Waters of Life

Biblical Studies in Multiple Languages

Search in "Portuguese":
Home -- Portuguese -- John - 061 (Christ exists before Abraham)
This page in: -- Arabic -- Armenian -- Bengali -- Burmese -- Cebuano -- Chinese -- English -- Farsi? -- French -- Georgian -- Hausa -- Hindi -- Igbo -- Indonesian -- Javanese -- Kiswahili -- Kyrgyz -- Malayalam -- Peul -- PORTUGUESE -- Russian -- Serbian -- Somali -- Spanish? -- Tamil -- Telugu -- Thai -- Turkish -- Urdu -- Uyghur? -- Uzbek -- Vietnamese -- Yiddish -- Yoruba

Previous Lesson -- Next Lesson

JOÃO – A Luz Resplandece nas Trevas
Um Curso de Estudos Bíblicos no Evangelho de Cristo segundo João

PARTE 2 – A Luz Resplandece nas Trevas (João 5:1 – 11:54)
C – A última viagem de Jesus a Jerusalém (João 7:1 – 11:54) A separação entre as Trevas e a Luz.
1. As palavras de Jesus na festa dos tabernáculos (João 7:1 – 8:59)

g) Cristo existe antes de Abraão (João 8:48-59)


JOÃO 8:48-50
48 Responderam, pois, os judeus, e disseram-lhe: Não dizemos nós bem que és samaritano, e que tens demônio? 49 Jesus respondeu: Eu não tenho demônio, antes honro a meu Pai, e vós me desonrais. 50 Eu não busco a minha glória; há quem a busque, e julgue.

Jesus arrancou as máscaras desses Judeus, mostrando-lhes a sua conivência com o espírito de Satanás e ignorância da verdade.

Na seqüência deste ataque, o espírito maligno foi forçado a sair em campo aberto. Ao invés de se arrependerem de seus pecados, eles mostraram a sua aliança com o diabo. Eles admitiram que tinham blasfemado por negar que Jesus nasceu do Espírito Santo. Chamavam-lhe um Samaritano da raça mestiça, porque a notícia do entusiasmo Samaritano por ele havia chegado a Jerusalém, o que deixou os Judeus racistas indignados.

Uma parte sabia sobre as raízes Judaicas de Jesus, e insistia que ele era realmente Judeu. Mas outros insistiam que ele fazia milagres com a ajuda do diabo. O endemoninhado não sabia de sua verdadeira situação, mas afirmou que o Santo de Deus estava possuído pelo demônio. Assim, o pai das mentiras torceu suas mentes de modo a tratar branco como preto e preto como branco.

Jesus respondeu calmamente essas pessoas espiritualmente cegas, dizendo: "Não existe nenhum Satanás em mim, estou cheio do Espírito Santo. Nenhum ataque do mal me inclina aos desejos mundanos. Eu transbordo de verdade e de amor. Eu não vivo para mim; eu neguei o meu ego e honro a meu Pai. Eu proclamo o nome de Deus para vocês, e santifico ao Pai através de minha conduta. Sim, eu revelo a verdade de Deus a vocês, mas vocês me odeiam, pois dizem que sou de Satanás. O espírito do mal em si não tem nenhum desejo de deixá-los para que o Espírito de Deus para assumir o lugar. Vocês não gostariam de se tornarem filhos do Santo porque blasfemam e desejam que eu morra. Eu não busco a minha glória, mas a do Pai. Ele defende mim, cuida de mim, honra e glorifica-me. Ele é quem vai julgá-los, porque vocês me rejeitam. Quem rejeita o que nasce do Espírito cai no julgamento de Deus. Isso é porque o espírito maligno está sobre aqueles que rejeitam, impedindo-os de receber o Salvador".

JOÃO 8:51-53
51 Em verdade, em verdade vos digo que, se alguém guardar a minha palavra, nunca verá a morte. 52 Disseram-lhe, pois, os judeus: Agora conhecemos que tens demônio. Morreu Abraão e os profetas; e tu dizes: Se alguém guardar a minha palavra, nunca provará a morte. 53 És tu maior do que o nosso pai Abraão, que morreu? E também os profetas morreram. Quem te fazes tu ser?

Jesus dá o resumo do seu Evangelho, dizendo: "Todos os que ouvem minhas palavras, a aceitam e a mantém em seus corações, descobrirão que essas palavras serão poderosas em suas vidas Eles receberão a vida eterna e nunca morrerão. A morte para eles será uma porta para Deus, seu Pai, não por causa de sua bondade, mas porque as palavras de Cristo habitam neles". Você compreendeu este princípio do Reino de Deus? Todos os que não guardam as palavras de Jesus em seus corações, caem em pecado e no domínio de Satanás. Aqueles que mantêm o Evangelho e sua palavra vivem para sempre. Os Judeus foram despertados em fúria, gritando: "Você é Satanás, você está mentindo. Todos os patriarcas da fé morreram. Como, então, você pode dizer que suas palavras concedem vida eterna a todos aqueles que acreditam em você? Você é melhor do que o Criador, já que dá uma vida que não acaba com a morte? É maior do que Abraão, Moisés e Davi? Você tem endeusado si mesmo".

JOÃO 8:54-55
54 Jesus respondeu: Se eu me glorifico a mim mesmo, a minha glória não é nada; quem me glorifica é meu Pai, o qual dizeis que é vosso Deus. 55 E vós não o conheceis, mas eu conheço-o. E, se disser que o não conheço, serei mentiroso como vós; mas conheço-o e guardo a sua palavra.

Calmamente Jesus respondeu e revelou sua essência em maior detalhe. Ele, o Cristo, não busca glória para si. Ele é sempre glorioso por natureza. Deus garante a honra de Seu Filho. Sim, os Judeus alegaram que o Onipotente é o seu Deus, mas não o conheciam realmente. Seu pai era Satanás travestido em "nome de Deus", usando esse nome falso. Fingiam piedade, mas estavam vazias do Espírito de amor. Quem conhece a Deus ama como Deus ama. Por esse motivo, qualquer religião que alega que apenas confessar o nome "Deus"é o suficiente, não prova a validade desse modo de vida, o credo inteiro pode estar com defeito. Deus é Pai, Filho e Espírito Santo. Todas as características e os nomes da essência divina na boca de outras religiões não passam de idéias elementares. A verdade de Deus reside na unidade da Trindade. Assim, Jesus repreendeu os Judeus dizendo: "Vocês não O conhecem. Suas vidas e pensamentos são baseados em mentiras. Vocês estão cegos para a verdade". Ao mesmo tempo, Jesus insistiu que conhecia o Deus Eterno. Se assim não fosse, o seu testemunho de Filiação divina teria sido uma mentira. Mas Jesus proclamou a verdadeira imagem de Deus para os Judeus.

JOÃO 8:56-59
56 Abraão, vosso pai, exultou por ver o meu dia, e viu-o, e alegrou-se. 57 Disseram-lhe, pois, os judeus: Ainda não tens cinqüenta anos, e viste Abraão? 58 Disse-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que antes que Abraão existisse, eu ou. 59 Então pegaram em pedras para lhe atirarem; mas Jesus ocultou-se, e saiu do templo, passando pelo meio deles, e assim se retirou.

Depois que Jesus havia dito aos Judeus que eles não conheciam o verdadeiro Deus, e que a força motriz da sua piedade era Satanás, ele acabou revelando sua eternidade para eles aceitarem-no ou rejeitá-lo. Ele também revelou a sua divindade através de um exemplo de Abraão, o pioneiro da fé. Com isso, Jesus nos informa que Abraão viveu com Deus e que se alegrou ao ver a encarnação de Cristo, por isso a promessa feita a Abraão foi cumprida de que sua semente seria uma bênção para todas as nações.

Com isso, os Judeus ficaram atônitos, dizendo: "Você é um homem jovem e ainda diz que já viu Abraão, que viveu dois mil anos mais cedo? Sua mente deve estar doente". Jesus respondeu com uma frase real, "Antes que Abraão existisse, Eu Sou". Ele apoiou esta afirmação, acrescentando: "Em verdade, em verdade vos digo que..." para eles perceberem que ele era o Deus eterno, como é seu pai. Antes disso, o João Batista havia anunciado a eternidade de Cristo. As multidões desaperceberam essa verdade, nem eles acreditavam que um homem podia ser o Deus eterno.

Trataram o testemunho de Cristo como uma blasfêmia, um ataque a Deus, bem como uma impossibilidade, tanto que não iriam esperar por um veredito oficial, mas tomaram pedras para lhe atirarem. Quando eles estavam prestes a lançar as pedras, ele desapareceu do seu meio. Nós não sabemos como. Sua hora não havia chegado. Ele saiu pela porta do templo.

ORAÇÃO: Senhor Jesus, nós Te adoramos, você é o Deus fiel, eterno e verdadeiro, cheio de amor. Você não busca a glória para si mesmo, mas você honra o Pai. Livrai-nos do orgulho, de modo que não caiamos no pecado de Satanás. Ajude-nos sempre a santificar o nome do pai no céu e receber pela fé em ti a vida eterna.

PERGUNTA:

  1. Por que os Judeus queriam apedrejar Jesus?

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on April 10, 2012, at 11:03 AM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)