para "arrepender-se" significa "mudar de ideia", enquanto na língua semita significa "dar a volta e voltar atrás". Uma mudança fundamental de mentalidade deve ocorrer na vida de cada servo piedoso, que se manifesta visivelmente no seu afastamento consciente dos seus pecados.

A fim de trazer esta mudança de mentalidade, Jesus abriu as deficiências e pecados de seus líderes da igreja: Somente após o reconhecimento de um pecado pode haver uma mudança de mentalidade. O arrependimento em relação à transgressão exposta ou à fraqueza de caráter deve, por amor a Jesus, ser rápido em seguir no poder do Seu Espírito Santo. É o Espírito de Cristo que nos purifica e nos conduz à santificação. Se os líderes da igreja não se deixam santificar, como é que os membros da igreja virão a mudar os seus caminhos? O abandono do pecado, a mudança de caráter, a negação de si mesmo e a vinda para odiar a podridão do "Eu, Eu Mesmo e Eu" é um processo longo e contínuo. Vai de mãos dadas com uma renovação da mente e com a criação do novo homem. Quem quiser guardar a sua vida, perdê-la-á; mas quem perder a sua vida, por amor de Jesus, encontrá-la-á.

Em essência, o chamado para se arrepender e mudar significa uma escolha entre morte e vida, e não uma reeducação ou melhoria. Jesus quer instalar-se nele e superar as suas fraquezas humanas com o poder divino. Paulo escreve: "Trabalhai a vossa própria salvação com temor e tremor, porque é Deus quem opera em vós tanto para querer quanto o efetuar, segundo a sua boa vontade" (Filipenses 2:12-13). O segundo nascimento do homem pela graça de Cristo é a meta e a essência do arrependimento.

Jesus escreveu pessoalmente a cada um dos líderes da Igreja:

A Éfeso (Apocalipse 2:5): Arrependei-vos e fazei as primeiras obras, senão irei ter convosco depressa e tirarei o vosso candelabro do seu lugar.
Para Pérgamo (Apocalipse 2:16), o Senhor chamou o pastor a cessar imediatamente a sua falsa tolerância e a arrepender-se de permitir que o sincretismo entrasse na sua igreja. Se não o fizesse, o próprio Senhor viria e lutaria pessoalmente contra os misturadores sincretistas da religião com a espada da Sua boca'
Para Tiatira (Apocalipse 2:22-24), a líder da igreja não foi pessoalmente chamada para se arrepender, mas sim, Isabel, a ativista feminista e praticante de ocultismo. O Senhor deu-lhe tempo para se arrepender, mas ela não quis. É por isso que Ele teve que afligi-la com uma doença mortal, e lançar aqueles que cometeram adultério com ela em grande tribulação. As crianças destes sindicatos morreram na miséria. A mulher endureceu ainda mais o seu coração e não quis se arrepender. É por isso que ela ficou sob o julgamento do Filho de Deus.
Para Sardis (Apocalipse 3:3), Jesus ordenou ao líder espiritualmente morto que se arrependesse, na medida em que Ele devia recordar a alegria da graça e recordar a paz que tinha vindo de Deus no dia da sua conversão. Se não, o Senhor viria a ele como um ladrão na noite e o roubaria da pouca alegria e paz que lhe restava da lembrança de sua salvação.
Para Laodiceia (Apocalipse 3:16), o Senhor imediatamente ameaçou o líder da igreja, abertamente e com toda a firmeza, de vomitá-lo da Sua boca e discipliná-lo pelo seu amor ao dinheiro mais do que ele amava e confiava em Deus. Somente depois que Jesus o convocou para comprar bens espirituais Dele, seu Salvador, é que Ele finalmente o convidou a arrepender-se.

O arrependimento não vai de acordo com um determinado plano; em todos os casos, porém, leva à bênção. O Senhor queria, em todas as circunstâncias, que a ofensa na vida dos pregadores desaparecesse, para que as igrejas individuais não fossem enganadas pelo seu exemplo.

Em duas igrejas Jesus não chamou Seus mensageiros ao arrependimento; muito mais, Ele os encorajou a não se cansarem em sua raça, para que não perdessem a coroa da vida (Esmirna: Apocalipse 2:10; Filadélfia: Apocalipse 3:10-11).

Três líderes de igreja, que foram chamados para se arrependerem, também ouviram palavras de encorajamento: Tiatira (Apocalipse 2:24-25), Sardis (Apocalipse 3:4) e Laodiceia (Apocalipse 3:18-20).

Ao todo, o Senhor chamou cinco vezes ao arrependimento e ameaçou cinco vezes com consequências amargas, caso o arrependimento não se concretizasse. Além disso, cinco vezes em Suas sete cartas, Ele confortou os líderes da igreja e os encorajou em suas provações.

ORAÇÃO: Senhor Jesus, Libertador da ira de Deus, nós Te agradecemos porque Tu chamaste a maioria dos Teus servos para se arrependerem. Você insistiu com alguns deles e encorajou outros. Educaste os Vossos servos por amor e escrevestes a cada um deles, pessoalmente, uma mensagem para o seu remédio espiritual. Não permita que permaneçamos negligentes em nossos serviços, mas complete Sua educação em nós para que Você possa colher de nós Seus próprios frutos do Seu Espírito Santo.

PERGUNTA:

  1. Quantas vezes Jesus chamou os ministros para se arrependerem em Suas sete cartas?

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on November 09, 2020, at 03:04 AM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)