Waters of Life

Biblical Studies in Multiple Languages

Search in "Portuguese":
Home -- Portuguese -- John - 044 (Jesus offers people the choice, "Accept or Reject!")
This page in: -- Arabic -- Armenian -- Bengali -- Burmese -- Cebuano -- Chinese -- English -- Farsi? -- French -- Georgian -- Hausa -- Hindi -- Igbo -- Indonesian -- Javanese -- Kiswahili -- Kyrgyz -- Malayalam -- Peul -- PORTUGUESE -- Russian -- Serbian -- Somali -- Spanish? -- Tamil -- Telugu -- Thai -- Turkish -- Urdu -- Uyghur? -- Uzbek -- Vietnamese -- Yiddish -- Yoruba

Previous Lesson -- Next Lesson

JOÃO – A Luz Resplandece nas Trevas
Um Curso de Estudos Bíblicos no Evangelho de Cristo segundo João

PARTE 2 – A Luz Resplandece nas Trevas (João 5:1 – 11:54)
B – Jesus é o Pão da Vida (João 6:1-71)

4. Jesus oferece a escolha ao povo, “Aceite ou rejeite!” (João 6:22-59)


JOÃO 6:41-42
41 Murmuravam, pois, dele os judeus, porque dissera: Eu sou o pão que desceu do céu. 42 E diziam: Não é este Jesus, o filho de José, cujo pai e mãe nós conhecemos? Como, pois, diz ele: Desci do céu?

O evangelista João chamou os Galileus de Judeus, embora eles não pertencessem a este grupo de pessoas; mas, como rejeitaram o Espírito de Cristo, então não eram melhores do que os Judeus e aqueles que habitavam no sul.

Os escribas produziram uma outra razão para recusarem a Jesus, porque o seu pensamento legalista e as crenças de que sozinhos podemos melhorar, contradizem o amor de Jesus. Mas, os Galileus tropeçaram no Jesus social porque conheciam sua família, porque "seu pai" (José, o carpinteiro) vivia com eles e era um homem simples, sem talento nos dons proféticos ou especiais. E sua mãe, Maria, não tinha nada que a diferenciasse de outras mulheres, exceto que ela ficara viúva, o que era considerado um sinal da ira de Deus. Assim, os Galileus não crêem que Jesus é o pão do céu.

JOÃO 6:43-46
43 Respondeu, pois, Jesus, e disse-lhes: Não murmureis entre vós. 44 Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou o não trouxer; e eu o ressuscitarei no último dia. 45 Está escrito nos profetas: E serão todos ensinados por Deus. Portanto, todo aquele que do Pai ouviu e aprendeu vem a mim. 46 Não que alguém visse ao Pai, a não ser aquele que é de Deus; este tem visto ao Pai.

Jesus não tentou explicar o milagre de seu nascimento para aqueles que o recusarem porque eles não teriam acreditado. Também nós não somos capazes de entender por conta própria a divindade do Jesus homem, somente pela iluminação do Espírito Santo é que podemos. Quem vem a ele com fé o verá e conhecerá sua grande verdade.

Jesus proibiu as multidões a murmurar contra as revelações divinas. O espírito teimoso não ouve nada do Reino de Deus, mas quem presta atenção e sente a sua necessidade experimenta o amor de Deus.

Com esse amor Deus atrai as pessoas para Jesus, o Salvador, desejando a sua iluminação e os ensina individualmente como lemos em Jeremias 31:3. No Novo Testamento não é a vontade ou a mente do homem que traz a fé, mas é o Espírito Santo que ilumina-nos, e cria em nós a vida divina para que nós percebamos que o poderoso Deus é verdadeiramente nosso Deus e Pai. Ele ensina seus filhos e preserva uma relação direta com eles. Ele cria a fé em nossos corações através do chamamento do Espírito. Você já sentiu esse chamado em sua consciência? Você está aberto ao mover do amor de Deus?

O Espírito do Pai nos conduz a Jesus e nos move em direção a ele. Ele desperta o nosso desejo por ele até que vamos ao encontro de Jesus para amá-lo. Ele nos aceita como somos, e não nos expulsa. Nos dá a vida eterna para que possamos compartilhar o poder da ressurreição para entrar na glória do Pai.

Resta, no entanto, uma distinção entre Jesus e o crente nascido de novo. Nenhum homem jamais viu a Deus, além do Filho. Ele estava com o Pai desde o começo e o via. Pai e Filho eram inseparáveis. Jesus partilhava da paz celestial e de todas as qualidades divinas.

JOÃO 6:47-50
47 Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim tem a vida eterna. 48 Eu sou o pão da vida. 49 Vossos pais comeram o maná no deserto, e morreram. 50 Este é o pão que desce do céu, para que o que dele comer não morra.

Depois de anunciar a sua unidade com o Pai e a obra do Espírito em seus ouvintes, Jesus voltou a apresentar a verdade de sua essência para que cressem nele. Ele explicou brevemente o princípio Cristão: quem crê em Jesus vive para sempre. Esta verdade é uma garantia que a morte não pode anular.

Jesus é como o pão de Deus para o mundo. Assim como o pão não se esgotou após passar por suas mãos no milagre da alimentação dos cinco mil, assim também Jesus é suficiente para a necessidade do mundo em todos os momentos, porque nele habita a plenitude de Deus. Com ele você recebe esperança, alegria e bênçãos. Em uma palavra, ele oferece ao mundo a vida de Deus, mesmo o mundo o rejeitando. O maná que desceu no deserto foi um presente de Deus; essa provisão durou apenas um pouco de tempo. Todos os que comeram do maná já morreram. Assim, vemos que as obras de caridade, a evolução técnica e as descobertas científicas nos ajudam por um tempo e em partes. Através desses recursos não há cura para a morte ou a vitória sobre o pecado. Mas quem aceita a Cristo não vai morrer. Este foi o propósito de Cristo: vir e viver em você. Ele deseja habitar em você, pessoalmente, para que nenhum outro espírito possa te dominar. Ele pode jogar fora todos os maus desejos e acalmar seus medos, bem como tornar sua fraqueza em força. Ele é o pão que Deus preparou para você. Coma e viva para não perecer como os outros pecadores.

PERGUNTA:

  1. Como Jesus respondeu às murmurações de seus ouvintes?

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on April 10, 2012, at 10:51 AM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)