Waters of Life

Biblical Studies in Multiple Languages

Search in "Portuguese":

Home -- Portuguese -- Colossians -- 036 (Have You Risen with Christ?; The Goal with Christ)

This page in: -- Arabic -- Chinese -- English -- German -- PORTUGUESE -- Spanish -- Turkish

Previous Lesson -- Next Lesson

COLOSSENSES - Cristo em vós, o povo da glória!
Estudos na Carta de Paulo aos Colossenses

Parte 3 – Com que sua vida ressuscitada se parece? (Colossenses 3:1-17)

14. Você já ressuscitou com Cristo dos mortos? (Colossenses 3:1-4)


Colossenses 3:1-4
1 Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. 2 Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra; 3 porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus. 4 Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então também vós vos manifestareis com ele em glória.

Paulo começou os seus ensinamentos sobre a vida e o comportamento de um cristão com um raio! Ele pediu aos Colossenses se eles já tinham, através da sua nova fé, recebeu uma parte da vida de ressurreição de Jesus Cristo. Esta frase equivale a uma pergunta provocativa e emocionante! A partir do momento Paulo tinha visto e experimentado a glória e esplendor de Jesus ressuscitado, tudo tinha se tornado, na medida em que sua vida estava em causa, apenas palha e restolho. A única coisa que durou foi o Cristo vivo, a quem todo poder e autoridade no céu e na terra tinha sido dada. Seu glorioso tinha afetado profundamente Paulo. O jovem fanático religioso já não era cego, seguindo o seu encontro com o brilho e brilho da majestade de Cristo na estrada de Damasco. Ele teve uma vez que, através do Espírito Santo, recebeu uma parte da Divindade e da vida de Jesus. Nossa fé no Filho de Maria nos faz espiritualmente vivos e afeta o nosso envolvimento, judicial e concretamente, na ressurreição de Jesus. O Senhor já havia profetizado este mistério a Marta, irmã de Lázaro: "Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em Mim, ainda que morra, viverá. E quem vive e crê em mim nunca morrerá..." (João 11:25-26).

Fé em Jesus não é meramente um ato do intelecto, mas significa uma dádiva dos poder, um ministério de vida, que representa o nosso adiantamento na Sua ressurreição dentre os mortos. Na pessoa de Cristo, a ressurreição e a vida eterna se manifestam em todos aqueles que comprometem-se a Ele através da fé. Sua vida neles não morre, mas é eterno. Paulo, portanto, também pergunta-lhe: "Você verdadeiramente ressuscitou com Cristo dentre os mortos, ou você ainda está pairando em algum lugar entre a vida e a morte? Você vive com Ele na lealdade, ou você ainda está morto no pecado e orgulho?


15. O objetivo da vida com Cristo (Colossenses 3:1-4)


A pessoa que ligou-se a Jesus com fé colocou sua vida à Sua disposição. Paulo escreveu aos Colossenses, a quem ele nunca conheceu: Procure, pesquise, ore e aspirar, com toda a sua energia e vontade, para vir a conhecer Jesus, que habita nos céus acima, à direita de Deus Pai, sentado em do lado de honra, governando juntamente com ele sobre o universo (Sl 110:1; Mt 22:44; At 2:34-35; Hb 1:13). Tudo o mais é transitório e sem valor. Só ele é digno de viver. Portanto, Paulo repetiu a ordem apostólica: "Pensai nas coisas do alto, não nas coisas da terra" (Cl 3:2). O Jesus exaltado continua a ser o objetivo e a direção de vida, morte e ressurreição de todos os cristãos. Tudo o que paira sobre a Terra antes deles de beleza ou tudo o que é desejável para o olho humano vai pálido e passam tendo em vista a glória de Cristo ressuscitado. Todos os procurados títulos e honrarias terrenas dos centros de aprendizagem, bem como todas as escadas que se chama de valor sucesso político, econômico e social para, no final, mera auto-engano. O menor no Reino dos Céus é maior do que o mais forte mais ricas, mais bonitas e famosas do mundo.

Teste-se: Qual o percentual de seus pensamentos e planos são voltados para Jesus e Seu reino, e o que você gasta por cento para a sua ocupação, sua família e para si mesmo? Muitos cristãos vivem esquizofrênicos. Eles também procuram o que está acima, mas tão bem, que está na terra. Eles não reconhecem que a sua dupla estratégia torna-se cada vez mais mundanas e transitórias e que as preocupações da vida diária estão devorando-os. Assemelham-se a uma pessoa que entra em um carro e dá-lhe o gás, só para ter um pé fora ainda no chão. Eles são quase rasgados em duas partes. Eles precisam decidir por Jesus sozinho, e aprender a repensar as coisas através de: "Portanto... corramos com perseverança a carreira que nos está proposta, olhando para Jesus, autor e consumador da nossa fé, que para a alegria que foi definido perante Ele suportou a cruz, desprezando a ignomínia, e está assentado à direita do trono de Deus "(Hb 12:1-2). Esta necessidade de mudar o nosso pensamento precisa de tratamento radical.

Paulo ligada nessa definição da meta do cristão com uma frase macabra, que quase fura a sua garganta: "Por que você morreu" (Cl 3:3). Ninguém quer ouvir estas palavras aniquilar: "Você está morto!" Aconteceu em um hospital militar turca durante a I Guerra Mundial que o médico de plantão estava passando através das linhas de feridos e pronunciar todos os mortos que foram mortos, para que eles pudessem será tirado. Ao fazê-lo, ele disse de um soldado deitado no chão: "Ele está morto!" O soldado, porém, se levantou e gritou: "Eu não estou morto, estou vivo", pela qual o enfermeiro, que acompanhava o médico, respondeu: "Fique quieto! Se o oficial superior médico diz que você está morto, então você está morto!"

Paulo escreveu à igreja de Colossos no tempo perfeito: "Você está morto, morto" Ao escrever este a eles, ele testemunhou que ele já havia escrito para a igreja em Roma (no "nós" do formulário), onde também incluiu a importação de estas palavras: 3 "Ou não sabeis que, como muitos de nós que fomos batizados em Cristo Jesus fomos batizados na sua morte? 4 Fomos, pois, sepultados com ele pelo batismo na morte, que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. 5 Porque, se fomos unidos com ele na semelhança da sua morte, certamente, o seremos também na semelhança da sua ressurreição, 6 sabendo isto, que o nosso homem velho foi crucificado com Ele, que o corpo do pecado seja feito com a distância , que não deve mais ser escravos do pecado. 7 Pois quem está morto está justificado do pecado ... 0,11 Assim também vós considerai-vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus nosso Senhor "(Rom. 6:3-11).

Paulo certamente sabia que ninguém quer morrer. Ele também experiente e vir a saber o quão poderoso e tenaz o pecado em nosso sangue, em nosso corpo, e na nossa alma. A única coisa que pode superá-lo é uma morte espiritual. Portanto, Jesus disse: "Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me. 25 Pois quem quiser salvar a sua vida vai perdê-la, e quem perder a sua vida por minha causa a encontrará. 26 Pois, que aproveitará o homem se ganhar o mundo inteiro e perder sua alma? Ou que dará o homem em troca da sua alma?"(Mateus 16:24-26).

Tais mensagens claras e desafiadoras raramente favor do homem. No entanto, quem aceitou Jesus como o objetivo para sua vida vem a odiar e rejeitar todo pecado nele e na igreja, e deseja ser libertado de tal. Para o efeito Paulo testificou: "Sua vida está escondida com Cristo em Deus" (Cl 3:3). Se a última parte de sua estrofe sobre a nossa "morte" foi tão chocante, tudo o mais emocionante é a canção da ressurreição para os seguidores de Cristo. Não são apenas os nossos nomes escritos no Livro da Vida no céu, mas a nova vida, que tem sido dado a nós através do Espírito Santo, permanece imperecível ligado à pessoa de Jesus. Ele é a nossa vida, nossa força e nossa alegria. Só n'Ele e com Ele vivemos eternamente. Caso contrário, permanecemos em nós mesmos personagens com defeito e incompleta. Com Ele e n'Ele, no entanto, temos um futuro glorioso. Desde que Jesus vive em Deus e Seu Pai tornou-se visível nele, isso também significa que o Cordeiro de Deus levou-nos a sua comunhão com o Pai. Quem somos nós que podemos pensar, ouvir e acreditar em coisas desse tipo? "Aquele que confessa que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece nele, e ele em Deus. E nós conhecemos e cremos no amor que Deus tem para nós. Deus é amor e quem permanece no amor permanece em Deus, e Deus nele "(1 João 4:15-16).

Paulo não falar da nossa vida escondida na Santíssima Trindade como sendo uma realidade, fixa espiritual. Em vez disso, ele foi compelido do Espírito Santo para dar testemunho da igreja em Colossos da esperança certa em que a nossa vida eterna em Cristo se tornará visível. Paulo estava tão certo do evento futuro que ele foi levado para retratar a pessoa de Jesus como fonte efervescente da nossa vida eterna. Nós recebemos uma vida piedosa outra maneira! O Espírito Santo não exaltar a si mesmo e não testemunhar que Ele é a vida eterna em nós, muito mais, Ele glorifica a Jesus e incisivamente testifica que o Cordeiro de Deus é a nossa vida em Deus.

História do mundo está pressionando duramente para o retorno de Jesus Cristo em glória, quando Ele, como Juiz do mundo e Salvador de Sua Igreja, será novamente um pé na terra. Paulo esperou ansiosamente para o Victor do Gólgota a irromper e tornar visível a plenitude da vida divina com a sua vinda. O apóstolo aprisionado livremente testemunhou que, na vinda de Jesus Cristo, quando Ele voltar em poder e autoridade, seus seguidores, também, será irradiado e os vestiu com a Sua glória, de modo que eles serão capazes de refletir plenamente o esplendor e a majestade do seu amado Senhor e Salvador. Já no início de sua carta aos Colossenses, ele descreveu o grande mistério que havia sido revelado a ele: "Cristo em vós, a esperança da glória" (Cl 1:27).

Esta esperança de uma transformação quase sobrenatural dos cristãos era mais importante para Paulo que qualquer outra coisa na terra. Seu desejo foi baseada na realidade da visão e da visão de Jesus Cristo tinha recebido antes de Damasco. Ele tinha visto "Ele" em Sua glória. Desde aquela época, tudo o resto se tornou irrelevante para ele. O Senhor voltar e Rei continuou a ser a meta, o padrão, e bendita segurança de Paulo, que escreveu: "Através da qual também temos entrada pela fé a esta graça na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança da glória de Deus" ( Rom. 5:2). Não era terreno, coberto de poeira qualidades de vida que constituiu a sua esperança, mas sim, era visível o aperfeiçoamento dos seguidores de Cristo em unidade completa com o seu Senhor e Cabeça. Vale a pena memorizar esta saudação e objetiva de Paulo para todas as igrejas:

1 "Portanto, se fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas lá do alto, onde Cristo está sentado à direita de Deus. 2 Pensai nas coisas do alto, não nas coisas da terra. 3 porque morrestes, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus. 4 Quando Cristo, que é a nossa vida, aparecer, então também vós vos manifestareis com Ele em glória "(Cl. 3:1-4).

ORAÇÃO: Pai no céu, nós Te adoramos, por vosso Filho Jesus afundou a vida eterna em nossos corações. Hoje Ele está sentado à sua mão direita. Nossa vida está escondida nele. Nós ansiosamente esperamos sua vinda, novamente, de modo que seu e Sua glória e Seu amor e Sua vontade tornar-se visível em nós. Ajude-nos a amar ninguém e nada mais do que nós você e ele. Amém.

PERGUNTA:

  1. Qual é o objetivo da sua vida?

A esperança de nossa unidade visível com Jesus na glória exige preparações de concreto no exercício da santidade prática de vida para todos os amantes de Cristo: Está a ser santos, porque Eu sou Santo.

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on February 16, 2012, at 07:55 AM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)