Waters of Life

Biblical Studies in Multiple Languages

Search in "Portuguese":
Home -- Portuguese -- Revelation -- 042 (Preparations for the Enthronement)
This page in: -- Arabic -- Armenian -- Bulgarian -- English -- French? -- German -- Indonesian -- Polish? -- PORTUGUESE -- Russian -- Yiddish

Previous Lesson -- Next Lesson

APOCALIPSE - Eis que cedo venho
Estudos no Livro do Apocalipse
LIVRO 2 - A ENTRONIZAÇÃO DE JESUS CRISTO (APOCALIPSE 4:1 - 6:17)
PARTE 2.2 JESUS CRISTO É ENTRONIZADO AO RECEBER O ROLO SELADO (APOCALIPSE 5:1-14)

1. Os preparativos para a Entronização (Apocalipse 5:1-6)


APOCALIPSE 5:1
1 E vi na destra do que estava assentado sobre o trono um livro escrito por dentro e por fora, selado com sete selos.

O pergaminho selado na mão direita de Deus: No início da sua segunda visão, João tinha visto uma porta aberta no céu. Ele tinha reconhecido que Deus é a sua glória, como Pai cheio de amor e como o Todo Poderoso Santo.

Ele tinha visto e ouvido como os guardiões do trono adoravam aquele que estava sentado no trono. Ele também tinha visto como os vinte e quatro anciãos adoravam o glorioso Santo e se prostraram diante dele. O céu está cheio de louvor a Deus. Isso não é a adoração do dever como é no Islão, mas sim a adoração espontânea e grata que surge do conhecimento do Senhor eternamente amoroso.

João olhou fixamente para o centro do cosmo e subitamente percebeu a mão direita daquele que estava sentado no trono. Na sua mão de bênção aberta havia algo como um pergaminho. A mão de salvação de Deus não estava escondida atrás de suas costas, como muitos Judeus creem desde a destruição do Templo de Jerusalém em 70 d.C. O Senhor estendeu a sua mão para fora da sua plenitude de luz. Ele começou a agir. Grandes coisas podiam ser esperadas, a esperança surgiu, e o tempo da perfeição começou. A promessa do Salmo 118:15-16 estava prestes a ser cumprida. A forma daquele que estava sentado no trono ficou velada em sua glória. Mas a sua mão tornou-se visível, que é a sua mão de salvação e bênçãos! A autoridade daquele que estava sentado no trono foi mostrada sem barulho e sem propaganda. O seu ardor de amor estava cheio de poder. Ele introduziu um rolo ao mundo para profetizar a sua vontade, o seu plano, a sua vitória, os seus juízos e a sua salvação. Esta revelação não veio de um anjo ou de um espírito, mas veio diretamente de Deus. Ele revelou a sua vontade sem um mediador.

O pergaminho estava cheio de escritos de ambos os lados. Parecia um boletim oficial no mundo antigo. No exterior de tal pergaminho foi escrito um pequeno índice para que um leitor pudesse distingui-lo de outros pergaminhos e perceber com metade de um olho o que o escritor queria comunicar. Questões e propósitos de tal boletim já eram conhecidos antes do rolo ser aberto.

No interior de tal pergaminho estavam escritos os detalhes da ordenança e as disposições e instruções de implementação de uma lei ou testamento. A divulgação dos escritos internos significou ao mesmo tempo em que entrou em vigor e que o representante foi autorizado para sua implementação.

Já no Antigo Testamento, Deus tinha revelado a sua vontade de várias maneiras. Os patriarcas Moisés e Davi, bem como os profetas, reconheceram cada vez mais o plano de salvação do seu Senhor e também a justiça dos seus juízos sobre a humanidade rebelde. O próprio Jesus revelou passo a passo como o fim do mundo avançaria até o seu retorno (Mateus 24:1-25). Agora, o plano de Deus sobre o futuro do mundo estava na mão de Deus Todo-Poderoso.

Naqueles tempos, os documentos oficiais romanos tinham sido selados no exterior com sete selos. Além disso, os testamentos tinham sido selados por aquele que fez a sua vontade e por mais seis testemunhas. O livro celestial também foi selado com sete selos e fechado para todos. O significado das promessas do Antigo Testamento, bem como as profecias de Jesus Cristo permaneceram secretas e codificadas. Todos os enigmas eram inúteis. Uma nova revelação foi necessária ao abrir os sete selos.

No entanto, nada de realmente novo poderia ser esperado. O conteúdo do documento já era conhecido em linhas gerais. Mas agora era uma questão de implementar o plano de salvação de Deus e seus julgamentos em um mundo antideus e anticristão.

Em cerimônias de coroação nos tempos antigos, um arauto ou sacerdote sênior trazia solenemente o certificado de nomeação para a sala do trono para que o novo rei pudesse tomá-lo como governador de Deus. O auge da entronização foi a quebra dos sete selos pelo novo soberano que tinha o conteúdo do pergaminho proclamado pelo arauto. Então a corte real ajoelhou-se, prestou-lhe homenagem e aclamou-o na sala do trono. Os Césares romanos, algumas vezes, tinham sido retratados nas suas novas moedas com um pergaminho manual, de modo a mostrar a sua autoridade.

No céu, a entronização do Rei dos reis estava por volta da data em que lhe foi dado o certificado de nomeação da mão de Deus. Ele será o último rei a estabelecer um reino eterno com uma capital santa e, com isso, induzirá o fim deste mundo secular. A sua decisão e atuação começam com a quebra dos sete selos.

ORAÇÃO:' Pai Celestial, porque nosso plano de salvação e o conhecimento de Seu julgamento sobre os desobedientes estão com Você, Você revelou esses princípios parcialmente aos Seus profetas, e Cristo realizou a salvação legítima para o mundo e derramou Seu Espírito sobre os arrependidos. Aquele que não crê será condenado, e a Tua justa ira estará sobre ele.

PERGUNTA:

  1. Por que o pergaminho na mão direita de Deus estava escrito dentro e atrás?

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on November 09, 2020, at 12:30 PM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)