Waters of Life

Biblical Studies in Multiple Languages

Search in "Portuguese":
Home -- Portuguese -- John - 121 (Jesus appears to the disciples)
This page in: -- Arabic -- Armenian -- Bengali -- Burmese -- Cebuano -- Chinese -- English -- Farsi? -- French -- Georgian -- Hausa -- Hindi -- Igbo -- Indonesian -- Javanese -- Kiswahili -- Kyrgyz -- Malayalam -- Peul -- PORTUGUESE -- Russian -- Serbian -- Somali -- Spanish? -- Tamil -- Telugu -- Thai -- Turkish -- Urdu -- Uyghur? -- Uzbek -- Vietnamese -- Yiddish -- Yoruba

Previous Lesson -- Next Lesson

JOÃO – A Luz Resplandece nas Trevas
Um Curso de Estudos Bíblicos no Evangelho de Cristo segundo João

PARTE 4 - A luz vence as Trevas (João 18:1 – 21:25)
B – A Ressurreição e Aparição de Cristo (João 20:1 – 21:25)

2. Jesus aparece aos discípulos no cenáculo (João 20:19-23)


JOÃO 20:21
21 Disse-lhes, pois, Jesus outra vez: Paz seja convosco; assim como o Pai me enviou, também eu vos envio a vós.

Quando Jesus repetiu o seu "a paz esteja convosco", ele tinha a expiação dos pecados e à reconciliação na mente, mas queria que eles se tornassem construtores de paz para oferecer a salvação plena para a humanidade vil. Na cruz, Deus perdoou todos os homens de seus pecados. Esta nova realidade assegura o perdão para os criminosos, e a promessa de anulação acórdão para os crentes, e a esperança de liberdade de perecer. Jesus enviou seus discípulos ao mundo para pregar a paz de Deus aos pecadores.

Todos os que são salvos pela graça de Deus são alterados no coração e perdoarei os seus inimigos como Deus os perdoou. Ele vai escolher a suportar a injustiça, ao invés de agirem injustamente si mesmo. Assim, ele vai espalhar o aroma do céu em seu próprio ambiente, como Jesus expressou: "Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus". Nosso objetivo no evangelismo não é mudar as circunstâncias ou trazer a paz superficial entre as nações, mas sim, nós rezamos pela vida para ser transformada, e os corações de pedra mudaram com a maciez. Por essa transformação mudanças políticas ocorrerão.

Jesus ressuscitou o papel do ministério para os seus discípulos para seu padrão, "Como o Pai me enviou, também eu vos envio". Assim como Deus enviou seu Filho? Primeiro, como um filho, por outro lado, a proclamar a paternidade de Deus e sua santidade por palavras e obras e na oração. Em terceiro lugar, Jesus era o dono da palavra de Deus, transbordando de amor eterno. Nestes princípios, encontramos o sentido e o objetivo da evangelização. Com a sua morte, Jesus nos fez filhos de Deus que vivamos uma vida santa, irrepreensível diante dele em amor.

Os Cristãos são embaixadores de Cristo, justificado, santificado para representar a essência e o amor de seu Pai celestial. Esta é a essência da sua mensagem, que o Pai, pela morte de Cristo, tornou-os seus filhos. A cruz é a condição de seu novo estatuto, e a fé é o caminho para a adoção. Assim como Jesus nasceu para morrer como um sacrifício, assim também os seus seguidores ao vivo o sentido de sacrifício. Eles não se gabar, mas consideram-se servos do Altíssimo e de todas as pessoas. Seu Senhor os libertou de seus seres inferiores, para amar como Ele amou.

ORAÇÃO: Senhor Jesus, te agradecemos, porque você nos chamou, nós, os indignos, para glorificar o Pai e seu Nome por nossos pensamentos, palavras e ações. Obrigado por perdoar os nossos pecados. Você nos santificar para difundir a sua paz aos corações dos outros. Oramos para que eles possam se tornar iluminados e viver verdadeiramente. Obrigado, ó Cristo, porque você nos fez filhos de seu amor, para que possamos amar e perdoar, como fez em misericórdia.

PERGUNTA:

  1. Para que os discípulos são enviados?

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on April 10, 2012, at 12:20 PM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)