Waters of Life

Biblical Studies in Multiple Languages

Search in "Portuguese":

Home -- Portuguese -- Colossians -- 028 (Mystery of the Gospel)

This page in: -- Arabic -- Chinese -- English -- German -- PORTUGUESE -- Spanish -- Turkish

Previous Lesson -- Next Lesson

COLOSSENSES - Cristo em vós, o povo da glória!
Estudos na Carta de Paulo aos Colossenses

PARTE 1 – Os fundamentos da Fé Cristã (Colossenses 1:1-29)

7. O sofrimento de Paulo por sua Igreja e o mistério do Evangelho (Colossenses 1:23c-29)


Colossenses 1:25-27
25 Da qual eu estou feito ministro segundo a dispensarão de Deus, que me foi concedida para convosco, para cumprir a palavra de Deus; 26 o mistério que esteve oculto desde todos os séculos, e em todas as gerações, e que agora foi manifesto aos seus santos; 27 aos quais Deus quis fazer conhecer quais são as riquezas da glória deste mistério entre os gentios, que é Cristo em vós, esperança da glória.

O mistério revelado da Igreja de Jesus

Paulo não apenas descrever a si mesmo como um ministro de Cristo (Cl 1:23), mas como ministro das igrejas recém-surgido na Ásia Menor e na Grécia. Ele não escreveu a eles como um patriarca exaltado ou como um apóstolo para as nações Gentis impuras, mas descreveu a si mesmo como Jesus fez mesmo - como alguém que tinha vindo para servir (Mt 20:28). A revolução da humildade de Cristo continua em suas igrejas, onde quer regras Seu Espírito neles. O baixo dobra antes do pequeno e insignificante, os necessitados e deficientes é indispensável para o seguidor de Cristo. Nosso orgulho precisa ser quebrado, mesmo que o amor dos triunfos Salvador.

O Cristo ressuscitado já haviam comunicado a Paulo seu chamado para o serviço e comissão através de um simples fiel, Ananias, enquanto em Damasco (Atos 9:6, 15, 16). Ele foi para proclamar o nome de Jesus para as nações Gentis, aos reis e aos filhos de Jacob, mesmo quando esta testemunha ia causar-lhe muito sofrimento. Paulo aceitou o seu chamado do Deus trino a ser uma dona de casa espiritual e deu muito esforço para obedecer a este comando. Ele ricamente proclamou a palavra de Deus e o evangelho de Jesus Messias em um momento em que nenhum dos evangelhos tinha ainda sido traduzido para o grego. Paulo escreveu aos Coríntios: "Porque, se anuncio o evangelho, não tenho nada para se vangloriar de, por necessidade é colocada em cima de mim, sim, ai de mim se eu não anunciar o Evangelho!" (I Co 09:16). . Ele se atreveu a escrever aos Colossenses que ele estava completamente comunicada a palavra de Deus para eles, embora nunca tivesse visitado. Para esse fim Epafras havia proclamado a mensagem de Paulo em detalhe para eles, enquanto em Éfeso. O poder de Deus tinha sido repassado, até o que está oculto nessas palavras do apóstolo para as nações.

O evento da proclamação do verdadeiro Evangelho

Paulo testificou que havia um mistério escondido no evangelho, que nem todas as pessoas podiam entender (Mt 11:25-26; I Co 1:26-29).. Este mistério foi mantido escondido de gerações de homens tementes a Deus, os anjos na eternidade, e até mesmo profetas obediente. Eles suspeitaram que algo de grande magnitude que aconteceria, mas permaneceu velada a eles. Paulo, no entanto, experimentou esse mistério sendo cumprida em silêncio os seguidores de Cristo, a quem ele chamou de "santos". Santo é aquele que desinteressadamente e sem pecado serve a humanidade, sem expectativa de recompensa, assim como Jesus amava todas as pessoas e se sacrificou por eles. Nenhum homem pode fazer isso em si mesmo, por isso exige um trabalho especial de graça e da intervenção de Deus.

Verdadeiros santos reconhecer sua falta de santidade e intransigente confessá-lo ao seu Senhor. Eles acreditam que a purificação de seus pecados através do sangue de Cristo, e são iluminados e vivificados pelo Espírito do Cordeiro de Deus. Este Espírito ainda mais os obriga a negar a si mesmo, dando-lhes o poder de seguir Jesus. A maioria dos santificados nunca vai ser reconhecida por outras pessoas, pois eles não falam sobre si mesmos. Em vez disso, eles fazem o seu Senhor e Salvador conhecido através de gestos e palavras. O processo da sua renovação está intimamente ligado ao mistério do qual Paulo escreveu aos Colossenses. Lá, ele confessou as riquezas da glória deste mistério, que estava sendo realizado, mesmo entre pagãos ímpios, que é - a habitação de Cristo em seus corações e mentes!

Paulo já havia declarado aos Colossenses que eles, em sua assembléia da igreja, eram na verdade habita no corpo espiritual de Cristo. Eles eram membros ativos sob a liderança de Jesus, sua Cabeça. O seu sangue tinham purificado eles e estava pulsando neles. Seu Espírito estava fluindo e trabalhando por eles. Eles já não eram independentes, mas vivido e amado "em Cristo", como membros de Seu corpo espiritual. Eles estavam ligados à fonte de alimentação de Deus e se tornou "encarnado" na vida de Seu Filho.

Mas agora o apóstolo foi ainda mais longe. Ele testemunhou aos Colossenses e todas as igrejas no mundo que Jesus os amava tanto que queria habitá-los. Ele já havia revelado este mistério de tirar o fôlego: "Se alguém me ama, guardará a minha palavra e meu Pai o amará, e Nós viremos a ele e faremos nele morada" (João 14:23). Jesus ainda disse: "Eu sou a videira, vós sois os ramos. Quem permanece em Mim e Eu nele, dá muito fruto, porque sem Mim nada podeis fazer (João 15:5-7).

De joelhos na prisão, Paulo orou a Deus, seu Pai: "que Ele vos conceda, de acordo com as riquezas da sua glória, para ser fortalecidos com poder pelo seu Espírito no homem interior, que Cristo habite em vossos corações através fé, que você, estando arraigados e alicerçados em amor..." (Ef 3:16-17). A habitação do Espírito Santo em tementes a Deus, santos rezando significa, ao mesmo tempo, a habitação de Cristo naqueles que o buscam.

Cristo não é apenas um personagem histórico que viveu há 2.000 anos, muito mais, Ele é o Filho do Deus vivo, o Criador todo-poderoso do universo, o Médico misericordioso de todos os doentes, o Reconciliador a Deus, o Perdoador dos nossos pecados, Batista com o Espírito Santo, Senhor e Rei decisão de retornar dos reis! Quem não treme quando ele considera a verdade de que o Cordeiro de Deus deseja passar a residir em nós, pois somos indignos por Ele mesmo a olhar para nós?! Ele ainda se inclina para nós, nos purifica pelo seu sangue, habita em nós, e nos dá o Seu Espírito bom. Ele não vem apenas para uma visita, mas permanece em nós por toda a eternidade. Isso equivale a uma sensação, uma compaixão insondável, um cruzamento de fronteira da morte, para Aquele que é vida em si mesmo torna-nos vivos. Ele nos eleva ao nível dele e nos torna filhos do Pai celestial! Que graças a Ele por Sua fidelidade e adorá-lo, que é o Princípio e o Fim, que nos levou para a Sua plenitude divina através da Sua habitação nós, e que nos ama com um amor eterno? Como seguidores de Cristo, não só temos o privilégio de ser "nele", mas mais do que isso: "Ele em nós", como o pagamento do nosso futuro! A frase-chave do evangelho, "nós nele", tem mais de cem vezes no Novo Testamento, enquanto a frase "Ele em nós" é encontrado cerca de trinta vezes nos escritos do Novo Testamento (Rm 8:10, II Coríntios 13:2, 5; Gl 4:19; Colossenses 1:27, I Pe 3:15, etc.)

Paulo não estava satisfeito apenas para assegurar a Colossenses que o Filho de Maria, gerado pelo Espírito Santo, através do Seu Espírito leva a morar em quem confia nEle. Ele chegou à conclusão de que o Senhor da Glória, que hoje habita crentes nascidos de novo, dotá-los com a Sua glória e prepará-los para a vida na eternidade. A esperança dos cristãos não é vaga e não se limita a um paraíso material. Muito mais, somos chamados a uma "esperança gloriosa!" Paulo escreveu aos Romanos: "Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de Seu Filho, que Ele seja o primogênito entre muitos irmãos. E aos que predestinou, a estes também chamou: aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a estes também glorificou "(Rm 8:29-30).

A glória de Deus é entendida por estudiosos judeus para ser o somatório de todos os Seus atributos. Uma vez que em Jesus a plenitude da divindade habita, o que significa que Ele, através da Sua habitação nós, também traz os raios de Sua glória para Seus seguidores, mesmo transformando-os em Sua semelhança. A habitação de Cristo em Seus seguidores lhes dá o privilégio de ser capaz de voltar para casa para seu Pai celestial (Ef 1:13-14; Cl. 1:5).

Em uma viagem missionária para Baku, no Azerbaijão, encontramos Schascha, uma cantora de ópera russa, que se tornou uma cristã ativa. Quando ele nos reconhece como alemães, ele começou a cantar, com sua voz forte e melódica, a estrofe de uma canção infantil:

"Venha em meu coração,
Senhor Jesus!"

Talvez ele não sabia mais palavras para a canção em língua alemã, e por isso ele repetiu com entusiasmo, na voz de barítono, esta breve oração, um que nunca iria esquecer! Estas palavras são um eco à oração para crianças que todas as pessoas precisam falar:

Eu sou pequeno,
Faça o meu coração puro,
Ninguém deveria habitá-lo,
Exceto o lindo Salvador apenas.

Os críticos do evangelho acho que é necessário para reivindicar a impossibilidade de a habitação Jesus glorificado no céu e no coração dos homens aqui na terra. No entanto, Jesus disse: "Deus é Espírito, e aqueles que adoram o adorem em espírito e em verdade" (João 4:24). A Bíblia testifica o mesmo para Jesus, o nascido do Espírito Santo, que, após Sua ressurreição, passou silenciosamente através das paredes e portas fechadas (João 20,19-23). Paulo descreveu este fato em sua própria maneira: "Ora, o Senhor é o Espírito; mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como num espelho a glória do Senhor, somos transformados na mesma imagem de glória em glória, apenas como da parte do Senhor, o Espírito "(2 Coríntios. 3:17-18). Uma vez que o Deus trino é Espírito, Ele é capaz de estar em toda parte ao mesmo tempo e, especialmente, lá onde Ele é amado e honrado. Quem quer que tenha nascido de novo pelo Seu Espírito o conhece e sente a sua presença.

ORAÇÃO: Nós Te adoramos, o Cordeiro de Deus, que Tu não evitam vir para morrer pela humanidade, e que você também escolheu habitar em nós. Ajudar a todos aqueles que vão ler este livro, de maneira infantil orar: "Venha em meu coração, Senhor Jesus!" Amém.

PERGUNTA:

  1. Como o Filho do Deus Todo-Poderoso fixa residência eterna em homens mortais?

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on February 16, 2012, at 07:54 AM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)