Waters of Life

Biblical Studies in Multiple Languages

Search in "Portuguese":
Home -- Portuguese -- Do we Know the Holy Spirit? -- The Holy spirit and the Apostles
This page in: -- Arabic? -- English -- German -- Indonesian -- PORTUGUESE -- Russian
Nós conhecemos o Espírito Santo?
Uma pequena explicação para 335 textos bíblicos que falam do Espírito Santo
III. O Espírito Santo e os Apóstolos de Cristo

8. O Espírito Santo nas Epístolas do João e Judas

(escrito entre 90-95 d.C.)

I João 3:23-24
23 E o seu mandamento é este: que creiamos no nome de seu Filho Jesus Cristo, e nos amemos uns aos outros, segundo o seu mandamento. 24 E aquele que guarda os seus mandamentos nele está, e ele nele. E nisto conhecemos que ele está em nós, pelo Espírito que nos tem dado.

John, o mais jovem dos discípulos de Jesus, era, em contraste com o erudito de Torá, Paulo, bem como em relação ao escritor de Hebreus, que, obviamente, tinham conhecimento amplo de práticas de culto, em vez um evangelista meditativo e misticamente orientado. Ele foi capaz de ver coerências internas da vida espiritual.

Ele resumiu o ensinamento de seu amado Senhor em dois comandos: o primeiro exige de nós que "acreditar no nome de Jesus" e reconhecer que Ele é o Messias e Filho unigênito de Deus. Ligamos-nos a Ele através desta fé, no tempo e eternidade, por meio de sua nova aliança. O segundo exige comando de nós que nós, como Seus seguidores, amar uns aos outros, assim como Ele nos amou. Este amor se manifesta de estar pronto para servir os outros, em sacrificar-se para os outros, bem como no perdão exercício, assim como o Senhor nos perdoa.

Aquele que obedece e segue esses dois comandos recebe uma parte do mistério divino - que está em Deus, que Ele é Espírito, e que o Deus Todo-Poderoso tomou a morar nele. Esta garantia que recebemos através da habitação do Espírito Santo, que tem sido dado a nós por Deus três vezes santo. Este Espírito continua a ser o garante da verdade de que Deus permanece em nós.

I João 4:1-4
1 Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo. 2 Nisto conhecereis o Espírito de Deus: Todo o espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; 3 e todo o espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus; mas este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e eis que já está no mundo. 4 Filhinhos, sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo.

O apóstolo do amor de Deus foi testemunha um entre todos os evangelistas que mais claramente define o significado da verdade. Ele explicou-nos como podemos reconhecer o Espírito de Deus. Todo aquele que confessa que Jesus de Nazaré é o Messias prometido, em quem o Espírito de Deus se encarnou, é de Deus. Todo espírito que não trata de Jesus pelo seu nome, e nega ou esconde Sua encarnação, não é de Deus. Este é o espírito do anticristo, que os profetas do Novo Testamento em várias ocasiões, anunciou. Desde os dias de João, ele permanece escondido no mundo.

Quem leva esse discernimento de espíritos ao coração vai compreender a situação angustiante espiritual em Israel e no Islã. Ambos negam veementemente que o filho de Maria também era o Filho de Deus. Portanto, não devemos ficar surpresos com o que tudo acontece em Israel e nos países islâmicos. Na carta de João, ele deu mais indicações de como podemos reconhecer o espírito do Anticristo em nossa sociedade (1 João 2:18-19; 22-23). Igrejas liberais em nossa terra, assim, correm o perigo de abrir-se a este espírito demoníaco, perdendo assim o verdadeiro Espírito de Deus.

I João 4:6
Nós somos de Deus; aquele que conhece a Deus ouve-nos; aquele que não é de Deus não nos ouve. Nisto conhecemos nós o espírito da verdade e o espírito do erro.

John confessou ter uma experiência dolorosa pastoral, uma que o próprio Jesus teve, em várias ocasiões, de que falou. Nem toda pessoa é capaz de ouvir e entender a Sua palavra e da verdade. No entanto, aquele com os "ouvidos do coração" atentos, ouve a voz do Espírito Santo, e reconhece Deus como seu Pai, Salvador e Consolador. Jesus disse: "As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu as conheço, e elas me seguem" (João 10:27). Mas Ele também disse: "Por que não entendeis a minha linguagem? Porque você não é capaz de ouvir a minha palavra. Você é de seu pai ao diabo, e os desejos de seu pai que você quer fazer. Mas porque eu digo a verdade, você não acredita em mim "(João 8:43-45).

Quem ouve a voz de Jesus e com gratidão aceita o testemunho de Cristo, nosso Salvador, será dotado de Seu Espírito, que é o Espírito da Verdade. Todos os outros espíritos levar a humanidade ao erro. Aquele que rejeita Cristo como a verdade absoluta e pensa que ele vai encontrar uma melhor a verdade através de seus próprios esforços, cai de erro em erro e mentira a mentira! Segundo a Bíblia, mentiras são verdades, não só intencionalmente pervertido, mas também erros e falsos ensinos inspirados pelo pai da mentira. Isso ocorre não só na esfera da igreja, mas também na filosofia, na política e na sociedade.

I João 4:13-15
13 Nisto conhecemos que estamos nele, e ele em nós, pois que nos deu do seu Espírito. 14 E vimos, e testificamos que o Pai enviou seu Filho para Salvador do mundo. 15 Qualquer que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus está nele, e ele em Deus.

John consolidou o testemunho que ele foi acusado de e confessou: por isso sabemos que "nós permanecemos em Deus" e "Ele em nós", porque Ele nos deu uma parte do Seu Espírito. Além disso, o discípulo "a quem Jesus amava", confessou que tinha visto Jesus, o Filho de Deus, em Sua glória e em sua paixão, com seus próprios olhos. Ele havia compreendido que o Pai no céu havia enviado ao mundo como o único Salvador e único e Senhor dos senhores. Quem quer que tenha estudado a vida de Jesus e chegar a reconhecer e confessar que o Filho de Maria é o Filho de Deus, gerado pelo Espírito Santo, tem o privilégio de saber que ele permanece "em Deus", seu Pai celestial, e "Ele nele". Quem é que dá graças ao Pai e ao Filho, no Espírito Santo para este mistério eternamente válido? Aproveite o tempo e transformar seu precioso achado em louvor, agradecimento e adoração!

I João 5:4-8
4 Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé. 5 Quem é que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus? 6 Este é aquele que veio por água e sangue, isto é, Jesus Cristo; não só por água, mas por água e por sangue. E o Espírito é o que testifica, porque o Espírito é a verdade. 7 Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra, e o Espírito Santo; e estes três são um. 8 E três são os que testificam na terra: o Espírito, e a água e o sangue; e estes três concordam num.

John confessou a vitória abrangente de Jesus Cristo sobre o pecado, a morte e o diabo, que ele resume com o termo "o mundo". Quem se obriga pela fé ao Victor do Gólgota recebe uma parte em Sua vitória. Jesus nos permite ter uma parte em Seu poder de superação. Essa participação se torna nossa quando acreditamos nele sendo o Filho de Deus. Nossa fé em sua filiação divina tem parte na Sua vitória - não só no futuro, mas também no aqui e agora!

Jesus passou por três graves acontecimentos em sua vida: primeiro, em seu batismo na água no Jordão, Ele tomou sobre Si o pecado do mundo (João 1:29). Mais tarde, na cruz, Ele derramou Seu sangue por todos os pecadores para que Ele, como seu Cordeiro pascal, poderia salvá-los da ira de Deus (Mt 26:28, João 19:34-35). Depois de Sua ascensão ao céu, Ele derramou o Espírito Santo sobre toda a carne (Lucas 24:49, João 15:26, 16:7). Estes três testemunhas: A água do Jordão, Seu sangue na cruz, e Seu Espírito, juntas, formam a verdade, e concordo em seu desejo e no seu trabalho. Todo aquele que nega ou esconde até mesmo um desses três elementos fundamentais da nossa fé não se firmou na verdade, pois o Espírito de Deus é a verdade.

Judas 20-21
20 Mas vós, amados, edificando-vos a vós mesmos sobre a vossa santíssima fé, orando no Espírito Santo, 21 conservai-vos a vós mesmos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo para a vida eterna.

Judas, o irmão de Tiago (Judas 1), que se considerava muito insignificante para ser tratado como um irmão de Jesus (Marcos 6:3), tinha escrito para igrejas diferentes após a morte de seu irmão mártir. Para essas igrejas, que não tem o Espírito de Cristo, o sedutor liberal tinha penetrado, causando-lhes a tolerar dissipações sodomita (Judas 7).

Depois de ter denunciado, utilizando exemplos do Antigo Testamento, a impiedade dos sedutores, ele virou-se para abordar o núcleo da igreja. Ele os desafiou, usando poucas palavras, para batalhar pela verdadeira fé (Judas 3). Ele explicou que todo aquele que crê em Jesus também devem ser santos. Por assim dizer, ele confessou que "fé" no Novo Testamento e "pecar impensado" são irreconciliáveis​​. Ele então lembrou os fiéis a orar no Espírito Santo, em Sua direção e em Sua verdade. Além disso, ele desafiou os fiéis em Cristo para permanecer no amor de Deus - um amor que não vive para si, mas também está pronto a sacrificar até mesmo para aqueles que não são do tipo ou amável. Finalmente, ele encorajou-os a lançar mão firmemente a esperança da misericórdia do Senhor. Este Senhor partes Sua vida eterna com todos os que se ligam a Ele na fé e no amor.

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on April 27, 2012, at 12:00 PM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)